quarta-feira, 22 maio, 24
HomeCinema e Séries5 filmes de comédia para aprender história em pouco tempo

5 filmes de comédia para aprender história em pouco tempo

Adoro filmes de comédia, também adoro aprender sobre história. Por que não unir o útil ao agradável? Por incrível que pareça, entretenimento também é um dos caminhos para o aprendizado. E garanto que você vai rir muito. A seguir, conheça 5 filmes de comédia para aprender história em pouco tempo!

5 filmes para aprender história

1. A Vida de Brian (1979)

A Vida de Brian é um dos filmes perfeitos para aprender história e em pouco tempo.
A Vida de Brian é um dos filmes perfeitos para aprender história e em pouco tempo. | Foto: Reprodução.

Depois de um bom tempo na televisão e já tendo explorado o terreno do cinema com Em Busca do Cálice Sagrado (1975), Monty Python, um dos grupos humorísticos mais bem sucedidos do mundo, chega ao clímax de suas carreiras com uma comédia cheia de críticas a movimentos políticos, fanatismo e intolerância religiosa.

Brian (Grahan Chapman), um judeu nascido paralelamente com Jesus Cristo (que é deixado de lado propositalmente no início do filme), devido a uma série de eventos é creditado como um messias, o levando a querer se livrar desse rótulo a qualquer custo.

O filme gerou polêmica após o seu lançamento e quase não viu a luz do dia. Contando com o financiamento do ex-beatle George Harrison, que era um grande fã do grupo e que fez uma pequena aparição no filme. O Monty Python, sendo como são, ainda usou a repercussão do longa ao seu favor, como sendo “tão engraçado que foi proibido na Noruega”.

Se passa antes da ascensão do cristianismo e retrata de forma bem humorada os costumes do povo da Galiléia e domínio romano. Varia do absurdo ao satírico, cheio de diálogos maravilhosos que são lembrados sempre em rodas de amigos.

Melhor frase: Olhe sempre para o lado bom da vida.

2. Tempos Modernos (1936)

Tempos Modernos, de Charlin Chaplin.
Tempos Modernos, de Charlin Chaplin. | Foto: Reprodução.

Esse é mais um daqueles tipos de filmes que o seu professor com certeza te mostrou na época de escola, depois de Ilha das Flores (1989), é claro. Conta a história de um operário de uma linha de montagem que trabalha sem parar até enlouquecer.

Sob a direção do gênio da arte Charlie Chaplin, vemos as consequências da revolução industrial e da sociedade capitalista moderna. Com a opressão dos donos dos meios de produção, da exploração da mão de obra, tempo de trabalho e fordismo.

É o primeiro filme que se pode ouvir a voz de Carlitos, também chamado de O Vagabundo, o icônico personagem de Chaplin. Que não era muito fã do cinema falado, tanto que quando se ouve a voz do personagem, ele está falando em uma língua que ele mesmo improvisa na hora. A ausência de grandes diálogos no filme está presente para que todos, em qualquer parte do mundo, possam entender a sua mensagem.

Apesar de tudo isso e de ser um dos longas mais antigos da lista, ainda consegue ser divertidíssimo e passar uma ideia que se torna relevante até hoje.

Melhor frase: Pare de matar tempo! Volte ao trabalho!

3. Dr. Fantástico (1964)

Dr. Fantástico, o terceiro filme da lista de filmes para aprender história.
Dr. Fantástico, o terceiro filme da lista de filmes para aprender história. | Foto: Reprodução.

Já falei desse filme em outra lista, mas realmente merece ser dito novamente. Kubrick é um gênio, fez uma das melhores comédias de todos os tempos ao nos contar a história de um general insano que tenta realizar um ataque nuclear à Rússia por acreditar numa teoria da conspiração. Enquanto o presidente dos Estados Unidos junto com seus assessores tentam evitar que o pior aconteça.

Se passa dentro do contexto da Guerra Fria, o filme foi inspirado pelo livro Alerta Vermelho, de Peter George e tinha um tom mais sério de início. E fica ainda mais engraçado quando se percebe que o foco do filme está relacionado a uma espécie de insatisfação sexual por parte dos protagonistas, tentando se provar a qualquer custo. Tanto que é essencialmente por isso que o conflito principal acaba se desenrolando.

Melhor frase: Senhores, vocês não podem brigar aqui! Isso aqui é uma sala de guerra.

4. Carlota Joaquina, Princesa do Brazil (1995)

O filme sobre Carlota Joaquina apresenta ao público um capítulo da história brasileira.
O filme sobre Carlota Joaquina apresenta ao público um capítulo da história brasileira. | Foto: Reprodução.

Um retrato da chegada da princesa regente Carlota Joaquina (Marieta Severo) e da corte no Brasil até sua volta para Portugal. Princesa do Brazil é um filme duplamente histórico, devido ao contexto da época de seu lançamento após a era Collor, que extinguiu o ministério da cultura. Onde nenhum filme brasileiro foi produzido em 1992 e nenhum foi lançado em 1993. Carlota Joaquina marcou a retomada do cinema no Brasil, levando mais de um milhão de espectadores para as telonas, sendo um grande sucesso. Principalmente entre o público infanto-juvenil, devido às suas interpretações caricatas, aspecto lúdico e licenças criativas. Tudo isso feito propositalmente, por se tratar de uma história contada pela perspectiva de uma criança.

O filme, dirigido por Carla Camurati, teve sua distribuição negociada pessoalmente pela diretora em salas de cinema. O que ajudou a propagar sua exibição.

Foi bastante criticado por historiadores por não retratar com precisão os fatos históricos, mas por se tratar de uma paródia, serve para despertar a curiosidade do espectador e ir atrás dos fatos como realmente aconteceram e discutir temas atuais. O filme sobre Carlota Joaquina é um marco do cinema brasileiro.

Melhor frase: Desta terra não quero nem o pó.

5. O Incrível Exército de Brancaleone (1966)

"O Incrível Exército de Brancaleone".
“O Incrível Exército de Brancaleone”. | Foto: Reprodução.

Sem dúvida esse é um dos filmes mais engraçados e mais influentes dessa lista, sendo até citado em alguns vestibulares. Um clássico do cinema italiano, o bravo cavaleiro Brancaleone de Nórcia (Vittorio Gassman) e seus incríveis soldados, enfrentam os perigos de seu tempo como a peste, bizantinos, sarracenos e bárbaros, em busca da reivindicação de um feudo que lhes foram prometidos.

Tendo clara referência a história de Don Quixote, Mario Monicelli nos mostra o extremo oposto dos arquétipos hollywoodianos. O herói valente e gracioso na verdade é covarde e desastrado, o judeu comerciante é um miserável, os aldeões oprimidos e indefesos na verdade conseguem reagir e se defender com violência quando provocados. Não há um estereótipo que fique de pé no longa.

É um dos poucos filmes que retrata a baixa idade média da maneira como foi, suja e decadente. Além de tratar de temas como os costumes da cavalaria medieval, o poder da igreja católica, feudalismo e a conquista do oriente.

A popularidade do filme foi tão grande, que até hoje na Itália se usa o termo Armata Brancaleone para denominar um exército desprovido e mal preparado.O Incrível Exército de Brancaleone consegue ser escrachado, fidedigno e hilário. Vale a pena conferir.

Melhor frase: Branca, Branca, Branca! León, León, León!

_______________________________________________

Por Matheus Cosmo – Fala! Fiam

ARTIGOS RECOMENDADOS