terça-feira, 23 abril, 24
HomeMúsicaA importância do samba e dos projetos sociais que são realizados pelo...

A importância do samba e dos projetos sociais que são realizados pelo meio

Como já dizia Dorival Caymmi: “Quem não gosta de samba, bom sujeito não é…”. O samba desde o princípio tem em sua substância a alegria e a união, pois em seus poucos momentos de lazer os africanos escravizados se reuniam para dançar e cantar ao som dos batuques, sambas de roda e dançar capoeira. Hoje, mundialmente conhecido e considerado como patrimônio imaterial brasileiro desde 2004, o ritmo musical continua reunindo milhares de pessoas.

O samba de roda auxilia a comunidade

Os famosos sambas de roda, além de proporcionarem diversão, também contribuem com a comunidade. Muitos deles desenvolvem projetos sociais para as crianças por meio de aulas onde ensinam percussão e até mesmo locais onde essas crianças podem ter acesso a livros e exposições, contando também em seus eventos com arrecadação de alimentos, brinquedos e roupas.

Ao longo dos anos, esses projetos se tornaram extremamente importantes para suas comunidades em vários cantos do nosso país, mesmo cada um deles tendo atividades específicas, é possível notar que o objetivo é sempre melhorar a realidade de quem vive nas periferias, onde a maioria desses projetos ficam.

Projetos sociais no samba
Projetos sociais no samba. | Foto: Pexels.

Projetos sociais no samba

O projeto beneficente Vamos Falar de Samba, promove diversos eventos com arrecadação de alimentos em Salvador, desde 2018. Já no estado conhecido como “berço do samba”, Rio de Janeiro, são vários os projetos que ganharam reconhecimento, um deles é o Samba da Ouvidor, o encontro ocorre no centro e é um ambiente familiar que reúne pessoas de todas as idades e lugares.

Durante a pandemia da Covid-19, o projeto realizou lives para arrecadação de cestas básicas, ajudando muitos moradores das comunidades do Rio.

Em São Paulo, um dos projetos mais conhecidos é o Pagode da 27, fundado em 2005, e que fica no extremo sul da zona sul, no bairro do Grajaú. Além da tradicional roda de samba que ocorre todos os domingos, foi inaugurada em abril deste ano a “Casa 27” que tem como fundamento usar o samba como instrumento de transformação social. No espaço são feitas diversas ações e arrecadações para a comunidade.

Mostrando que o lugar da mulher é onde ela quiser, o projeto “Mulheres na Roda de Samba” visa dar visibilidade às diversas cantoras e instrumentistas desse meio que ainda é muito masculino.

Presente em 70% dos estados brasileiros, elas promovem diversos eventos e um encontro anual que conta com mulheres de todo país. O projeto se tornou um símbolo de empoderamento, resistência e sororidade.

O samba possui diversas características e em cada canto do país tem suas particularidades, mas a sua importância social e cultural é única. A música por si só já tem o poder de transformar as pessoas e o samba traz em si a ancestralidade, a história de um povo que foi traficado e escravizado por mais de 300 anos e mesmo assim não perderam sua essência, trouxeram consigo sua religião, cultura, sabedoria, alegria, força e união que hoje faz parte não só da identidade nacional, mas também de quem somos.

________________________________

Por Barbara Andrade – Fala! Universidade Cruzeiro do Sul

ARTIGOS RECOMENDADOS