Não deixe o sonho do carro novo virar pesadelo: saiba como comprar!
Menu & Busca
Não deixe o sonho do carro novo virar pesadelo: saiba como comprar!

Não deixe o sonho do carro novo virar pesadelo: saiba como comprar!

Home > Notícias > Mercado > Não deixe o sonho do carro novo virar pesadelo: saiba como comprar!

Não é de hoje que se ouve falar que o povo brasileiro é apaixonado por carros! O momento de adquirir um carro novo é sempre de grande empolgação e entusiasmo para a família, tanto faz se é zero quilômetro ou seminovo. Porém, tratando-se especialmente dos veículos seminovos, são necessários alguns cuidados para que a realização deste sonho de muitos não se torne um pesadelo sem fim! Por isso, saiba como comprar um carro novo.

Para que você não caia em uma cilada, seguem algumas dicas de como colocar na garagem seu próximo carro, com segurança e sem dores de cabeça neste momento tão especial na vida de muitos.

carro novo
Comprar um carro novo pela Internet pode ser uma ótima opção, mas é preciso tomar cuidado com os golpes. | Foto: Reprodução/ Pexels

As melhores dicas para comprar um carro novo 

1) Pesquisa

Pesquisar, pesquisar e pesquisar! Quando se trata de comprar um carro seminovo, a pressa é inimiga do bom negócio. Antigamente era muito comum sair para pesquisar um veículo nas lojas da cidade e, no final do dia, já ter definido o carro a ser comprado. Atualmente, sobretudo por conta da internet, há uma oferta enorme de veículos em diversas plataformas de busca.

As plataformas mais conhecidas são a Webmotors, OLX e Mercado Livre. Mesmo que o carro ideal não esteja na sua cidade, muitas vezes é vantajoso o deslocamento para buscar o carro do jeitinho que você sonhou, sem contar que muitas vezes a diferença de valores pode ser muito atrativa.

Outro atributo facilitador da internet é a quantidade de informações disponíveis ao usuário rapidamente e sem compromisso (fotos, modelo exato, motorização, quilometragem, entre outros), sem contar que todos os dias as plataformas são atualizadas com novos veículos disponíveis. Estar sempre atento é a melhor maneira de conseguir um ótimo negócio!

2) Desconfie

Como já foi dito, pesquisar é imprescindível para garimpar uma boa oportunidade. Muitas pessoas, por exemplo, vendem o carro por uma necessidade maior e acabam anunciando o veículo por um valor abaixo da média para aquele carro, mas ATENÇÃO!! Desconfie de anúncios com preços MUITO ABAIXO do que os outros vendedores praticam, afinal, se a média de preços de um determinado veículo é de 50 a 60 mil, por exemplo, é praticamente impensável que alguém pretenda vendê-lo por 30 mil reais. Há muitas tentativas de golpe no ambiente virtual, e você certamente não vai querer ser a próxima vítima.

3) Negocie o carro novo

Felizmente, para os compradores, o mercado de venda de automóveis é relativamente competitivo, e como comprador você pode e deve tentar obter algum desconto para colocar o carro novo na garagem. Diferentemente do veículo 0km (os quais há um certo padrão de preços), o mercado de seminovos acaba por ter maior variação por conta da qualidade de cada veículo. Então não tenha vergonha de pedir descontos para fechar o negócio!

4) Pergunte e verifique

Quantos donos este veículo já teve? Tem todas as revisões na concessionária? Sofreu algum dano mais grave? O carro precisa de algum reparo atualmente?

Aqui vale a máxima de que perguntar não ofende, e é importantíssimo extrair o máximo de informações para não comprar gato por lebre. Vale também pedir auxílio a algum mecânico de confiança para ajudar na verificação dos sistemas funcionais do veículo.

Outra dica valiosa é: em caso de anúncios pela internet, leia sempre a descrição do anúncio. Lá podem estar informações importantes que o façam comprar ou desistir do veículo.

5) Perícia

A perícia cautelar é um dos requisitos mais importantes durante o processo de compra do veículo. Nela, são verificados diversos itens do veículo, sobretudo relacionados à estrutura. Portanto, se o veículo tiver sofrido alguma colisão que tenha afetado o veículo de modo mais grave, por mais que o vendedor afirme que não, você já estará ciente de que pode estar comprando um problema!

Algumas modalidades de perícia fazem, inclusive, a verificação da pintura do veículo. Com o auxílio de um equipamento semelhante à uma caneta, o procedimento de verificação identifica através da espessura da camada de tinta (exceto em partes plásticas) se o veículo já foi retocado, ou seja, se teve algum componente ralado/ avariado. Esta verificação de pintura vem se tornando cada vez mais usual, sobretudo em veículos mais caros, sendo uma espécie de cereja do bolo, afirmando ainda mais a qualidade do veículo.

Juntamente com a perícia cautelar, é feita também uma pesquisa sobre o veículo nos órgãos de trânsito, ou seja, se o veículo já sofreu sinistro, leilão, se tem alguma restrição por conta de débitos de documentação, ou mesmo se o veículo tem alienação fiduciária (ou seja, não está quitado), tudo isso é apontado para que o comprador não tenha surpresas desagradáveis após a compra.

6) De olho na confiança

É consenso que adquirir veículo de um concessionário autorizado ou mesmo de uma revenda multimarcas é mais seguro do que comprar de um particular, porém, isto nem sempre é verdade. O cuidado para adquirir um veículo de pessoa física deve ser o mesmo ao comprar de lojas e concessionárias. Procure sempre o histórico das lojas e saber se compradores antigos tiveram algum tipo de problema. É usual que compradores que tiveram problemas com determinada loja registrem suas reclamações na internet. No caso de pessoa física, é importante se certificar se a pessoa é realmente dona do veículo, se está agindo com boa intenção e até mesmo se certificar que o carro existe (caso esteja, negociando pela internet). NUNCA, em hipótese nenhuma, faça pagamentos sem ter a garantia de que o carro realmente exista, tenha o estado geral de conservação combinado e que a negociação, de fato, será concretizada até o fim. Caso possível, faça o pagamento somente quando estiver convicto de que terá o documento de transferência reconhecido firma em cartório e, é claro, a posse do veículo.

7) Financiamento para comprar o carro novo

​Uma dica literalmente valiosa é ficar atento ao plano de financiamento proposto pelas lojas de carro. Muitas vezes, a taxa de juros é absurdamente alta e mesmo assim o consumidor fecha o negócio, impulsionado pelas situações de crédito aprovado e por parcelas que se adequam às suas finanças. Lembre-se sempre: se o crédito está aprovado, o mérito é da saúde financeira do cliente e não por obra da loja/ concessionária, ou seja, não se iluda nem caia em conversa de vendedor.

8) Adicionais

Embora não sejam inerentes ao processo de compra em si, é relevante observar alguns pontos para determinar o modelo a ser comprado. Na internet, há portais específicos onde donos de diversos modelos relatam suas impressões sobre o veículo, logo, não custa nada buscar mais informações sobre o tão sonhado carro para não se arrepender depois. Procure sempre saber:

  • Facilidade de revenda;
  • Problemas crônicos;
  • Valor do seguro;
  • Consumo de combustível;
  • Custo de manutenção;
  • Versões semelhantes.

 

Há muitos sites na internet especializados em fazer comparativos de automóveis. É sempre bom verificar as especificações para não errar na compra e aproveitar ao máximo seu novo carro!

_______________________________
Por Mattaeus Johnnattan Avelino – Fala! Universidade Cruzeiro do Sul 

Tags mais acessadas