terça-feira, 23 abril, 24
HomeMercado12 dicas para criar uma campanha de Black Friday na Eduzz e...

12 dicas para criar uma campanha de Black Friday na Eduzz e chegar aos milhões em vendas

Em meio à atual situação, trabalhar com a Internet pareceu uma grande oportunidade. No entanto, engana-se quem acredita que o ramo é fácil. Por isso mesmo, há empresas como a Eduzz, que lideram o ramo e alcançam mais de 12 milhões de acesso ao ano, que auxiliam pequenos e médios empreendedores a entrar para o comércio virtual.

A Eduzz é uma empresa sorocabana e trabalha, em larga escala, com o marketing de afiliados. A partir dele, consegue mensurar estratégias específicas para atrair seu público-alvo. Para a vertente, há dois tipos de afiliações na plataforma: função como produtor ou afiliado. No primeiro caso, o empreendedor divulgará o produto no site, recebendo por venda. Já o afiliado, tem a responsabilidade de fazer a divulgação em todos os canais possíveis. Dessa forma, em troca, receberá uma comissão por cada venda.

Por outro lado, pensando em melhores momentos de vendas, encontra-se a Black Friday. O evento, por sua vez, está associado ao dia de Ação de Graças – o Thanksgiving -, quando todos os preços caem no mercado. Dessa maneira, as promoções tomam o dia, o que aumenta as vendas de modo significativo.

O sucesso no mercado é o sonho de todos os empreendedores. Sendo assim, pensando na próxima Black Friday, confira 12 dicas para criar uma campanha na Eduzz e chegar aos milhões em vendas.

eduzz 12 milhões
Faça uma campanha de Black Friday na Eduzz, com essas 12 dicas, e tenha a oportunidade de chegar aos milhões em vendas. | Foto: Montagem/ Reprodução.

12 dicas para criar uma campanha de Black Friday na Eduzz e chegar aos milhões em vendas

1. Tenha uma estrutura de vendas montada

Dificilmente você conseguirá conquistar milhões em vendas se nunca vendeu nada ou acabou de inaugurar seu produto. Dessa forma, aproveite o momento para elaborar sua estrutura de vendas, analisar seus objetivos, estudar seu público-alvo e conhecer o mercado digital. Assim, quando chegar a Black Friday, terá mais chances de vender seus produtos ou serviços.

2. Crie uma identidade visual

O desenvolvimento de uma identidade visual também é uma prioridade ao trabalhar com vendas. Afinal, gerando uma identidade à marca, as pessoas conhecerão seu produto e, provavelmente, terão mais confiança ao comprá-lo. Isso porque o visual é um dos grandes atrativos e pode, até mesmo, ampliar suas vendas quando tratamos do mundo virtual.

3. Faça a análise dos ativos

Mas o que quer dizer análise de ativos? Apesar de parecer confuso, a questão não é muito difícil. Trata-se, portanto, de analisar e encontrar o seu potencial de vendas. Com isso, deve refletir se sua base de clientes, se o seu público morno – aquele que o acompanha – e sua base de leads é grande ou pequena. Sabendo a resposta de cada item, você poderá desenvolver o melhor produto ou campanha na Black Friday.

No caso de ter muitos clientes, recomenda-se que você invista em um novo produto para o evento. De preferência, indica-se que ele tenha relação com os outros produtos, assim sendo algo de um próximo nível ou complementar a outro produto que o cliente já tenha.

Pensando em público morno, ou seja, aquelas pessoas que te seguem ou acompanham suas postagens, uma das opções é investir no chamado “produto de demanda reprimida” – aquela mercadoria que os seguidores desejam, mas não existe ainda. Isso serve para acabar com possíveis objeções dos clientes e pode aumentar ainda mais suas vendas no período de Black Friday.

Por outro lado, se o seu caso é possuir muitos leads, recomenda-se que você invista em um “produto de demanda reprimida”. Assim como no caso anterior, você não ofertará um novo produto, mas trará algo a mais em um produto que já era de interesse do público. Em ambas as situações, é provável que os interessados estejam procurando a melhor oferta, e isso pode ser garantido na Black Friday.

4. Deixe claro o motivo da sua oferta

Para comprar certo produto, muitas vezes, as pessoas precisam entender o motivo para ter desconto ou oferta. Pode acontecer de alguns nem acreditarem na promoção se falar que é por conta apenas da Black Friday – até pelo senso comum criado de que a oferta é falsa, visto que os preços teriam subido antes do período. Ao criar um porquê diferenciado dos demais, sendo sincero e claro, há chances de ampliar suas vendas.

5. Aposte em descontos reais na Black Friday

Um dos lemas da Black Friday é vender mais, ou seja, no sentido de quantidade. Por isso, vale a pena reduzir o preço, pois, de qualquer forma, terá seu rendimento. Apesar de não receber o valor cheio do produto em cada venda, ao somar todas as vendas, é capaz que o valor supere o anterior. Por exemplo, se uma mercadoria custa 20 reais, mas na Black Friday sai por 10 reais, com certeza, mais pessoas o comprarão e isso gerará um acréscimo no montante das vendas.

6. Invista no bônus retorno do rei

Crie um conteúdo “evergreen”, ou seja, que interessará atualmente e depois de algum tempo. Feito isso, pense no bônus do retorno do rei. Mas como isso funciona na prática. Por exemplo, dê 14 dias de um curso gratuito para os clientes. Assim, cada dia receberá o link com a nova aula. Ao final do período, alerte o cliente de que ele pode ter um acompanhamento anual ou um produto novo por uma quantia de reais.

Com essas 12 dicas, alcançar milhões em vendas na Eduzz poderá ser uma realidade. | Foto: Reprodução.

7. Não esqueça seus valores

Apesar da dica parecer bem pessoal, ela não deixa de ser importante. Dessa forma, a cada venda, lembre quais são seus valores morais e invista, sempre, para alcançar os melhores produtos e resultados. Logo, boas apostas podem ser a diversão e o estilo de vida.

8. Vá além da proposta

Antes de vender um produto, você sempre deve deixar em evidência suas propostas. Entretanto, por que não entregar mais conteúdo do que oferece na proposta? Com isso, além de sair satisfeito, o cliente poderá indicá-lo como referência e, assim, poderá ganhar novos clientes.

9. Aposte no esqueleto validado

Pelo esqueleto validado, há seis etapas essenciais. Em sequência, são elas: antecipação, oferta, reforço bônus, reforço chuva de depoimentos, escassez real leve e escassez real forte.

Nele, você fará o seu planejamento para a Black Friday. Então, uma semana antes dela, antecipe sobre o que está por vir. Quatro dias antes do evento, você revelará em um dia a oferta, o reforço bônus e os depoimentos nos próximos dias. Já um dia antes, esclareça de que a oferta ficará disponível até certo horário somente. No dia da Brack Friday, por fim, fará a escassez real forte, ou seja, ou comprará no dia ou “não comprará mais”.

10. Conheça as necessidades dos clientes

Além de oferecer ofertas na Black Friday, é válido saber quais são as necessidades dos seus clientes. Dessa forma, você poderá avaliar quais são os produtos mais cobiçados e fazer maiores ofertas nesses produtos, o que alavancará suas vendas.

11. Estude o mercado digital

Antes mesmo de montar sua campanha para a Black Friday, analise outros produto virtuais e seus respectivos engajamentos. Faça um estudo de estratégias que deram certos e outras que não surtiram o efeito desejado. Com isso, poderá planejar as suas táticas e fazer uma campanha com mais chances de agradar seus clientes.

12. Pense nas melhores datas para fazer ofertas

Por mais que a Black Friday seja a data das ofertas, ela não é a única que pode contar com inúmeros descontos. Dessa forma, seria interessante fazer promoções em datas comemorativas – como aniversário e Natal – para angariar mais vendas e chegar aos milhões.

Assim, para a próxima Black Friday, você estará preparado. Com essas 12 dicas para criar uma campanha na Eduzz, alcançar os tão sonhados milhões em vendas poderá ser uma opção viável.

ARTIGOS RECOMENDADOS