Dez músicas que marcaram a década de 10
Menu & Busca
Dez músicas que marcaram a década de 10

Dez músicas que marcaram a década de 10

Home > Entretenimento > Música > Dez músicas que marcaram a década de 10

No fim do ano passado, a Billboard publicou a lista dos 100 hits que definiram a última década. A lista revela como a música e sua indústria evoluiu nos últimos dez anos, investindo cada vez mais em representatividade e no potencial de gerar discussões. Destacamos 10 músicas entre aquelas 100, levando em conta a qualidade do clipe, a popularidade do hit e o seu conteúdo. 

Baby – Justin Bieber 

Lançamento: janeiro de 2010
Álbum: My World 2.0

Até há quem torça o nariz, mas não tem como negar que Baby tornou Justin Bieber um dos cantores de maior sucesso na última década. Depois desse lançamento, Bieber foi considerado o “príncipe do pop”. O refrão chiclete, o clipe super comédia romântica adolescente, a carinha de inocente de JB (quem poderia imaginar, né?!) e o corte de cabelo que marcou uma geração: não tinha como Baby não ser um dos destaques da lista. 

Entre as conquistas de Baby estão “MuchMusic Video Award: UR Fave Video” (2010), “Prêmio Billboard: Melhor Música Streaming (Vídeo)” (2011) e “Nickelodeon Kid’s Choice Award: Canção Favorita” (2011). 

Ainda em 2010, vale lembrar o lançamento de Born This Way, de Lady Gaga, pela importante mensagem que a música passa. O debate sobre sexualidade, gênero, raça e etnia evoluiu muito ao longo da década, em parte pela contribuição de artistas, que aderiram à discussão. Lady Gaga já contou ter sofrido bullying quando mais jovem, e por isso a letra de Born This Way contém uma forte carga pessoal. 

Call Me Maybe – Carly Rae Jepsen 

Ano: 2011
Download digital

Call Me Maybe marcou o ano de 2011, decolando a carreira da canadense Carly Rae Jepsen. Com um clipe criativo, seu refrão fixou na mente por dias e, ainda hoje, diverte a galera. Call Me Maybe é uma daquelas músicas que do nada estouram e marcam um artista. 

“MTV Europe Music Award para Melhor Canção” (2012), “Billboard: Melhor Música Digital” (2013) e “Billboard: Melhor Música Pop” (2013) são três dos prêmios conquistados por Call Me Maybe

2011 também nos trouxe Skyscraper, de Demi Lovato. A música marcou uma nova fase na vida da cantora, depois de um período bem turbulento. Por isso, se tornou muito representativa para pessoas que desejam recomeçar após uma situação complicada.

Radioactive – Imagine Dragons

Ano: 2012
Álbum: Continued Silence EP

Radioactive é uma das mais famosas músicas de Imagine Dragons e, com toda certeza, marcou a história do indie rock. Seu clipe, que conta com a participação de Alexandra Daddario, consegue fazer uma crítica social de maneira criativa e até mesmo com certo humor. 

Imagine Dragons conquistou três importantes prêmios com Radioactive : “Teen Choice Award: Melhor Canção Rock” (2013), “Billboard: Melhor Música Streaming” (2014) e “Grammy Award: Melhor Performance de Rock” (2014). 

Royals – Lorde

Ano: 2013
Álbum: The Love Club

Royals consagrou a cantora Lorde, que chegou com uma vibe bem alternativa. Não são muitas as vezes em que o indie aparece na lista da Billboard, mas Royals seguiu a tendência de Imagine Dragons e Somebody That I Used to Know (indie pop), de Gotye, marcos de 2012. Lorde agradou e Royals tocou sem parar por meses na rádio. 

“Grammy Award: Canção do Ano” (2014), “Prêmio Billboard:  Melhor Música Rock” (2014) e “MTV Video Music Award: Melhor Clipe de Rock” (2014) são algumas das conquistas de Royals. 

