GP da Rússia: A decepção de Norris e a 100ª vitória de Lewis Hamilton
Menu & Busca
GP da Rússia: A decepção de Norris e a 100ª vitória de Lewis Hamilton

GP da Rússia: A decepção de Norris e a 100ª vitória de Lewis Hamilton

Home > Notícias > Esporte > GP da Rússia: A decepção de Norris e a 100ª vitória de Lewis Hamilton

Com um final de corrida caótico, Hamilton levou a melhor na chuva e quebrou recorde histórico

Lewis Hamilton, o primeiro a vencer 100 corridas na Fórmula 1.
Lewis Hamilton, o primeiro a vencer 100 corridas na Fórmula 1, no GP da Rússia. | Foto: Reprodução.

Neste domingo (26), foi realizado o Grande Prêmio da Rússia no Autódromo do Parque Olímpico de Sochi. Se normalmente as corridas na Rússia não são conhecidas por proporcionar grandes emoções, este fim de semana definitivamente entrou para a história. Começando com uma grande classificação e um desfecho de arrepiar na corrida de domingo, a Fórmula 1 escreveu mais um grande capítulo desta temporada de 2021.

Confira tudo sobre o GP da Rússia de 2021

A Pole Position de Lando Norris

Desde que a Fórmula 1 disputa Grandes Prêmios no belo cenário de Sochi, a Mercedes foi a vencedora de todas as corridas. Portanto, o favoritismo da equipe alemã era claro chegando neste fim de semana. Porém, a instabilidade do clima na região do autódromo, não permitiriam que a vida da Mercedes fosse tão simples assim.

Uma verdadeira tempestade caiu no sábado, em que as corridas da Fórmula 2 e da Fórmula 3 foram canceladas, mas há alguns minutos de começar o treino classificatório da Fórmula 1, o céu abriu e foi possível disputá-lo. Chegando nesta corrida, já era sabido que Max Verstappen e Charles Leclerc trocariam partes dos seus motores e largariam do fundo do Grid, portanto sequer competiram no Qualy (Leclerc participou apenas do Q1).

A chuva não caía, mas a pista estava molhada, tornando tudo muito mais imprevisível. No Q3, onde a pole position é definida, Lewis Hamilton cometeu erros que não está acostumado a cometer e rodou dentro dos boxes, se chocando com o muro e tendo seu bico dianteiro quebrado. O heptacampeão perdeu muito tempo e viu os adversários levarem vantagem.

Com a pista secando, George Russell arriscou e colocou pneus de pista seca. Outros pilotos também adotaram a mesma estratégia, mas ninguém estava conseguindo melhorar as suas voltas. Até que nos segundos finais, Carlos Sainz fez uma grande volta e assumiu a ponta. Logo na sequência, Lando Norris também acertou uma belíssima volta e pulou para P1. George Russell era o único que faltava e conseguiu subir para a terceira posição.

Treino encerrado e a primeira pole position da carreira de Lando Norris na Fórmula 1, marcando a primeira pole da McLaren desde 2012, na corrida seguinte da dobradinha da equipe em Monza. Logo atrás, uma Ferrari e uma Williams no Top 3, relembrando os tempos áureos destas equipes na categoria. Lewis Hamilton foi apenas o 4º e saiu da classificação bastante frustrado com seus erros e seu resultado.

Lando Norris conseguiu sua primeira pole position na Fórmula 1 no GP da Rússia.
Lando Norris conseguiu sua primeira pole position na Fórmula 1 no GP da Rússia. | Foto: Reprodução.

Um final de tirar o fôlego, a decepção de Norris e o recorde de Hamilton: A corrida em Sochi

Ao contrário de praticamente todos os outros dias da semana, o domingo amanheceu sem chuva no Autódromo de Sochi. As luzes se apagaram e os pilotos estavam correndo no Grande Prêmio da Rússia. Lando Norris largou bem e se manteve à frente de Sainz, mas o piloto espanhol se aproveitou do vácuo e assumiu a liderança ao final da grande reta do circuito.

