terça-feira, 23 julho, 24
HomeMúsicaConheça o funk da vacina da Covid-19, em parceria com o Butantan

Conheça o funk da vacina da Covid-19, em parceria com o Butantan

Nem só de meme vive o brasileiro. A música, principalmente, o funk, faz parte da nossa cultura musical e, às vezes, nem conseguimos imaginar o poder e o alcance que a composição tem na hora de influenciar e persuadir as decisões das pessoas em uma sociedade. Quando a pandemia da Covid-19 chegou ao Brasil, em março de 2020, tivemos o primeiro meme da rapper Cardi B, que logo se transformou em trap music, pelo iMarkkeyz, viralizando mundialmente. “Guess what, b****?! Hahaha, Coronavirus, Coronavirus. S*** is real, s*** it’s getting real”

Cardi B
Cardi B Coronavirus Remix. | Foto: YouTube/Reprodução.

Funk da Covid-19 no Brasil

Não demorou muito para os brasileiros se manifestarem musicalmente também. Lançando, alguns dias depois do sucesso gringo, o Funk do Coronavírus, do DJ Flow Key, viralizou tão rápido, quanto o contágio do vírus no país.

Com mais de 32 milhões de visualizações, feedbacks positivos e estrelando a voz do Google Tradutor, esse funk didático ensinou a nos proteger do contágio viral com eficiência. “(…) Aê! Pega a fila, tá? Bem devagarinho, que hoje, o Ministério da Saúde Adverte: lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos. Coronavírus. Ficar em casa. Lavar as mãos (…)”

Coronavírus
Coronavírus “chavoso”. | Foto: YouTube/Reprodução.

Em janeiro de 2021, ainda com a pandemia no ar, entre polêmicas e muita gente para vacinar, o Instituto Butantan fez uma parceria com o dono do hit internacional Bum Bum Tam Tam, MC Fioti, para fazer uma paródia/remix dessa música, que brinca com o nome do instituto, a fim de desmistificar e incentivar as pessoas a se vacinarem contra esse vírus que pode prejudicar irreversivelmente a nossa saúde. 

É a vacina envolvente que mexe com a mente, de quem tá presente
A vacina é saliente, vai curar nóis do vírus e salvar muita gente
Aí eu falei assim pra ela, ó: vai, vai no Bubutantan tantan tantan (…)

Não se preocupe que ninguém vai “virar jacaré” após tomar a vacina da Covid-19, que levou tempo para ser pesquisada e ser testada. Como diria o músico do funk, MC Fioti: “Autenticamente falando, se vacina aí, pô!”.

funk covid-19
MC Fioti no clipe Vacina Butantan, funk da Covid-19. | Foto: YouTube/Reprodução.

____________________________
Por Giovanna Vegas – Fala! FGV

ARTIGOS RECOMENDADOS