Dia do Orgulho LGBTQIA+ movimenta o país
Menu & Busca
Dia do Orgulho LGBTQIA+ movimenta o país

Dia do Orgulho LGBTQIA+ movimenta o país

Home > Entretenimento > Cultura > Dia do Orgulho LGBTQIA+ movimenta o país

O Dia do Orgulho LGBTQIA+ foi incorporado ao calendário mundial no dia 28 de junho de 1969, homenageando protestos contra as frequentes ações da polícia de Nova Iorque sobre o Bar Stonewall, que era um ponto de encontro do público LGBTQIA+ da cidade. A data é comemorada globalmente no dia 28 de junho, e busca conscientizar a sociedade sobre a importância do combate contra a violência e preconceito com as pessoas LGBTQIA+, construindo uma sociedade mais igualitária, livre do crime da homofobia.

Representatividade LGBTQIA+

Com o passar do tempo, a sigla do movimento passou a ser utilizada em sua forma reduzida LGBTQIA+, o termo completo seria LGBTQQICAPF2K+, isso sem contar os não-binários e Drag Queens, ainda não explícitos na sigla. Confira abaixo o significado de cada uma das letras:

L – Lésbicas

G – Gays

B – Bissexuais

T – Transexuais, Transgêneros, Travestis

Q – Queer

Q – Questionando

C – Curioso

I – Intersexo

A – Assexual

P – Pansexual

P – Polissexual

F – Familiares e amigos

2 – 2-espíritos

K – Kink

+ – Demais orientações sexuais e identidades de gênero

Junto com a luta e a conscientização, a data movimenta o país com eventos em larga escala feitos para que o público consiga se descontrair e aproveitar a comemoração com festas, estas com direito a trio elétrico e apresentação de artistas gigantes da mídia. Confira os principais acontecimentos do Dia do Orgulho LGBTQIA+ no Brasil:

Comemorações do Dia do Orgulho LGBTQIA+ movimentaram o país
Comemorações do Dia do Orgulho LGBTQIA+ movimentaram o país. | Foto: Reprodução.

Parada do Orgulho SP

Após dois anos de pausa dada a pandemia do Coronavírus, a 26ª Parada do Orgulho LGBTQIA+ aconteceu no domingo (19/6), indo da Avenida Paulista até a Praça Roosevelt, em São Paulo. O evento teve o tema “Vote com Orgulho – por uma política que representa”, ressaltando a necessidade de representantes na política para decisões mais abrangentes para a comunidade, e contou com shows avassaladores como o de Pabllo Vittar, Ludmilla, Pepita, Mateus Carrilho, Liniker, Majur, Gretchen, Tiago Abravanel, Lexa, Luisa Sonza e muitos outros.

Participaram do evento alguns nomes da política, como a secretária municipal da Cultura Aline Torres, representando o prefeito Ricardo Nunes, e as secretárias municipais de Relações Internacionais, Marta Suplicy, de Direitos Humanos e Cidadania, Soninha Francine e da Pessoa com Deficiência, Silvia Grecco.

Este ano o evento contou com 19 carros de trio elétrico e reforço na segurança, com mais de dois mil policiais militares e 254 viaturas, que acompanharam o percurso da Parada.

Polêmica em Itaúna durante votação para criação de Conselho LGBTQIA+

A Câmara de Vereadores da cidade de Itaúna, localizada no Centro Oeste de Minas Gerais, virou assunto após a votação para a criação de um Conselho LGBTQIA+ ter sido tumultuada por grupos a favor e contra o conselho, resultando em discussões entre os grupos durante a sessão e diversos ataques homofóbicos na internet e no local.

Os conservadores se mostraram mais fortes na votação e tiveram 12 votos desfavoráveis a criação do conselho, enquanto apenas duas vereadoras – fortemente atacadas nas redes sociais, vaiadas e xingadas durante a sessão –  votaram a favor do projeto.

Valentina Schmidt celebra Dia do Orgulho nas redes sociais

Valentina Schmidt, filha do apresentador Tadeu Schmidt, comemorou o Dia do Orgulho nas redes sociais com uma postagem no Instagram com uma placa “I´m queer and I’m proud” (Sou queer e me orgulho, em português).

A atriz de 20 anos cita no post que se identifica como queer há um ano, o ‘Q’ da sigla LGBTQIA+ que representa as pessoas que não se identificam com padrões e transitam pelos gêneros, não rotulando seu gênero e orientação sexual. “Há um ano, tomei uma das decisões mais difíceis da minha vida. Uma decisão da qual me orgulho profundamente. Tenho orgulho de ter a liberdade para falar abertamente sobre a minha sexualidade”, diz Valentina em postagem.

Tadeu Schmidt comentou corações de diversas cores – demonstrando a bandeira da comunidade – em apoio à filha.

Bandeira LGBTQIA+ na praia de Ipanema, no estado do Rio de Janeiro
Bandeira LGBTQIA+ na praia de Ipanema, no estado do Rio de Janeiro. | Foto: Reprodução.

Tribo Q Pride Festival 2022

No Rio de Janeiro, o evento Tribo Q Pride Festival contou com seis dias de programação que foram do dia 28 de junho a 3 de julho, no Porto Maravilha. Tiveram diversas atrações especiais, painéis com ativistas, debates, workshops e espaço para membros da comunidade exporem seus empreendimentos. 

Essas e muitas outras comemorações voltadas ao Dia do orgulho LGBTQIA+ dominaram o Brasil e o mundo durante o mês de junho!

____________________________________

Por Isabelle Zanardi – Redação Fala!

Tags mais acessadas