Dentro e fora das telas: filmes e séries para crescimento pessoal
Menu & Busca
Dentro e fora das telas: filmes e séries para crescimento pessoal

Dentro e fora das telas: filmes e séries para crescimento pessoal

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Dentro e fora das telas: filmes e séries para crescimento pessoal

Todos amam uma boa história, e só um verdadeiro sonhador conhece os prazeres de imergir no mundo fantástico das telas. Seja explorando terras desconhecidas, desbravando novas aventuras, descobrindo poderes incríveis ou até mesmo suspirando com um beijo de amor, os filmes são, muitas vezes, a melhor estratégia de fuga da realidade.

Mas nem toda história é sobre o fim. Às vezes, a jornada é a melhor parte. E foi justamente pensando nisso que separamos cinco filmes e cinco séries que nos lembram que as lições da vida cotidiana podem ser tão preciosas quanto qualquer tesouro conquistado no final.

Filmes e séries para crescimento pessoal

Filmes

Frances Ha (2012)

melhores filmes
Frances Ha. | Foto: Reprodução.

Interpretada pela carismática e divertida Greta Gerwig, aqui conhecemos Frances, uma aspirante à dançarina disposta a fazer de tudo para conquistar o seu sonho. O cenário nova-iorquino e a premissa de “garota correndo atrás de seus objetivos”, a princípio, não parecem tão inovadores quanto outro romance qualquer. Mas a grande questão aqui é a naturalidade com que a história é narrada.

Não é sobre a cidade, muito menos sobre um papel de destaque em uma companhia de dança: é sobre Frances. Sua jornada para se sustentar numa cidade cara como a Big Apple, a busca incessante por um apartamento, a luta contra o orgulho e a aceitação de que nem sempre a vida é – e aqui está o ponto-chave – como em um filme.

O espectador acompanha o cotidiano da personagem e consegue se enxergar com facilidade nos dilemas da vida real, fazendo com que, a cada pequena vitória (ou derrota) no meio do caminho, ele cresça um pouco também.

Divertidamente (2015)

Divertidamente
Divertidamente, um dos filmes mais aclamados da Pixar hoje. | Foto: Reprodução.

Poucos são aqueles que sabem contar uma história como a Pixar. Mas, aqui, apesar do caráter fantasioso e lúdico característico do próprio grupo, não precisamos voar para tão longe em nossos assentos para imergir no maravilhoso mundo da Disney.

Em Divertidamente, acompanhamos Riley, uma garota de 11 anos que se vê obrigada a mudar completamente a sua vida quando o pai consegue um novo emprego, deixando Minnesota e partindo para São Francisco. O filme é uma grande imersão nas memórias e sentimentos da filha, se utilizando de inúmeras metáforas e figuras fantasiosas que resgatam aquela nostalgia melancólica que a Disney é mestra em trazer.

Mas, para além desse universo Pixar, Divertidamente é sobre crescer. As mudanças que surgem no meio do caminho e como lidamos com elas é o princípio básico de uma vida cotidiana qualquer. Como os espectadores, Riley é apenas alguém tentando lidar com o mundo, mas, principalmente, com si mesma.

Fora de Série (2019)

filmes
Fora de Série, um dos filmes pouco conhecidos. | Foto: Reprodução.

Se esse filme pudesse ser reduzido em duas palavras, elas provavelmente seriam: juventude e amizade. Longe de serem as garotas mais populares da turma, Amy e Molly decidem curtir tudo que a adolescência pode proporcionar antes que transitem para a próxima etapa. O marco do fim do Ensino Médio e início da vida universitária, ainda que de diferentes maneiras, é sempre lembrado como um momento crucial para quem o experiencia. E com a dupla não é diferente.

A grande sacada aqui é que, com a premissa das garotas nerds, involuntariamente esperamos a grande transformação que as leva para o topo da pirâmide social escolar. Mas o filme deixa bem claro que não é bem por aí. Elas não precisam mudar a forma que são para mudar a forma que encaram a vida; simplesmente vivem. É essa permissividade em experimentar coisas novas que faz o espectador querer pular da cadeira e viver – ou reviver – as próprias loucuras da juventude.

Lady Bird (2017)

Lady Bird
Lady Bird, um dos filmes mais comentados atualmente. | Foto: Reprodução.

Mais uma vez, temos aqui Greta Gerwig. Mas agora, por trás das câmeras. Christine, como Frances, é alguém cujos sonhos parecem grandes demais para um mundo tão pequeno. Seu mundo, mais especificamente reduzido pelas linhas que demarcam a cidade de Sacramento, na Califórnia.

Assistimos às primeiras e últimas vezes da autointitulada Lady Bird, que marcam o fim da sua adolescência e a entrada confusa na vida adulta. Dona de si, a garota tem um jeito excêntrico de ver o mundo, o que a torna, muitas vezes, incompreendida.

Ao longo do filme, você não sabe ao certo se ela é genial ou simplesmente uma adolescente birrenta, até o momento em que percebe que é dessa rebeldia sem causa que partem as melhores histórias. O espectador cria um vínculo de amor e ódio com a personagem, mas, definitivamente, jamais indiferença. Com essa conexão, nos transportamos para as trilhas que roteirizam a nossa própria vida.

Pequena Miss Sunshine (2006)

filmes antigos
Pequena Miss Sunshine, um dos filmes mais notórios de sua época. | Foto: Reprodução.

Um avô excêntrico, um pai aspirante a vitorioso, uma mãe presa aos próprios vícios, um irmão revoltado em seu próprio silêncio, um tio depressivo, uma garota e um sonho. Todos eles dentro de uma Kombi rumo à Califórnia.

A premissa quase absurda reflete na forma mais literal a ideia da vida como uma estrada. A rota em questão leva até o concurso de beleza Pequena Miss Sunshine, que resume o sonho californiano e glamuroso da pequena Olive, uma garotinha fora de qualquer padrão esperado de uma miss. Mesmo assim, o grupo embarca nessa aventura, precisando enfrentar, além da estrada, os próprios dilemas, sejam internos ou como uma família.

Séries

Sex Education (2019)

Sex Education
Sex Education. | Foto: Reprodução.

Sucesso da Netflix, a série já foi confirmada para a sua terceira temporada. Aqui, sim, há sexo. Há corpos, em suas diferentes formas, e eles vão ser mostrados e discutidos sem o menor pudor. A forma divertida que a criadora, Laurie Nunn, encontrou para falar de um tema que ainda carrega consigo tanto tabu foi o grande diferencial do projeto.

O jovem Otis precisa lidar com uma mãe terapeuta sexual e os dilemas afetivos dos colegas de escola, enquanto descobre as suas próprias questões. Se o objetivo é rever a forma como se lida com o sexo, Sex Education é uma ótima opção.

Atypical (2017)

filmes e séries
Atypical. | Foto: Reprodução.

Se você ainda não deu uma chance, repense as suas escolhas. Para muitos de seus espectadores, a série é uma imersão na vida sob uma perspectiva completamente diferente. Conhecemos Sam, um garoto de 18 anos dentro do espectro do autismo. Ainda que tenha os seus momentos de tensão e melancolia, Atypical tem um clima leve e divertido de lidar com o cotidiano.

Além das descobertas do próprio Sam, conhecemos também os personagens que fazem parte da sua vida em suas próprias jornadas. Desde o primeiro beijo até os dramas familiares, assistir ao crescimento daquelas pessoas é quase como ver a história dos nossos próprios amigos. Com as três temporadas disponíveis na Netflix, os fãs aguardam ansiosamente a quarta.

Glee (2009)

Glee
Glee. | Foto: Reprodução.

Recentemente, Ryan Murphy foi destacado por suas produções esteticamente impecáveis e deliciosamente macabras como American Horror Story, Versace e, mais recentemente, Ratched. Mas foi em 2009 que ele estreou o grande marco musical televisivo: Glee.

A série tem, em sua essência, a proposta de apresentar um coral de escola na beira da inexistência, recuperado por Will, um professor sonhador, e um grupo de excluídos, que encontram na música, e no coral, um lugar seguro.

A série foi ousada ao trazer temas como sexo, gravidez na adolescência, ambição, visibilidade LGBTQ+, além de contar com uma trilha sonora inesquecível. Glee contou com seis temporadas e foi finalizada em 2015, mas as lições nela contidas são atemporais.

Gilmore Girls (2000)

séries e filmes
Gilmore Girls. | Foto: Reprodução.

A série tem aquela estética que traz uma nostalgia gostosa do começo dos anos 2000 e pede, quase que de imediato, um cobertor e uma xícara de café. Em Gilmore Girls, acompanhamos não apenas o crescimento de Rory, mas de sua mãe, Lorelai, na cidadezinha de Stars Hollow.

Gilmore Girls é perfeita para nos fazer lembrar que o aprendizado é constante e não importa a idade, a vida nos surpreende um pouco mais em cada uma de suas fases. Além, claro, de explorar de maneira leve e divertida a relação mãe e filha, sem excluir os dramas e conflitos, mas enfatizando com sensibilidade esse laço.

Sex and The City (1998)

filmes que viraram séries
Sex and The City. | Foto: Reprodução.

Carrie Bradshaw, com todos os seus defeitos e qualidades, é certamente uma figura que evoca o poder feminino quando se trata de trabalho e destaque.

Reconhecida jornalista em uma das cidades mais inspiradoras – e competitivas – que se pode encontrar, Carrie, junto com as suas melhores amigas, Miranda, Samantha e Charlotte, desvenda a complexidade dos seus 30 anos. Lidar com trabalho, amigos, a cidade e amores não é uma tarefa fácil, mas é com o espírito de sonhadora que ela enfrenta os dilemas que afloram em sua vida. E com um Cosmopolitan quando possível, é claro.

____________________________________
Por Carolina Gomes – Fala! Mack

Tags mais acessadas