Uma universidade mais acolhedora em tempos de ampla diversidade
Menu & Busca
Uma universidade mais acolhedora em tempos de ampla diversidade

Uma universidade mais acolhedora em tempos de ampla diversidade

Home > Notícias > Mercado > Uma universidade mais acolhedora em tempos de ampla diversidade

Faculdade em São Paulo investe em ações que aproximam socialmente os alunos e oferece atividades extracurriculares que trabalham a autoestima.

Relatos de discriminação racial, por classe social, de gênero, aparência, entre várias outras questões são uma constante na vida de inúmeros universitários no ambiente acadêmico. O termo discriminação, que reflete a conduta de transgredir os direitos de uma pessoa, baseando-se em um raciocínio sem conhecimento adequado sobre a matéria, transforma-o em uma ação injusta e infundada. E, como se já não fosse um ato de total dilaceração contra uma pessoa, no ambiente acadêmico, pode gerar sérios problemas de convivência, saúde, comprometer a evolução do aluno e consequentemente até mesmo afastá-lo do curso.

Para o THE (Times Higher Education), importante grupo britânico que faz uma avaliação anual de instituições de ensino do mundo com indicadores voltados, sobretudo, à pesquisa científica, uma universidade bem classificada é diversa e acolhedora. O ranking que engloba questões de gênero e de igualdade recebeu o nome de “ranking de impacto das universidades”, e contou com 462 instituições de ensino superior em 76 países.

De acordo com a psicóloga Marcia Fiore, que atua como psicopedagoga na Faculdade Método de São Paulo (Famesp), falar sobre inclusão no ensino superior é abordar questões de acolhimento e políticas de permanência. A profissional, que é responsável e idealizadora do programa de Orientação Pedagógica para Aprendizagem (OPA), ministrado pela Faculdade, organiza encontros a fim de habilitar os alunos a melhorarem suas técnicas de estudo, favorecendo assim o processo de ensino em si, além de otimizar as chances no mercado de trabalho.

No programa, que tem como ponto chave a POSITIVIDADE, são inseridas técnicas que trabalham, por exemplo, a autoestima, a liberação do estresse, além de estudos que visam o nivelamento dos alunos, com o objetivo de diminuir a defasagem do ensino que tiveram anteriormente.

Em uma sociedade carente de educação e atenção, a preocupação com o ser humano vai além de transmitir conhecimento, cuidar para que o enriquecimento cultural e social esteja presente diariamente é objetivo presente na missão da Faculdade, que propaga esse objetivo em todos os processos, setores e metodologia aplicada em suas atividades. A Famesp tem como foco o olhar individual para cada aluno, professor e colaborador. É acreditando no potencial de cada um, sem distinção, que a Faculdade faz a diferença para toda a comunidade escolar.

comenta Bruna Passos, gerente de marketing e estratégia de mercado da faculdade.

Muitos dos alunos da Famesp também têm de conciliar a dura carga horária de estudos com o trabalho e, por isso, a Faculdade criou também a “Área de Convivência” que conta com puffs coloridos, grama sintética e muita energia boa. Esse espaço tornou-se o mais procurado nos horários de intervalo e nos momentos que antecedem os períodos de aulas.

Um ambiente que promove a interação entre a comunidade escolar, a quebra da rotina e proporciona relaxamento. “O processo de desacelerar a mente e o corpo é fundamental para obter melhores resultados nos estudos, na interação interpessoal e no estímulo para novas ideias, pesquisas e projetos”, explica Marcia.

0 Comentários

Tags mais acessadas