quarta-feira, 24 abril, 24
HomeEsporteCR7, Neymar e mais: veja os craques que estão na Liga Saudita

CR7, Neymar e mais: veja os craques que estão na Liga Saudita

No dia 30/12/2022, uma semana após a Copa do Mundo no Qatar, o clube saudita Al Nassr anunciou a contratação de Cristiano Ronaldo. Até este dia, a liga nacional deste país era vista como subdesenvolvida e apenas para finais de carreira de craques bem sucedidos. Após essa data e este acontecimento, tudo mudou por lá.

Hoje, 8 meses após a chegada de CR7, a liga saudita conta com a melhor seleção de craques fora da europa – considerada a elite do futebol – também conta com clubes com os elencos mais caros fora do velho continente. Até mesmo o craque brasileiro Neymar se rendeu ao futebol árabe.

E hoje, para os amantes de futebol que se perderam em meio a tantas transferências para o mundo saudita nos últimos meses, iremos mostrar todos os grandes nomes que partiram para esta liga, fique aí ligado, porque a lista é grande!

A liga é dominada basicamente por 5 clubes cheios de dinheiro e são eles que movimentaram o mercado da bola, sendo eles Al Hilal, Al Nassr, Al Ahli, Al Ittihad e Al Ettifaq. 

liga saudita
Neymar é apresentado no Al Hilal e abre portas para outros jogadores. | Foto: Reprodução Al-Hilal/Twitter.

Al Hilal: 258 Milhões de Euros

O clube Al Hilal, o clube que mais investiu, deixou claro que está determinado a competir no cenário internacional. Com uma abordagem ambiciosa, eles asseguraram talentos como Neymar, o astro brasileiro que custou 90 milhões de euros. Além disso, eles também garantiram Kalidou Koulibaly (23 milhões), Malcom (60 milhões), Rúben Neves (55 milhões) e Sergej Milinkovic-Savic (40 milhões). Essas transferências não apenas demonstram a ambição do clube, mas também adicionam camadas de habilidade e paixão ao elenco.

Foram especulados recentemente Ayrton Lucas, do Flamengo, João Cancelo, do Manchester City e De Paul, do Atlético de Madrid.

Al Nassr: Cristiano Ronaldo no Custo Zero e Outras Jogadas Estratégicas

O Al Nassr, por sua vez, mostrou maestria em jogadas estratégicas ao adquirir jogadores de renome mundial. A cereja do bolo foi a chegada de Cristiano Ronaldo em 2022, que veio a custo zero após uma carreira brilhante. Além disso, Alex Telles (4,6 milhões), Marcelo Brozovic (18 milhões), Sadio Mané (30 milhões) e Seko Fofana (25 milhões) fortaleceram ainda mais a equipe, tornando-a uma força a ser reconhecida.

Al Ahli: Previsão de ser o time mais consistente

O Al Ahli entrou em cena com uma série de transferências estratégicas que fortaleceram sua equipe. A chegada de Riyad Mahrez (35 milhões), Roger Ibañez (28,5 milhões), Allan Saint-Maximin (27,2 milhões), Edouard Mendy (18,5 milhões), Franck Kessié (12,5 milhões) e até mesmo a aquisição de Roberto Firmino a custo zero solidificaram sua posição como um time que busca a excelência.

Al Ittihad: Comprando com Precisão e Visão

O Al Ittihad também entrou no cenário das transferências com um olhar afiado para o talento. Fabinho (46,7 milhões), Jota (29,1 milhões) e até mesmo o ícone Karim Benzema a custo zero demonstram que o clube está investindo em jogadores que podem fazer a diferença. A chegada de N’Golo Kanté, também a custo zero – um dos melhores volantes do futebol mundial – mostra que o clube não está para brincadeira.

Al Ettifaq: O clube mais singelo

Por fim, o Al Ettifaq também está construindo sua equipe de forma calculada. Jordan Henderson (14 milhões) e a chegada de Moussa Dembélé a custo zero mostram que o clube está focado em equilibrar talentos individuais com uma dinâmica de equipe harmoniosa.

Muitos outros nomes conhecidos estão na liga, como Anderson Talisca, Vitinho, Michael, jogadores que tiveram boas passagens pelo futebol brasileiro.

A liga saudita hoje não pode ser vista como um lugar subdesenvolvido futebolisticamente. Hoje, a liga é uma realidade, criticar jogadores por partirem para lá chega a ser hipocrisia pelos rios de dinheiros oferecidos e pela qualidade técnica que a liga está conquistando, ou melhor, comprando.

__________________________
Por Matheus Soares – Redação Fala!

ARTIGOS RECOMENDADOS