Culinária do norte: veja os 5 pratos típicos da região brasileira
Menu & Busca
Culinária do norte: veja os 5 pratos típicos da região brasileira

Culinária do norte: veja os 5 pratos típicos da região brasileira

Home > Entretenimento > Cultura > Culinária do norte: veja os 5 pratos típicos da região brasileira

Você já esteve na região Norte do Brasil? Pois saiba que dentre as muitas atrações que a região oferece para todos os órgãos dos sentidos, os pratos da culinária típica merecem uma atenção mais que especial. Se você gosta de comer bem e de experimentar sabores marcantes, a região Norte o aguarda com a mesa farta do que há de melhor. Se você quer conhecer um pouquinho do que a gente tem para oferecer, acompanhe essas dicas que vão deixá-lo com água na boca!

A maioria das comidas preparadas na região são de origem indígena e africana, tudo por conta da miscigenação entre os povos, e o resultado foi maravilhoso. Uma gastronomia rica e muito peculiar se formou, misturando elementos de culturas distintas com elementos da região equatorial que terminaram por casar muito bem entre si, proporcionando experiências culinárias que você só encontra na Amazônia brasileira.

Confira cinco delícias da culinária do Norte

1. Culinária das frutas – Açaí (Euterpe oleracea)

açaí
Açaí. | Foto: Reprodução.

Fruto oriundo da família das palmeiras, que quando pilado (ou moído, triturado), transforma-se em um suco espesso de cor escura (roxo). É alimento rico em ferro e é antioxidante. Pode ser consumido como bebida, com adição de açúcar e farinha (de mandioca ou tapioca), para quem preferir. Há quem o beba natural. Mas, para nós, o mais comum é consumi-lo como alimento principal, acompanhado de carne de caça, frango, camarão, peixe, linguiça, mortadela, charque (carne-seca) e outros. Refeição elementar que entra bem a qualquer hora do dia e ainda vale repetir.

2. Maniçoba

culinária do norte
Maniçoba. | Foto: Reprodução.

Iguaria indígena produzida a partir da folha triturada da maniva (folha da mandioca), precisa ser cuidadosamente preparada antes do consumo em razão do veneno presente no vegetal que serve de matéria-prima. Feito o devido preparo e a fervura necessária para a segurança alimentar, acrescentam-se os mesmos ingredientes que compõem uma feijoada (toucinho, linguiça calabresa, carne-seca, paio, bacon, carne de porco defumada, costela de porco). O resultado é um preparado de cor escura (verde), de cheiro e sabor forte e delicioso que derrubam qualquer pessoa depois um prato bem batido.

3. Caldeirada de peixe filhote

peixe
Caldeirada de peixe. | Foto: Reprodução.

Prato que não pode faltar nas reuniões de família da região Norte. Feito a partir de peixe filhote, dourada ou pescada amarela (há quem prefira o tucunaré), tem o caldo da fervura composto pelo tucupi (mais uma das maravilhas originadas da mandioca), chicória, alfavaca, salsa e o cheiro-verde, este último simplesmente compõe todas as comidas preparadas na região, das mais simples às mais complexas e trabalhosas. O resto, sal, tomate, pimentão, cebola e alho, assim como a pimenta, fiel acompanhante do tucupi, vai a gosto. O resultado é uma comida colorida, cheirosa, saborosa e escaldante. A fraqueza é garantida e bate com força após uma tigela.

4. Mojica de camarão

culinária
Mojica de camarão. | Foto: Reprodução.

Caldo espesso feito a partir da farinha de mandioca fina, leva camarão da região descascado e triturado e tempero a gosto (sal, tomate, pimentão, cebola, alho e cheiro-verde). Lembra uma espécie de pasta e costuma ser servido rodeado de camarões rosa e pitu, dispostos pela borda da panela de barro. O sabor é incrível e a experiência incomparável!

5. Tacacá

Tacacá - culinária nortista
Tacacá. | Foto: Reprodução.

Por fim, temos essa iguaria também de origem indígena e também derivado da mandioca, da qual se extrai (por meio do tipiti, artefato produzido a partir da palha trançada das folhas do açaizeiro, que espreme e escorre o sumo da raiz) o tucupi. Depois de devidamente higienizado e fervido, pois assim como a maniva, o tucupi também é rico em cianeto e é, portanto, venenoso.

Além disso, produz-se a goma, derivada também da mandioca, que compõe a base do alimento. Acrescentam-se camarões cozidos no bafo e o jambu (uma plantinha maravilhosa que traz a sensação de dormência na língua). Bom mesmo é tacacá com pimenta, mas há quem não goste. Servida em uma cuia (pintada à mão) produzida a partir da cabaça, a iguaria é degustada em meio a ondas de extremo calor, seja pela temperatura do alimento, seja pelo clima da região.

A região Norte está de braços abertos e mesa farta para te receber em qualquer época do ano. Aqui, tem delícias que vão te surpreender em qualquer estação! Dá um Norte na tua vida e vem conhecer a região dos encantamentos e sua culinária!

_____________________
Por Tassia Malena Leal Costa – Fala! Universidade Federal do Amapá

Tags mais acessadas