Aquisições e fusões: veja como a CPCON facilita os processos
Menu & Busca
Aquisições e fusões: veja como a CPCON facilita os processos

Aquisições e fusões: veja como a CPCON facilita os processos

Home > Notícias > Mercado > Aquisições e fusões: veja como a CPCON facilita os processos

Aquisições e fusões ou Merge and Acquisitions (M&A) consistem em processos em que empresas negociam entre si, a fim de se juntarem em uma tentativa de driblar alguma crise ou expandir seu mercado.

Normalmente, chega-se a essa situação quando ambas enxergam falhas em determinados pontos de seus negócios, ou até mesmo em que uma delas pretende crescer através de aquisições, metodologia muito comum. 

Está pensando em adotar um processo de M&A para sua empresa? A CPCON pode te ajudar. Veja como!

cpcon
A CPCON facilita a aquisição e fusão de empresas | Foto: Unsplash/Jose Vazquez

Entenda como ocorrem as aquisições e fusões

Antes de explicar como a CPCON pode te auxiliar no processo de fusão ou aquisição de empresas, você precisa entender o que são esses processos e como eles acontecem, a fim de que inicie de maneira lúcida e confiante, conhecendo melhor o caminho que a companhia irá percorrer até que atinja seu objetivo.

Resumidamente, fusão se trata do processo no qual duas empresas decidem se unir e virar uma só. Ou seja, as empresas A e B se transformam em C. Enquanto em uma aquisição a empresa A compra a B. Neste caso, apenas A continua existindo. Diferente do primeiro exemplo, onde as companhias “abandonam” suas identidades para virarem uma terceira.

Agora que você sabe do que se trata cada um dos processos é hora de entender como funcionam. No geral, é necessário passar por diversas etapas até chegar ao objetivo final, bem como tomar alguns cuidados específicos.

Por isso, a importância de ter uma empresa especializada para auxiliar nas operações. Mas, a fim de que você compreenda de uma maneira geral, abaixo será apresentado o passo a passo simplificado dos processos.

1. Primeiras conversas

No início de tudo as partes se conhecem. É quando acontecem as primeiras conversas. Esta etapa é delicada, então exige cautela. É como no início de um relacionamento, os laços estão começando a se formar. Por isso, é necessário se mostrar confiável, a fim de que a outra parte se sinta confortável em negociar com você.

2. Proposta não vinculante                        

Esta etapa consiste, resumidamente, em uma formalização da conversa. É quando as duas partes firmam um acordo não vinculante. Ou seja, elaboram um documento com condições de negociação que podem sofrer alterações, caso seja o desejo de alguma das partes. Aqui ainda não existe um compromisso definitivo. Esse documento também é conhecido como Term sheet.

3. Valuation

Valuation consiste em um conjunto de métodos utilizados para determinar o valor real de uma companhia ou ativo. É uma etapa muito importante para os processos de M&A. Tendo em vista que é aqui que o preço da negociação é determinado. Sendo assim, necessita de entendimento e atenção.

4. Due Diligence

Paralelamente ao valuation ocorre a due diligence. É nesta etapa que as empresas ficam a par de tudo que envolve uma e outra. É aqui que as companhias se conhecem profundamente. Valores, missão, cultura e estrutura são algumas das questões analisadas.

Também é feita uma revisão jurídica formal, bem como operacional e contábil de todos os contratos, documentos e relacionamentos corporativos. O principal objetivo da Due Diligence é evitar problemas posteriores e confirmar os interesses das partes.

Uma investigação bem feita evita que as companhias envolvidas no processo se deparem com detalhes desagradáveis mais tarde. Muitas situações adversas são prevenidas quando esta etapa é realizada corretamente, por profissionais devidamente qualificados.

5. Celebração do contrato principal

Após terminadas as etapas de valuation e due diligence é hora de firmar o contrato principal, que contempla todos os aspectos negociados. Esta é a etapa mais desgastante de todo o processo. Por ser uma fase bastante complexa, sensível, que envolve equipes jurídicas e contábeis, pode se estender por vários meses.

A CPCON pode te ajudar com os processos

Existem diversos motivos para as empresas optarem por processos de aquisições e fusões. A possibilidade de expansão do mercado de atuação e o enfrentamento de uma crise são dois deles. Também, podem ser citadas algumas outras justificativas, como o desejo de acelerar o crescimento do negócio, dissolução societária e oportunidades externas.

Para que a companhia atinja o efeito desejado, é preciso que ela tenha um acompanhamento especializado, visto que realizar um processo de M&A não é tarefa simples. Então, é aí que a CPCON entra. Seja para aquisição ou fusão de empresas, especialistas devem estar envolvidos, até para facilitar os processos e qualificar os resultados a serem utilizados na tomada de decisão.

A CPCON é uma empresa que atua desde 1995 na área de consultoria patrimonial, e através desta consultoria disponibilizada o seu empreendimento terá o melhor suporte em operações de Merge and Acquisitions. Da conversa inicial à assinatura do contrato, todas as etapas citadas aqui exigem acompanhamento especializado, a fim de que processos possam ser facilitados e melhores resultados alcançados. É exatamente isso que a CPCON oferece!

Portanto, os processos de aquisições e fusões trazem muitos benefícios para as empresas. Cada etapa precisa ser bem pensada e fundamentada com relatórios e laudos, a fim de que não surjam surpresas desagradáveis e as negociações possam ser satisfatórias para ambas as partes. 

Entenderam a importância de contar com uma ajuda especializada em cada etapa? Clique aqui e conheça o trabalho do Grupo CPCON!

________________________________
Por Millena Paz – Fala! UFPE

Tags mais acessadas