Natália Deodato, do BBB 22, tem vídeo íntimo vazado na web
Menu & Busca
Natália Deodato, do BBB 22, tem vídeo íntimo vazado na web

Natália Deodato, do BBB 22, tem vídeo íntimo vazado na web

Home > Entretenimento > Famosos e TV > Natália Deodato, do BBB 22, tem vídeo íntimo vazado na web

Natália Deodato, participante do grupo Pipoca do BBB 22, teve um vídeo íntimo vazado nas redes sociais. A equipe da confinada se posicionou, confirmando o ocorrido e pedindo que “denunciem” o crime. Na madrugada desta quarta-feira (19), a assessoria da sister fez uma sequência de tweets para repudiar o crime envolvendo a participante.

Confira mais detalhes a seguir:

Natália Deodato
Natália Deodato, do BBB 22, foi vítima de crime cibernético. | Foto: Reprodução/ Twitter

A equipe de Natália Deodato declarou que vão tomar “medidas cabíveis”

No perfil do Twitter da participante Natália Deodato, os administradores falaram sobre o vazamento do vídeo íntimo da participante do BBB 22. “ATENÇÃO! A Equipe já está ciente das mídias que estão sendo compartilhadas e iremos tomar as medidas cabíveis. O compartilhamentos desse conteúdo é um desrespeito à participante enquanto mulher e também a família dela”, escreveram.

“Isso é muito sério e nenhuma pessoa deveria passar por essa exposição. Pedimos que denunciem todas as publicações e também perfis que estão compartilhando. Precisamos derrubar esse conteúdo com a ajuda de vocês”, completaram.

“Não tem outra palavra para essa situação, além de desrespeito, o termo é CRIME, e estamos trabalhando para responsabilizar todos os responsáveis e envolvidos. Nos ajudem a derrubar essas mídias. Por favor, denunciem!”, pediram os administradores.

Confira os tweets na íntegra:

Vale lembrar que o ocorrido se configura como crime. De acordo com a lei n° 13.718, do dia 25 de setembro de 2018, compartilhar imagens de de sexo, nudez ou pornografia, sem consentimento, configura-se como crime com punição de até 5 anos. Em casos nos quais o autor do crime mantém ou já manteve relação íntima com a vítima, a pena pode aumentar em até 2/3. Se você já foi vítima de um crime como esse, denuncie! Você pode fazer um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima ou em delegacias especializadas em crimes cibernéticos.

____________________________________________
Por Giovana Rodrigues – Redação Fala!

Tags mais acessadas