Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
O fenômeno dos coworkings

O fenômeno dos coworkings

Você sabe o que é coworking? Sabe como ele pode ajudar profissionais autônomos e empresas? Entenda um pouco mais sobre estes novos ambientes de trabalho e como funcionam!

Espaço de coworking

Não importa se você está em grupo ou é um profissional independente, a busca é sempre pela otimização dos espaços. Escritórios compartilhados, salas privativas ou salas de reuniões podem ser ocupados e o custo varia: pagar mensalidades ou somente a quantidade de tempo em que permanecer lá, podendo reservar antes pelos sites, alguns com o primeiro dia de uso gratuito.

Ao estar em ambientes flexíveis, a oportunidade de conhecer pessoas da mesma área que a sua (fazer o famoso “networking“), gerar negócios, compartilhar ideias e ouvir diferentes opiniões é muito grande e pode contribuir para o seu sucesso.

Símbolo da criação de ideias

Essa junção de indivíduos permite que mais escritórios se espalhem. De acordo com o Censo Coworking Brasil, há mais de 100 espaços pelo país. No mundo todo, estima-se que já existam mais de 4.000 espaços em funcionamento.

Nestes mesmos lugares, é possível que você não tenha tantas distrações como teria em casa com as tarefas domésticas, a televisão e músicas, por exemplo. Além disso, compartilhar anseios com outros interessados pode tornar ambos mais produtivos e com mais foco, mas claro, a disciplina é fundamental.

Como economizar com os coworkings?

Seguindo as tendências do freelancing e das startups, os coworkings reúnem diariamente milhares de trabalhadores em uma estrutura para recebê-los com um custo menor do que teria ao alugar uma sala comercial, onde a demanda por serviços adicionais como recepção, limpeza, energia elétrica, gás (às vezes), mobília, entre outros, acaba somando um bom dinheiro na ponta do lápis.

Cofrinho de porco dourado

E, dependendo do quanto a sua firma fatura, fica completamente inviável escolher a opção mais tradicional. Sem contar que valeria muito mais a pena investir essa quantia na própria organização, não?!

Por: Izadora Del Bianco (@izadbr) – Faculdade Cásper Líbero

0 Comentários

Tags mais acessadas