quinta-feira, 20 junho, 24
HomeEsporteBrasil empata com Jamaica e é eliminado da Copa Feminina 2023

Brasil empata com Jamaica e é eliminado da Copa Feminina 2023

Nesta quarta-feira (02), o Brasil enfrentou a Jamaica e empatou o jogo com um placar de 0x0. Como precisava vencer a partida para conquistar a vaga na próxima fase, a seleção brasileira foi eliminada na fase de grupos da Copa do Mundo Feminina 2023, terminando na 3ª posição do Grupo F.

Brasil x Jamaica - Copa do Mundo Feminina 2023
Depois de 28 anos, Brasil é eliminado na primeira fase da Copa Feminina. | Foto: Montagem/ Thais Magalhães – CBF

Essa foi a primeira vez, depois de 28 anos, que a seleção feminina foi eliminada na fase de grupos. O time feminino já disputou nove edições da Copa do Mundo e foi eliminado na primeira fase nos anos de 1991 e 1995.

No Grupo F estavam o Brasil, França, Jamaica e Panamá.

O Brasil venceu do Panamá, mas perdeu para França e precisava ganhar da Jamaica para conquistar uma vaga para próxima fase. Já o Panamá não conquistou nenhuma vitória. Assim, a França terminou liderando o grupo e a Jamaica conquistou o 2º lugar, sendo as seleções classificadas para as oitavas de final.

A situação do Grupo F ficou da seguinte forma:

  1. França – 7 pontos (2 vitórias e 1 empate);
  2. Jamaica – 5 pontos (1 vitória e dois empates);
  3. Brasil – 4 pontos (1 vitória, 1 derrota e 1 empate);
  4. Panamá – 0 pontos (3 derrotas).

Como foi o jogo Brasil x Jamaica na Copa Feminina 2023?

Apesar da seleção brasileira ter dominado a bola, houve muita dificuldade na finalização e, por isso, não conseguiu marcar nenhum gol. Marta, maior artilheira da história da Copa do Mundo, jogou como titular e capitã na partida e se despede da seleção com sua última Copa do Mundo.

“Marta acaba por aqui, estou grata pela oportunidade que tive, e muito contente com tudo isso que vem acontecendo com o futebol feminino do nosso Brasil e do Mundo. Para mim é o fim da linha agora, para elas é só o começo”, declarou a jogadora em entrevista à TV Globo após o fim do jogo.

Sobre a derrota, a camisa 10 acredita que faltou paciência: “Sabíamos que elas chegariam dessa maneira. Faltou mais paciência para a gente, os números não mentem: só uma equipe queria jogar. Elas entraram para se defender e encontrar uma bola para a número 11. Essas horas precisa ter paciência e manter a bola perto da área, porque qualquer deslize encontraríamos algo, coisas que poderiam ter acontecido. Agora é seguir em frente”.

A técnica Pia Sundhague também lamentou a eliminação: “Queríamos ter criado mais chances, ter tido mais profundidade. Elas jogaram bem. Não conseguimos mudar essa situação. É muito triste, tínhamos muitas expectativas. Começamos a Copa muito bem. Temos que encarar o resultado”.

Na história da Copa do Mundo Feminina, os melhores desempenhos da seleção brasileira foram em 2007, quando foi vice-campeã, e em 1999, quando conquistou o 3º lugar. Até hoje, a seleção nunca conquistou a taça.

______________________________
Por Giovana Rodrigues – Redação Fala!

ARTIGOS RECOMENDADOS