terça-feira, 28 maio, 24
HomeEsporteComo foram as primeiras Olimpíadas a serem transmitidas pela TV

Como foram as primeiras Olimpíadas a serem transmitidas pela TV

As Olimpíadas de Tokyo de 2020 vêm se destacando pelo alto nível de competividade. Por ser um momento atípico que estamos vivendo, nunca se exigiu tanto a preparação física e psicológica de um atleta. Mas, além disso, a cada olimpíada que passa, a qualidade das imagens que são transmitidas vem evoluindo. Percebemos a quantidade de câmeras espalhadas nos jogos, trazendo mais detalhes e riqueza na imagem.

Sem a presença do público nesta edição, o público terá a televisão como a única fonte de comunicação dos jogos, tendo o privilégio de assistir aos atletas competindo em tempo real, além do imediatismo das notícias. Jamais se pensaria nas primeiras transmissões das Olimpíadas diversas câmeras nos jogos e muito menos uma qualidade de imagem boa. Afinal de conta, como foram as primeiras Olimpíadas a serem transmitidas pela televisão?

Olimpíadas
A transmissão dos Jogos Olímpicos sempre é aguardada ansiosamente pelo público. | Foto: Divulgação/COI.

Primeiras Olimpíadas a serem transmitidas pela TV

Antes mesmo de chegar aos televisores, as Olimpíadas eram transmitidas através do rádio. A primeira transmissão radiofônica foi nos jogos de Paris, em 1924, para a época, foi uma grande novidade. Grande parte do público foi alcançada, entretanto, os limites eram as fronteiras do país, já que fora dele não havia um sistema adequado para transmitir.

As Olimpíadas de Berlim de 1936 foram a primeira edição que contou com a presença da televisão. A transmissão ficou restrita apenas para o público da Alemanha, visto que a primeira exibição pública do aparelho havia sido realizada apenas seis anos antes pelo engenheiro sueco Ernst Alexanderson. A competição foi transmitida por telões espalhados pela cidade. Os alemães puderam acompanhar a abertura das Olimpíadas e de algumas modalidades durante os jogos.

Além de um significado tecnológico, o então primeiro ministro alemão Adolf Hitler viu a competição como uma forma de estampar sua ideologia política. Hitler esperava demonstrar ao mundo, por meio dos esportes, a superioridade ariana sobre as demais etnias. Para isso, mandou produzir vários noticiários para cinema e rádio com o objetivo de registrar as glórias esportivas alemãs. Na recém-chegada televisão, era exibido um documentário que ficou famoso na época, Os Deuses dos Estádios, dirigido pelo cineasta Leni Riefenstahl. Utilizado como mais uma forma de propagar a ideia de superioridade ariana. O filme abordava também uma sociedade perfeita com os ideais nazistas em prática.

jogos de Berlim 1936
Abertura dos jogos de Berlim 1936. | Foto: Reprodução.

Os Jogos Olímpicos seguintes passaram a ser mais uma briga ideológica do que uma competição entre as delegações. Isso porque estava acontecendo a Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética. Os dois países queriam mostrar por meio das Olimpíadas, seu poder político nas modalidades. O Comitê Olímpico Internacional (COI), vendo esse cenário, decidiu aumentar o preço das vendas dos direitos de transmissão, permitindo aumentar a exposição dos jogos, gerando mais interesse e criando mais apelo para os anúncios na televisão.    

Os Jogos Olímpicos de Inverno de 1956, em Cortina D’Ampezzo na Itália, foram os primeiros jogos a serem internacionalmente transmitidos. A ideia era ter uma dimensão de como essa visibilidade de transmissão se comportaria diante do mundo. 

A transmissão dos Jogos Olímpicos de Inverno 1960, em Squaw Valley nos Estados Unidos, foi a primeira que teve seus direitos vendidos para uma emissora de televisão. Na época, a CBS pagou 394.000 dólares pelos direitos de transmissão nos EUA e a União de Emissoras Europeias pagou 660.000 dólares. 

Os Jogos Olímpicos de Roma, em 1960, tiveram pela primeira vez transmissão ao vivo pela televisão. Segundo o site oficial do COI, mais de 200 milhões de pessoas assistiram às competições em 18 países da Europa. Com algumas horas de atraso, os jogos foram transmitidos também para Estados Unidos, Canadá e Japão. 

Com a introdução dos satélites de transmissão na década de 60, a audiência das Olimpíadas cresceu acima do comum. Os jogos de 1964 em Tokyo tiveram uma grande melhora na transmissão ao vivo, e a chegada da transmissão em cores a partir de 1968. A audiência global dos Jogos Olímpicos de 1968, na Cidade do México, foi de 600 milhões de pessoas, nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles, a audiência cresceu para 900 milhões de pessoas e em Barcelona 1992, a audiência chegou a 3,5 bilhões de pessoas.

_______________________
Por João Martins – Fala! Metodista

ARTIGOS RECOMENDADOS