Daniel Ricciardo surpreende e ganha GP de Monza, na Itália
Menu & Busca
Daniel Ricciardo surpreende e ganha GP de Monza, na Itália

Daniel Ricciardo surpreende e ganha GP de Monza, na Itália

Home > Notícias > Esporte > Daniel Ricciardo surpreende e ganha GP de Monza, na Itália

Foi a primeira vitória do australiano desde Mônaco, em 2018

Ricciardo vencedor do GP na Itália.
Daniel Ricciardo foi o grande vencedor do GP de Monza, na Itália. | Foto: Reprodução.

Nem Hamilton, nem Verstappen, em Monza, no GP da Itália, quem saiu com a vitória foi Daniel Ricciardo. A corrida deste domingo, 12 de setembro, foi dominada pela McLaren durante toda a prova, Ricciardo assumiu a liderança logo na largada e não deixou mais a primeira posição. A primeira vitória do piloto desde 2018, quando ele ainda corria pela Red Bull. 

A McLaren conquistou também a segunda colocação com o jovem inglês Lando Norris, fazendo a primeira dobradinha da equipe em mais de uma década. A última vez tinha sido no Canadá, em 2010, com Lewis Hamilton e Jenson Button. 

Verstappen, que largou na pole após Bottas perder posições por trocar componentes do carro, e Hamilton se envolveram em um acidente na metade da corrida e acabaram saindo da prova. Melhor para o holandês que segue na liderança do campeonato de pilotos.

Lando Norris (capacete amarelo) e Daniel Ricciardo (capacete azul) comemoram a dobradinha da McLaren, a primeira em onze anos.
Lando Norris (capacete amarelo) e Daniel Ricciardo (capacete azul) comemoram a dobradinha da McLaren, a primeira em onze anos. | Foto: Reprodução.

Saiba tudo sobre o GP da Itália, no circuito de Monza

A Corrida no GP da Itália

Na corrida classificatória de sábado, quem ficou em primeiro foi o finladês da Mercedes, Valtteri Bottas, mas pelo regulamento da Fórmula 1, ao se trocar o motor, o piloto perde posições no grid de largada. Melhor para Max Verstappen da RBR, que largou em primeiro. 

Ainda na classificação, Hamilton largou mal, perdeu posições e teve que largar em quarto lugar na corrida de domingo.

Logo na largada, Daniel Ricciardo saiu bem, passou Verstappen logo na primeira curva para assumir a ponta, posição que só perdeu ao trocar os pneus, fora esse momento, o australiano liderou de ponta a ponta. 

A RBR é famosa por ser uma das mais rápidas e eficientes na hora de trocar os pneus, mas na Itália não foi bem isso que aconteceu. Max fez sua parada mas a equipe austríaca se atrapalhou e demorou para devolver o holandês para a pista, o que fez com que o piloto perdesse muitas posições. 

Algumas voltas depois, Hamilton fez a troca dos pneus e saiu logo na frente de Max Verstappen. Os dois pilotos competiram a cada centímetro na curva 1, o resultado foi um acidente. Como nenhum dos dois deu espaço para o oponente, o holandês tocou as rodas na zebra e escalou o carro do inglês, passando a roda traseira por cima da cabeça de Lewis Hamilton. 

A ‘’sorte’’ foi que os carros tinham um Santo Antônio na parte de cima e o halo. Essas duas partes fizeram com que nada pior acontecesse com o inglês. 

A comissão de prova investigou o ocorrido e puniu o piloto da Red Bull com a perda de três posições no grid de largada da próxima corrida, além de dois pontos na superlicença do holandês.

O acidente fez com que os mecânicos de ambas as equipes ficassem desesperados, diferentemente dos integrantes da escuderia McLaren, que já sonhavam com a dobradinha.

Verstappen e Hamilton se envolvem em acidente e abandonam o GP de Monza, na Itália.
Verstappen e Hamilton se envolvem em acidente e abandonam o GP de Monza, na Itália. | Foto: Reprodução.

Se Hamilton e Verstappen estavam fora, seus companheiros, Bottas e o mexicano Sergio Pérez, respectivamente, seguiam na disputa. E disputaram a terceira posição no final da prova. A grande surpresa do final de semana foi Bottas sem nenhuma dúvida.

O finladês largou na décima nona posição e fez uma corrida de recuperação brilhante. No sábado ele disse que iria chegar no pódio e foi o que aconteceu. Após escalar o pelotão, no final da prova Bottas assumia a quarta posição e em uma disuta com Perez, terceiro no momento, o mexicano escapou para fora dos limites da pista e passou reto em uma cuva. 

Como Pérez ganhou uma vantagem ao não ter feito a curva, ele foi punido com 5 segundos. Ao cruzarem a linha de chegada, a diferença dos pilotos era inferior ao tempo da punição, o finladês herdou a posição e ficou em terceiro. 

E um pouco mais à frente, a dupla da McLaren liderava com tranquilidade. Aos olhos de figuras importantes como Usain Bolt, Vin Diesel, Felipe Massa e Emerson Fittipaldi, Daniel Ricciardo e Lando Norris receberam a bandeira quadriculada. Os mecânicos da escuderia inglesa foram ao delírio. 

E o responsável por dar a bandeirada final foi alguém que entende muito de velocidade, o italiano Marcell Jacobs, medalhista de ouro nas olimpíadas de Tóquio nos 100m rasos. 

Pelo rádio a festa da McLaren já tinha começado, ao gritos de alegria Ricciardo agradecia a equipe e os mecânicos parabenizaram o piloto. E ao descer do carro, muitos corredores do grid foram abraçar o australiano, que é um dos mais queridos. E durante a entrevista, o vencedor agradeceu, em italiano, o público presente nas arquibancadas de Monza e disse que vai comemorar com muita pizza. 

No pódio, Ricciardo fez a sua comemoração tradicional e bebeu o champanhe na sapatilha que usou para guiar o carro.

 No pódio, australiano bebeu champanhe direto da sapatilha que usou durante a prova.
No pódio, australiano bebeu champanhe direto da sapatilha que usou durante a prova. | Foto: Reprodução.

Situação do Campeonato

Como os dois líderes não completaram a corrida, a classificação dos dois não se alterou. Max Verstappen, segue na ponta da classificação com 226.5, contra 221.5, de Lewis Hamilton. O terceiro colocado é Valtteri Bottas com 141 pontos

No campeonato de construtores, a Mercedes sai da Itália com 362.5 pontos, enquanto a Red Bull tem 344.5 e ocupa a segunda colocação. A terceira colocada é a McLaren com 215 pontos.

Confira a classificação completa do GP de Monza de 2021. | Foto: Reprodução.

Próxima corrida

A Fórmula 1 dá uma pausa e volta daqui a duas semanas, para a corrida da Rússia no circuito de Sochi, no dia 26 de setembro.

________________________________________________________

Por Raul Galetti – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas