GP do México: Após largada de manual, Verstappen garante a vitória
Menu & Busca
GP do México: Após largada de manual, Verstappen garante a vitória

GP do México: Após largada de manual, Verstappen garante a vitória

Home > Notícias > Esporte > GP do México: Após largada de manual, Verstappen garante a vitória

Em corrida pouco movimentada, os resultados acirraram ainda mais a briga pelo título 

Max Verstappen foi o vencedor do GP do México.
Max Verstappen foi o vencedor do GP do México. | Foto: Reprodução/Band.

Voltando para o GP do México pela primeira vez desde 2019, a Fórmula 1 disputou mais uma etapa de sua grande temporada neste fim de semana. Em corrida menos emocionante do que o esperado, valeram as batalhas de estratégias e a grande largada de Max Verstappen para garantir mais uma vitória em 2021.

Saiba tudo sobre o GP do México e a vitória de Max Verstappen

A pole de Valtteri Bottas 

Para a classificação, o resultado esperado seria uma superioridade dos carros da Red Bull em relação às Mercedes após seus desempenhos nos treinos livres. Porém, no treino classificatório a atual heptacampeã de construtores não deixaria a vida de Max Verstappen e Sergio Pérez tão fácil assim.

No Q3, Valtteri Bottas cravou uma volta voadora e assumiu a ponta, sendo o sexto piloto diferente em seis corridas a fazer a pole no México, roubando o protagonismo dos dois grandes rivais do atual momento na Fórmula 1. O finlandês cravou a pole position e foi seguido por Lewis Hamilton em segundo e Max Verstappen em terceiro. 

Completando o Top 10: Sergio Pérez foi o 4º; Pierre Gasly o 5º; Carlos Sainz o 6º; Daniel Ricciardo o 7º; Charles Leclerc o 8º; Yuki Tsunoda o 9º e Lando Norris o 10°. Vale destacar que Tsunoda, Norris, Ocon e Stroll foram punidos por trocar o motor e largaram do fundo do Grid.

O pole position Valtteri Bottas.
O pole position Valtteri Bottas. | Foto: Reprodução/Metrópoles.

Largada perfeita e vitória de Max Verstappen 

No domingo, em uma ensolarada tarde sob os céus do Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México, os pilotos partiram para mais uma prova da temporada da Fórmula 1. Com a longa reta da largada, a expectativa era de um começo de prova de arrepiar, e ela foi atendida.

As luzes apagaram e os pilotos estavam correndo no Grande Prêmio do México. Ao final da reta, Bottas, Verstappen estavam lado a lado com Sergio Pérez, Daniel Ricciardo e Pierre Gasly chegando logo atrás. O piloto da McLaren travou, rodou e acabou batendo e rodando Valtteri Bottas. O pole position saiu da disputa pela vitória na primeira curva.

A largada do GP do México.
A largada do GP do México. | Foto: Reprodução.

Max Verstappen estava por fora e freou mais tarde, saindo na frente dos concorrentes e assumindo a liderança com uma bela manobra. Lewis Hamilton era o segundo e Sergio Pérez o terceiro. No fundo do pelotão, Yuki Tsunoda e Mick Schumacher se chocaram com as rodas de Esteban Ocon e praticamente levantaram voo. O japonês e o alemão abandonaram a prova na primeira volta.

Com o passar das voltas, Hamilton via Verstappen se distanciar na frente e Sergio Pérez crescer em seu retrovisor. Tentando algo diferente, parou primeiro para trocar os pneus e se defender da investida do mexicano, que seguiu na pista. A estratégia funcionou, pois quando o piloto parou, Lewis Hamilton conseguiu manter a vantagem e o segundo lugar.

Verstappen quando parou para realizar o seu pit stop, também não teve nenhum tipo de problema e retornou na liderança com larga vantagem sobre o segundo colocado. Na parte final da prova, o desempenho de Pérez era muito bom, enquanto Hamilton sofria com o carro para manter a temperatura dos pneus no ponto certo.

Com isso, apoiado pela sua apaixonada torcida mexicana, ‘Checo’ estava próximo de brigar pelo segundo lugar. Mas com toda a experiência de um heptacampeão mundial, Lewis Hamilton conseguiu se segurar e não foi ultrapassado pelo carro de número 11 da Red Bull. Enquanto isso, Valtteri Bottas estava fora da zona de pontuação e não conseguia progredir, deixando Hamilton sozinho contra as Red Bulls, que estavam pontuando muito bem.

Após 71 voltas, a bandeira quadriculada se agitou e o primeiro a vê-la foi Max Verstappen. O holandês venceu mais uma corrida na temporada e está mais perto do que nunca de seu primeiro título na Fórmula 1. Lewis Hamilton foi o segundo colocado e o piloto da casa, Sergio Perez, completou o pódio que foi muito comemorado pelos compatriotas mexicanos.

O pódio no GP do México.
O pódio no GP do México. | Foto: Reprodução/F1Mania.

No Campeonato de Pilotos, Verstappen lidera com 312,5 pontos, com Hamilton em segundo com 293,5 e Valtteri Bottas é o terceiro com 185 pontos. No Campeonato de Construtores, a Mercedes lidera com 478,5 pontos, mas viu a Red Bull reduzir a diferença para apenas um ponto. A Ferrari subiu para a terceira posição e ultrapassou a McLaren com seus 268,5 pontos.

No próximo fim de semana, a Fórmula 1 volta para o Grande Prêmio mais aguardado pelos brasileiros cabeças de gasolina: o Grande Prêmio de São Paulo, em Interlagos. Voltando ao icônico circuito brasileiro após quase dois anos, a categoria promete mais uma corrida histórica no templo da velocidade na Zona Sul paulistana, em uma temporada marcada pelo equilíbrio, pela competitividade, e claro, muita rivalidade.

*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala! Universidades. Se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

________________________________________________

Por Filipe Saochuk – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas