GP do Catar: Hamilton domina novamente e mantém o título em aberto
Menu & Busca
GP do Catar: Hamilton domina novamente e mantém o título em aberto

GP do Catar: Hamilton domina novamente e mantém o título em aberto

Home > Notícias > Esporte > GP do Catar: Hamilton domina novamente e mantém o título em aberto

O heptacampeão foi o vencedor do primeiro Grande Prêmio do Catar na história da Fórmula 1

Lewis Hamilton foi o vencedor do GP do Catar.
Lewis Hamilton foi o vencedor do GP do Catar. | Foto: Reprodução.

Neste domingo (21), a Fórmula 1 passou pela primeira vez em solo catari e, contrariando as expectativas, entregou uma corrida interessante. Grid de largada repleto de surpresas, pneus estourando e pódio de Fernando Alonso, foram alguns dos destaques da corrida em Losail. Já a briga pelo título mundial ficou ainda mais apertada, e faltando apenas duas corridas para o fim da temporada, é impossível dizer se o troféu irá para a Holanda ou para a Inglaterra.

Confira tudo o que aconteceu no GP do Catar

A pole de Lewis Hamilton e Pierre Gasly na primeira fila

Os treinos livres indicavam que a crescente evolução da Mercedes não havia estagnado após o incrível GP de São Paulo, e a tendência era de vantagem para Lewis Hamilton e Valtteri Bottas perante as Red Bulls. No Qualy, com uma grande volta, o inglês fez a 102ª Pole Position de sua carreira; Max Verstappen foi o segundo e Valtteri Bottas o terceiro.

Nem Ferrari, nem McLaren. A briga pela terceira força no Catar se deu entre Alpine e AlphaTauri, com grandes desempenhos de Pierre Gasly que havia classificado novamente em 4º e Fernando Alonso em 5º. Porém, no Q3, Gasly teve um estouro de pneu (apenas uma prévia do que estava por vir na corrida) e alguns pilotos não perceberam a bandeira amarela. 

Max Verstappen e Valtteri Bottas ultrapassaram o limite de velocidade e foram punidos com 5 e 3 posições respectivamente. Com isso, Pierre Gasly largaria na primeira fila pela primeira vez e Fernando Alonso seria o terceiro.

Vitória de Hamilton e o pódio de Fernando Alonso

No domingo, sob as luzes artificiais do Circuito Internacional de Losail, os pilotos se preparavam para a antepenúltima etapa da temporada de 2021 da Fórmula 1. As luzes se apagaram e foi dada a largada para o Grande Prêmio do Catar. Lewis Hamilton saiu bem e se manteve na liderança, enquanto após algumas curvas, Fernando Alonso ultrapassou Pierre Gasly e assumiu a segunda posição.

A largada do Grande Prêmio.
A largada do Grande Prêmio do Catar. | Foto: Reprodução.

Com um início digno de quem quer ser campeão do mundo, Max Verstappen largou muito bem, e rapidamente pulou de 7º para a 4ª posição. Na 5ª volta, o ‘holandês voador’ já ocupava a segunda posição e o seu próximo objetivo era perseguir Lewis em busca da liderança da prova.

O desempenho da Red Bull era bom também com o carro de número 11. Sergio Perez, que classificou muito mal e ficou em 11º, fazia mais uma vez uma de suas tradicionais corridas de recuperação, e na 16ª volta, ultrapassou Lando Norris e passou a ocupar a quarta colocação da corrida.

Na 33ª, a primeira cena de um roteiro que seria o grande protagonista do GP do Catar: pneus furados. Valtteri Bottas, que tentava esticar seu primeiro stint para fazer só uma parada na corrida, sofreu um estouro no pneu dianteiro esquerdo. Saiu da pista, atirou brita e faísca para todos os lados, mas conseguiu guiar o W12 até os boxes e retornou para a prova, mas a sua corrida já estava totalmente comprometida.

O pneu de Valtteri Bottas estourou na 33ª volta do GP do Catar.
O pneu de Valtteri Bottas estourou na 33ª volta do GP do Catar. | Foto: Reprodução.

Na 42ª volta, Sergio Pérez foi para os boxes pela segunda vez, pois a equipe temia que acontecesse com ele o mesmo que ocorreu com Bottas. Com isso, Fernando Alonso assumiu a terceira posição, tendo feito apenas uma parada. “Diga ao Esteban para defender como um leão”. Este foi o recado de Alonso para a equipe, pedindo para que o seu companheiro de equipe segurasse Pérez de qualquer maneira. Ocon fez o que pôde, mas acabou sendo ultrapassado pelo mexicano.

Restando 7 voltas para o fim da corrida, começou de fato o show de estouro de pneus. Primeiro, George Russell perdeu o seu dianteiro esquerdo; na sequência, Nicolas Latifi também perdeu o mesmo pneu. Não apareceu na transmissão, mas após a corrida Lando Norris disse que também teve um furo no pneu e por isso teve que parar uma segunda vez nos boxes, perdendo o que seria um importante 5º lugar para a McLaren.

Mais uma vez, Lewis Hamilton foi o primeiro a cruzar a linha de chegada e encurtou ainda mais a distância para o líder Max Verstappen. O holandês foi o segundo colocado e Fernando Alonso o terceiro, conquistando o primeiro pódio desde o seu retorno à Fórmula 1 nesta temporada. Fechando o Top 10: Perez foi o 4º; Ocon o 5º; Stroll o 6º; Sainz o 7º; Leclerc o 8º; Norris o 9º e Vettel o 10°.

Pódio do Grande Prêmio.
O pódio do GP do Catar, em Losail. | Foto: Reprodução.

No Campeonato de Pilotos, Max Verstappen lidera com 351,5 pontos, seguido por Hamilton com 343,5 e Valtteri Bottas é o terceiro com 203 pontos. No Campeonato de Construtores, a Mercedes lidera com 546,5, seguida pela Red Bull com 541,5 pontos e pela Ferrari, em terceiro, com 297,5.

Em duas semanas a Fórmula 1 retorna para a disputa de sua penúltima prova do ano, sendo novamente, em um circuito estreante. O Grande Prêmio da Arábia Saudita pode garantir o título de Verstappen dependendo do resultado, mas ao mesmo tempo, pode levar os dois postulantes ao campeonato empatados para a prova final em Abu Dhabi. Uma temporada excepcional da Fórmula 1 se aproxima do fim, e ainda há muito mais perguntas do que respostas no ar. Quem levará a melhor em Jeddah?

*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala! Universidades. Se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

_________________________________________________

Por Filipe Saochuk – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas