Por que o ano 536 é considerado o pior para ter vivido?
Menu & Busca
Por que o ano 536 é considerado o pior para ter vivido?

Por que o ano 536 é considerado o pior para ter vivido?

Home > Notícias > Urbano > Por que o ano 536 é considerado o pior para ter vivido?

Se você acha que já viveu de tudo, está enganado, já parou pra pensar em como foram os primeiros anos da humanidade no planeta? É isso que vamos tentar descobrir!

ano 536
Os primeiros anos da humanidade não foram nada fáceis. | Foto: Reprodução.

Viajando um pouco no tempo, sabemos que os séculos passados foram cobertos de acontecimentos gigantes, como doenças, guerras, crise econômica, entre outros. E, apesar de tudo isso, o ano que marcou o século VI (e todo o mundo até hoje) ainda foi o ano de 536.

Segundo Michael McCormick, para a Europa, “foi o começo de um dos piores períodos para se viver, se não o pior”, disse para revista Science, o historiador e arqueólogo que preside a Iniciativa na Universidade de Harvard para a Ciência do Passado Humano. 

O que fez o ano ter sido nomeado assim foi o fato de uma névoa que cobriu toda a Europa, Oriente Médio e algumas partes da Ásia em total escuridão, tanto dia quanto noite,  por 18 meses, o historiador bizantino Procópio escreveu como “Pois o sol emitiu sua luz sem brilho, como a lua, durante todo a ano”. No verão, as temperaturas chegaram a 1,5°C a 2,5°C, dando início a década mais fria em 2.300 anos, nevou durante o verão na China, colheitas não existiam mais e as pessoas começaram a passar fome.   

Por muito tempo esse fenômeno era uma incógnita para os historiadores, até que, através de uma análise extremamente precisa em uma geleira suíça pela equipe liderada por McCormick e por Paul Mayewski, um glaciologista no Instituto de Mudanças Climáticas da Universidade do Maine (UM), foi encontrada a resposta.

Segundo uma oficina realizada em Harvard, ocorreu uma erupção vulcânica cataclísmica na Islândia que expeliu cinzas pelo Hemisfério Norte no início de 536, e em 540 e 547 tiveram outras duas erupções maciças. E, para entender melhor, “quando um vulcão entra em erupção, vomita enxofre, bismuto e outras substâncias na atmosfera, onde formam um véu de aerossol que reflete a luz do sol de volta ao espaço, resfriando o planeta”, segundo a Science.

Por fim, historiadores sabiam que o começo da Idade Média não foi um período nada fácil, ainda mais por conta desse século bem conturbado que as pessoas viveram, apenas por volta de 640 que a Europa se reergueu e a economia começou voltar a funcionar. O resultado surpreendente do trabalho de McCormick, assim como outros historiadores e pesquisadores, foi o ponto-chave pra conhecermos e entendermos cada passo e acontecimento que nosso planeta já presenciou.  

___________________________________________
Por Renata Ariel Silva Cruz – Fala! FAAM

Tags mais acessadas