Covid-19: Avanço das variantes e suas consequências
Menu & Busca
Covid-19: Avanço das variantes e suas consequências

Covid-19: Avanço das variantes e suas consequências

Home > Lifestyle > Saúde > Covid-19: Avanço das variantes e suas consequências

Quanto maior for a proliferação do vírus da Covid-19, mais mutações ocorrerão, gerando, assim, a possibilidade de novas variantes

Há mais de um ano, o planeta enfrenta uma pandemia que já levou, ao todo, mais de 3,74 milhões de vidas. Um vírus que começou a ser disseminado na cidade de Wuhan, na China, ainda no fim de 2019, e que rapidamente se alastrou pelo mundo todo. Esse contágio em grande escala e de maneira acelerada se deu por conta da facilidade que há na contaminação. O vírus se propaga através do contato físico entre pessoas, ou com superfícies já contaminadas. No Brasil, o primeiro caso de Covid-19 foi confirmado pelo Ministério da Saúde no dia 26/02, era um homem de 61 anos e contraiu o vírus em uma viagem realizada para a Itália dias antes. Desde então, o Brasil já totalizou cerca de 17 milhões de casos confirmados.

Como todo vírus passa por mutações ao longo do tempo, com a Covid-19 não foi diferente. No mundo todo, já foram identificados vários casos com diversas mutações. Essas mudanças ocorrem quando o vírus entra em uma célula e se replica para se espalhar. A cada replicação do vírus, ocorrem erros na cópia do genoma, esses erros causam as variações do vírus. Quanto maior for a disseminação do vírus, mais mutações ele sofre, resultando em uma nova variante.

covid-19
Avanço das variantes da Covid-19 preocupa espacialistas. | Foto: Reprodução.

Covid-19 no Brasil: avanço da variante e consequências

No Brasil, a propagação das infecções pelo vírus já resultaram em algumas variantes. Em dezembro de 2020, a variante P1, que surgiu em Manaus, teve seu primeiro caso, e em janeiro deste ano, foram identificados, no Japão, casos em viajantes que voltavam da região amazônica. De acordo com a entrevista concedida ao Correio Braziliense, a microbiologista Natalia Pasternak, presidente do Instituto Questão de Ciência, diz que a mutação de Manaus causa medo tanto para a população brasileira como também para outros países.

O medo é justificado. A P1 é uma variante mais contagiosa e que se espalhou bem rapidamente pelo Brasil, que é um país enorme e onde a pandemia ocorre de maneira descontrolada.

Afirmou Pasternak.

Além da P1, uma variante indiana também preocupa a população. No último dia 20/05, o estado do Maranhão confirmou o primeiro caso da variante B.1.617. A preocupação se deu por conta da rápida proliferação do vírus, que, além de contaminar indianos, já se alastrou por mais de 40 países nos seis continentes. 

Nesse momento, é necessária uma maior vigilância por parte da população e redobrar os cuidados recomendados pela Organização Mundial da Saúde, como uso de máscaras de proteção, higienização das mãos com álcool gel ou água e sabão, distanciamento social; medidas que ajudam a se prevenir a disseminação do vírus e que reduzem o surgimento de novas variantes, que podem ser mais letais do que as atuais.

covid-19 variantes
Lavar bem as mãos é fundamental. | Foto: Reprodução.

Outra prevenção importante que todos devem praticar é se vacinar contra a Covid-19. No momento em que chegar a sua vez, somente com a imunização da população e os cuidados recomendados será possível vencer o coronavírus.

____________________________
Por Gabriel Leandro – Fala! Universidade Anhanguera

Tags mais acessadas