Home / Colunas / “This is America”, Mais de 240 mi Visualizações – e o Que Isso Significa

“This is America”, Mais de 240 mi Visualizações – e o Que Isso Significa

Por Paula Paolini Remondini – Fala!PUC 


Com um vídeo recheado de referências e críticas, Childish Gambino (Donald Glover) deixa seu recado para os Estados Unidos

 

Donald Glover é um homem de muitos talentos. Além de sua dedicação a musica, que produz sozinho, mesclando diversos gêneros, ainda é ator, diretor e roteirista. Suas habilidades também são vistas na serie Atlanta, que rendeu os prêmios de Melhor Série de Televisão Musical ou Comédia e Melhor Ator em Série Musical ou Comédia, no Globo de Ouro de 2017, na qual atuou, escreveu, produziu e dirigiu.

“This is America” foi mais um lançamento, de total criação de Donald, que atingiu o sucesso. Mas, é ainda mais que isso, é um grito antirracista, é uma exposição do genocídio negro, é uma luta contra as mortes por armas nos EUA. Cada cena, movimento ou dança – ou melhor, o olhar além da dança – tem referência à mensagem crítica que o rapper quer passar.

Nessa primeira parte, é possível associar toda movimentação corporal de Donald com um personagem da cultura americana do século 19, Jim Crow, no qual humoristas faziam blackface e agiam como burros e atrapalhados. Nome também dado à lei que institucionalizou a segregação no país de 1876 a 1965.

Em outro momento, um coral que canta alegre é assassinado brutalmente por Gambino com uma arma. Isso foi uma referência ao ataque sofrido pela população em Charleston, nos EUA, em julho de 2015. Um supremacista branco abriu fogo na Igreja Metodista Episcopal Africana Mãe Emanuel, comunidade histórica que lutou contra a escravidão na região, e matou nove pessoas.

Outra crítica que pode ser analisada é a despreocupação da juventude negra. Tudo o que importa são gírias, passinhos que estão na moda, as aparências e os celulares, ignorando a violência, o caos e até mesmo suicídio que acontece no mundo real.

O que significa, por fim, o clipe ter tantas visualizações em tão pouco tempo? A resposta não é exata, mas com certeza é positiva. Além do alcance do vídeo ser mundial e principalmente muito discutido no Brasil, um grito para acordar a grande potência mundial foi dado e a partir dele muitos outros virão cada vez mais fortes. Décadas já se passaram e pensamentos tão preconceituosos ainda prevalecem fortemente em pleno século XXI, entretanto com seu trabalho, Gambino e muitos outros músicos e artistas nos propõe a pensar e cada vez mais a ter o espírito de mudança que o mundo precisa, principalmente os jovens, a lutar contra tanta injustiça, violência e preconceito.

 

 

Confira também

Deputados aprovam lei de descriminalização do aborto na Argentina

Por Bianca Dias, Fernanda Ming e Gabriela Henrique – Fala! Anhembi   Na última quinta-feira, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *