Messi e Barcelona: uma história de crescimento, casamento e despedida
Menu & Busca
Opinião – Messi e Barcelona: uma história de crescimento, casamento e despedida

Opinião – Messi e Barcelona: uma história de crescimento, casamento e despedida

Home > Notícias > Esporte > Opinião – Messi e Barcelona: uma história de crescimento, casamento e despedida

Seria irônico dizer que um menino aos 13 anos, que media 1.40m, se tornaria um dos maiores jogadores da história e deixaria um legado imensurável? Ironia ou não, o jovem de Rosário, na Argentina, escreveu uma das mais belas e vitoriosas histórias de lealdade e amor a uma equipe dentro do futebol. Após anos de casamento, e diversos ensaios para uma última dança, tudo parecia bem para que a relação continuasse, mas de uma forma inesperada, por conta do “Fair Play Financeiro” da La Liga, o Barcelona não conseguiria arcar com os encargos de Messi e se manter nas normativas financeiras determinadas pela liga.

História de Messi com o Barcelona

Após diversos fracassos recentes em competições europeias, se tornava evidente que o elenco precisava de uma reestruturação para prover a Messi a melhor condição de jogo possível. Lionel sabia disso e, por algumas vezes, se mostrou publicamente insatisfeito e ensaiou a sua última dança.

No entanto, com todos esses ensaios, era esperado que o ato final fosse memorável, épico, assim como foi o de Cristiano Ronaldo, ganhando a UEFA Champions League, mas a verdade é que a última dança entre o argentino e a equipe catalã não fez jus à grandeza de ambos. Messi deixa o Barcelona de uma forma melancólica, após vinte e um anos encantando o mundo inteiro, com momentos que nem mesmo palavras poderiam descrever, simplesmente de outro planeta. 

A sua saída, assim como a de Cristiano do Real Madrid, em 2018, são provas que grandes clubes e instituições não são capazes de dar o devido valor e respeito aos seus ídolos. O clube catalão se despediu do atleta com um pequeno vídeo de pouco mais de 7 minutos, na tentativa de mostrar a história do maior atleta que já pisou no Camp Nou e que teve a honra de vestir as cores azul e grená. Assim como seus últimos momentos em campo, a despedida feita pelo clube não é digna de Lionel Messi. As estrelas se apagam, os ídolos caem, e os craques envelhecem, mas as lendas são eternas, então talvez fosse a hora da lenda Lionel Messi escrever mais um enorme capítulo em sua história e na história do esporte, como um todo. 

Ao argentino que foi escolhido e acolhido pela cidade catalã há duas décadas, cabe a decisão de escolher onde seu novo capítulo vitorioso será traçado. Messi terá de optar em qual nova equipe ele deixará seu nome e mudará o patamar de tal, uma vez que tê-lo é um privilégio que apenas o Barcelona e a Seleção Argentina tiveram neste século. Messi escreverá mais uma parte de sua história, da história de uma equipe e da história do futebol. Messi levará, para onde for, uma legião de fãs que se encantam e amam futebol, por tudo o que ele fez e representa para o esporte. 

É um privilégio poder viver nessa época e poder assisti-lo e me encantar com aquilo que só ele consegue fazer, e que ninguém consegue explicar. O Messi do Barcelona, agora pede licença para navegar em outras águas e ir atrás de novos desafios. Messi não precisa se despedir do Barcelona, nada é capaz de apagar o legado que o maior jogador de todos os tempos do clube deixou, infelizmente, toda relação tem um fim, e o fim de Messi como jogador do Barcelona chegou.

___________________________
Por Bernardo Augusto E. Silva Monteiro – Fala! Uerj

Tags mais acessadas