A primeira curva da corrida em Sochi, no GP da Rússia.
A primeira curva da corrida em Sochi, no GP da Rússia. | Foto: Reprodução/F1.

Lewis Hamilton largou muito mal e caiu para a 7ª posição logo no início da corrida. Lance Stroll, da Aston Martin, foi talvez o grande destaque da largada em Sochi e pulou de 8º para o 4º lugar. Por algumas voltas, as posições se mantiveram as mesmas, apenas com algumas ultrapassagens no fundo do pelotão, com Max Verstappen iniciando sua corrida de recuperação.

Na 13ª volta, Lando Norris se aproximou de Carlos Sainz e realizou uma bela manobra para assumir a ponta e começar a disparar na liderança da prova. Os adversários da ponta do pelotão começaram a fazer suas paradas, enquanto Norris se manteve por 29 voltas com seus pneus médios da largada. Após um bom pit stop de sua equipe, retornou para a pista na primeira posição.

Com um início para se esquecer, Lewis Hamilton estabeleceu um ritmo muito forte após sua parada nos boxes e começou a escalar o pelotão até chegar na segunda posição, e começar uma caçada à McLaren de Lando Norris. Restando seis voltas, o piloto da Mercedes estava a menos de um segundo do carro ‘papaia’, e uma briga entre os dois duraria até o fim da prova, até que a chuva chegasse ao Autódromo de Sochi.

Com quatro voltas restantes, a Mercedes chamou Hamilton para os boxes para colocar pneus intermediários, acreditando que a chuva iria se intensificar. A McLaren fez o mesmo com Norris, mas o piloto acreditava que haviam mais partes secas do que molhadas, e que se mantivesse daquela maneira, ele poderia vencer a corrida com os pneus de pista seca.

Em uma aposta que deve ser feita em questão de segundos, Norris e McLaren acabaram dando “All in no número errado”. A chuva se intensificou e ficou impossível para o jovem britânico se manter na pista, enquanto Hamilton e outros adversários que também colocaram os pneus intermediários, o ultrapassaram. Lando foi para os boxes, mas já era tarde demais.

O momento em que Norris roda e Hamilton assume a ponta.
O momento em que Norris roda e Hamilton assume a ponta. | Foto: Reprodução/F1.

Em uma corrida histórica em território russo, Lewis Hamilton foi o primeiro a cruzar a linha de chegada e conquistou a 100ª vitória de sua carreira na Fórmula 1, sendo o primeiro da categoria a atingir tal marca. Max Verstappen, que havia largado em último, terminou na segunda posição e Carlos Sainz fechou o pódio do Grande Prêmio da Rússia.

O pódio do GP da Rússia.
O pódio do GP da Rússia. | Foto: Reprodução.

Completando o Top 10, Daniel Ricciardo foi o 4º; Valtteri Bottas foi o 5º; Fernando Alonso foi o 6º; Lando Norris foi o 7º; Kimi Raikkonen foi o 8º; Sergio Pérez foi o 9º e George Russell foi o 10° colocado.

No Campeonato de Pilotos, a briga entre Hamilton e Verstappen segue mais forte do que nunca, e apenas dois pontos os separam, com Lewis na liderança. No Campeonato de Construtores, a Mercedes é a primeira com 397,5 pontos, a Red Bull é a segunda com 364,5 e a McLaren a terceira colocada com 234 pontos.

A Fórmula 1 voltará em duas semanas, para a disputa do Grande Prêmio da Turquia, em mais uma etapa que promete muita emoção e imprevisibilidade, pois se tem algo que a temporada de 2021 da Fórmula 1 já provou, é que tudo pode acontecer enquanto os pilotos não cruzarem a bandeira quadriculada.

*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala! Universidades. Se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

__________________________________________________

Por Filipe Saochuk – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas