sexta-feira, 8 dezembro, 23
HomeUrbanoTrabalho Carcerário: Ressocialização e Dignidade

Trabalho Carcerário: Ressocialização e Dignidade

Você sabia que nas penitenciárias do país existem diversas oficinas de trabalho para os apenados? Na cidade de Santa Maria no Rio Grande do Sul, na Penitenciária Estadual da cidade, os detentos são selecionados para participar de oficinas de trabalho carcerário que vão desde a fabricação de ração para os cães que ajudam na guarda da casa prisional, até a confecção de sabão e máscaras para combater a Covid-19.

Além disso, o trabalho é visto como uma das melhores formas de ressocialização dos apenados que vivem à margem da sociedade. Os depoimentos dos apenados que trabalham nas oficinas, da psicóloga, do diretor do presídio e do agente penitenciário que acompanha os presos nas atividades, afirmam que o trabalho serve como fonte principal para auxiliar na autoestima e ociosidade durante o período de cumprimento da pena, fazendo com que eles busquem a mudança comportamental.

O trabalho carcerário é um dos projetos de ressocialização no sistema prisional brasileiro
O trabalho carcerário é um dos projetos de ressocialização no sistema prisional brasileiro. | Foto: Freepik mb-photoarts/Montagem.

Assista a reportagem completa sobre o trabalho carcerário

Assista na reportagem produzida pela repórter Victórya Azambuja os relatos completos dos detentos e dos servidores públicos sobre o trabalho como forma de ressocialização:

___________________________________________

Por Victórya Azambuja – Fala! Universidade Franciscana – RS

ARTIGOS RECOMENDADOS