Chandelier 

Ano: 2014 
Álbum: Voices 

Party girls don’t get hurt” virou legenda de foto de muita gente. Só por isso, já podemos imaginar o quanto Chandelier bombou em 2014. O clipe tem uma pegada super artística e inusitada, desde plano sequência e fotografia até figurino e, principalmente, coreografia. Para isso, Sia contou com o talento da dançarina, atriz e modelo Maddie Ziegler. 

Além do “MTV Music Video Award: Melhor Coreografia” (2014), Chandelier conquistou “APRA Music Awards de Canção do Ano” (2015) e “ARIA Music Award for Best Video” (2014). 

Uptown Funk 

Ano: 2015
Álbum: Uptown Special

Bruno Mars vem “hitando” há um tempão… Mas se tem uma música que pegou, foi Uptown Funk. Com um estilo que remete a Michael Jackson, um ritmo dançante e um clipe contagiante, cheio de referências, o hit deixou sua marca na década. 

“Grammy Award: Gravação do Ano”, “Grammy Award: Melhor Performance de Duo/Grupo Pop” e “MTV Video Music Award: Melhor Clipe Masculino” são alguns dos prêmios conquistados por Uptown Funk.

Formation 

Ano: 2016
Álbum: Lemonade 

Formation possui uma forte carga representativa, pois trata  do orgulho negro, ao falar sobre amar traços muitas vezes criticados de maneira racista, como cabelo e nariz afro, por exemplo, e até mesmo superação. Além disso, tanto na música, quanto no clipe, a rainha Bey faz muitas referências importantes. E, claro, Formation tem vários shades irônicos à cultura racista. 

Formation trouxe mais um Grammy à Beyoncé, desta vez de Melhor Clipe, em 2017. Entre muitos outros prêmios, a música conquistou o “Soul Train Music Award: Música do Ano” (2016) e o “MTV Video Music Award: Clipe do Ano” (2016). 

Despacito 

Ano: 2017
Álbum: Vida 

Despacito foi um marco para a música latina, afinal, entre muitos motivos, destaca-se o fato de que Luis Fonsi conseguiu entrar na lista da Billboard: sabemos como é difícil uma música de fora dos Estados Unidos hitar a ponto de ocupar uma posição. O reggaeton bombou tanto, que até rolou remix com Justin Bieber cantando em espanhol. 

O hit rendeu três Grammy’s Latino a Luis Fonsi: “Melhor Gravação do Ano”, “Melhor Canção do Ano” e “Melhor Vídeo Musical”, dois Prêmios Billboard: “Melhor Música Hot 100” e “Melhor Música Latina”, além dos várias conquistas na “Billboard Latin Music Award”, como o de “Melhor Canção Latina”. 

Havana 

Ano: 2018
Álbum: Camila

É música chiclete com ritmo gostoso que você quer, @? Camila Cabello arrasou com danças sensuais em um clipe com uma narrativa bem adolescente. E, por falar em adolescente, Noah Centineo, um dos galãs da Netflix, participou do vídeo, deixando tudo ainda mais sessão da tarde! Havana não saiu da nossa cabeça por bastante tempo e até garantiu um espaço no Just Dance 2019. 

Entre os prêmios de Havana, estão “MTV Europe Music Award para Melhor Canção” (2018), “American Music Award for Favorite Music Video” (2018) e “MTV Video Music Award: Clipe do Ano” (2018). 

Bad Guy 

Ano: 2019
Álbum: When We All Fall Asleep, Where Do We Go? 

Bad Guy se tornou uma das músicas preferidas da galera em 2019. Billie Eilish, com seu estilo diferentão, conquistou o público e tem tudo para se tornar uma das atuais divas pop. A cantora é assumidamente a maior fã de Justin Bieber desde a infância, ou seja: a parceria com JB foi um sonho realizado! 

“MTV Europe Music Award para Melhor Canção” e “MTV Video Music Award: Melhor Edição”, ambos em 2019, foram as conquistas de Billie Eilish por Bad Guy. 

E aí, concordam com os destaques? Qual desse hinos é o seu preferido? Deixe aqui nos comentários qual hit você acha que faltou!

__________________________________________
Por Thábata Bauer – Fala! Mackenzie

0 Comentários

Tags mais acessadas