Como criar e manter hábitos mais sustentáveis
Menu & Busca
Como criar e manter hábitos mais sustentáveis

Como criar e manter hábitos mais sustentáveis

Home > Lifestyle > Como criar e manter hábitos mais sustentáveis

O consumismo é muito presente em nossa sociedade seja ele para suprir as nossas necessidades ou até mesmo para suprir vontades. É possível consumirmos, mas mesmo assim preocuparmos com nossa contribuição na redução de produção de lixo?

É possível sim, mas é preciso analisarmos alguns hábitos e atitudes que temos decorrentes na nossa rotina, como, será que é mesmo necessário comprarmos algo mesmo que sabemos que não precisamos?

Revisando a lista de compras

Uma dica valiosa é fazer uma lista com produtos que acabaram e pensamos em comprar de novo ou até mesmo  uma lista de produtos que queremos testar, mas que essa lista seja composta por produtos que analisamos como necessário e não movida pela vontade. Pense que seu bolso agradecerá, pois creio que muitas pessoas já se arrependeram de ter gastado dinheiro em algo por impulso.

Comprar em Brechós

Os brechós são uma ótima escolha para aqueles que pensam em reduzir gastos e além do mais não produzir mais lixo ou acumulo de coisas em desuso. Sabe-se que a indústria da moda está sempre renovando peças e tendências, mas devemos tomar cuidado quanto a isso, quantas peças há no nosso guarda roupa jogados e esquecidos por cada momento aparecer uma peça nova e corrermos para comprar? Além de gerarmos uma alta demanda de produção para as indústrias, fazemos que mais recursos naturais sejam utilizados, para que depois de alguns usos da peça a descartemos ou a esquecemos. Há muito preconceito com as roupas de segunda mão, por não serem novas ou estilosas, mas uma coisa eu posso garantir, com o desenvolvimento do olhar do garimpo, você poderá achar peças incríveis. Caso tenha se interessado aqui está alguns links de vídeos sobre garimpar e a importância de comprar em brechós.

Obs: Lembrando, não o é uma regra de que somente compremos em brechós e desprezamos as fast-fashions, é só uma dica de como diminuirmos o consumo e produção de novas roupas.

Separar o lixo comum do reciclável

Sabemos que em nossa rotina utilizamos produtos, alimentos que depois do uso é necessário descarta-los, mas será que há uma forma certa para fazer isso?

Para que possamos contribuir com o meio ambiente devemos separar o lixo comum do reciclável. É possível a percepção de que quase 80% dos produtos em nosso em torno são recicláveis e devem ser separados para a coleta seletiva, como rolo de papel toalha e papel higiênico, embalagens plásticas etc.

O grande problema dos dias atuais é a falta de preocupação com essa separação, e ela traz consequências, pois as embalagens que deveriam ser destinados a reciclagem e ter uma nova função depois do processo de reciclagem, quando mandados para o lixo comum, são levados até os aterros sanitários, onde não há nenhum tipo de separação de resíduos, tudo que foi descartado é jogado junto, misturando assim recicláveis e não recicláveis, diminuindo assim a vida útil desses aterros e sua capacidade de guarnição e fazendo os recicláveis demorarem mais de anos para se decomporem.

Para as pessoas que tenham dúvidas sobre a separação de lixo, acessem o site do eCycle e confira!

Imagem retirada do site eCycle

______________________________________
Por Mariany Garcia – Fala! Cásper

Tags mais acessadas