Olheiras: Saiba como previnir o surgimento dessas marcas nos olhos
Menu & Busca
Olheiras: Saiba como previnir o surgimento dessas marcas nos olhos

Olheiras: Saiba como previnir o surgimento dessas marcas nos olhos

Home > Lifestyle > Saúde > Olheiras: Saiba como previnir o surgimento dessas marcas nos olhos

Quem já tem ou não teve olheiras uma vez na vida? Pois é, muita gente já foi refém deste escurecimento em torno dos olhos. E acontece com muitas pessoas, independentemente da idade. Quando não recebe tratamento adequado, tende a se agravar cada vez mais.

Elas se caracterizam pela concentração anormal de vasos sanguíneos ou melanina sob a pálpebra inferior, o que faz aparecer um tom escurecido abaixo da região ocular. Isso também pode ocorrer por conta da estrutura óssea do rosto: que em alguns casos, o globo ocular é mais fundo e isso cria uma sombra que se assemelha às olheiras. Não há estatísticas sobre o problema, mas se sabe que é muito comum.

As olheiras são um problema na vida de muitas pessoas.
As olheiras são um problema na vida de muitas pessoas. | Foto: Reprodução.

Tipos de olheiras

Os tipos de olheiras são diferenciados pela coloração, intensidade da pigmentação, estrutura das pálpebras e pelos mecanismos que as causam. Elas são classificadas como:

  • Olheiras vasculares: podem ser azuladas, arroxeadas ou até mesmo avermelhadas, e normalmente aparecem pela má circulação do sangue, após noites mal dormidas;
  • Olheiras pigmentares: algumas pessoas podem ter elas devido ao excesso de melanina ao redor dos olhos, o que escurece a região. Geralmente, esse tipo é caracterizado por manchas marrons e são mais comuns em pessoas com a pele negra;
  • Olheiras profundas: surgem devido à falta de volume na região dos olhos. O chamado “olho fundo” é recorrente em pessoas com o globo ocular naturalmente mais profundo (genética);
  • Olheiras mistas: esse é provavelmente o tipo mais comum, já que muitas pessoas acabam tendo mais de uma causa dentre as citadas acima.

O que causa as olheiras?

Como já foi dito anteriormente, alguns fatores favorecem o surgimento das olheiras – e eles podem variar de pessoa para pessoa. Entre as principais causas, estão:

  • Hereditariedade;
  • Acúmulo de vasos e má circulação do sangue;
  • Noites mal dormidas e cansaço físico;
  • Excesso de melanina;
  • Tabagismo;
  • Consumo de álcool e drogas;
  • Doenças respiratórias;
  • Estresse físico ou emocional;
  • Fotoproteção inadequada da área;
  • Estrutura óssea do rosto.

Como tratar as olheiras?

Na grande maioria das vezes são indicados mais de um tratamento pois eles se complementam. Não podemos afirmar qual é o tratamento 100% eficaz para cada pessoa, mas cada um proporciona o ataque simultâneo às diferentes causas, com mais chance de serem tratamentos bem-sucedidos.

Como tirar as olheiras com receitas caseiras:

Pessoas com olheiras superficiais têm mais facilidade no tratamento. Por isso, selecionamos truques para amenizar seu aspecto sem sair de casa:

  • Compressas de água fria;
  • Sachês de chá de camomila gelados;
  • Rodelas de pepino;
  • Gazes embebidas em leite;  
  • Massagens na região.

Como prevenir as olheiras?

Quando não são genéticas, a principal forma de evitar as olheiras é incluir hábitos saudáveis na rotina, como:

Dormir de 7 a 8 horas por noite

Não é à toa que, ao dormir mal, acordamos com manchas escuras ao redor dos olhos. À noite é a hora do dia em que a pele se restaura. Sem um sono de qualidade, a pele não consegue se recuperar direito – e isso se reflete no dia seguinte.

Hidrate a área dos olhos

Uma pele hidratada é, sem dúvidas, mais bonita. Mas, além disso, a hidratação é útil para manter longe as olheiras. A pele ao redor dos olhos é muito fina e pouco espessa, e essa característica torna mais aparente os vasos dessa área, deixando-a com a aparência arroxeada.

Além disso, é importante usar cremes específicos para a região dos olhos. Eles têm uma formulação que respeita a sensibilidade e demais particularidades da região.

Lembre-se que essas dicas podem ajudar na prevenção, mas é importante estar sempre atento(a) à frequência do aparecimento das olheiras e, se necessário, buscar ajuda médica.

____________________________________________________________

Por Sabrina Ferreira – Fala! Centro Universitário Brasileiro de Pernambuco

Tags mais acessadas