Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Museu do Futebol – uma viagem na história da amarelinha

Museu do Futebol – uma viagem na história da amarelinha

Por Maria Alice Prado – Fala!PUC


Museu que fará 10 anos em setembro conta de forma interativa e tecnológica como o futebol faz parte da narrativa do Brasil.  

Separado em três andares, o museu possui 16 salas. A exposição é muito bem organizada, e seu grande diferencial dentre os demais museus de São Paulo é a fuga do convencional. Ela é diferente pois é didática e vai muito além dos jogadores, campeonatos e partidas, ela é um aprendizado em como o futebol participou da formação da identidade cultural do Brasil, de forma muito carismática e cativante.

[read more=”Leia Mais” less=””]

Localizada na Praça Charles Miller, no estádio do Pacaembu, apresenta diversas salas temáticas interativas e diferenciadas que vão sendo descobertas ao longo do passeio pelo museu. As salas retratam temas e momentos diferentes do futebol brasileiro, contando sempre com uma atração principal que interage com o público. Elas variam entre equipamentos que permitem visualização de trechos de jogos, gols históricos, entrevistas com craques e muito mais. Além disso, conta com simuladores de campo, pebolim e um campinho real para que o público possa divertir em um gol-a-gol.

A parte mais empolgante, para a comerciante Adriana Pinto, são as escadas rolantes que levam da bilheteria até as salas. Elas ficam em um quase total escuro debaixo das arquibancadas, onde só se escutam sons gravados das torcidas nos jogos. “É uma sensação de realmente estar no jogo, pra quem gosta de vir para torcer, é muito emocionante, trás todo o seu sentimento de paixão e amor pelo time”. Não era a primeira vez da comerciante na exposição: desde a primeira vez que foi com a família, há 5 anos, volta sempre que pode para conferir o que há de novo, e é claro, reviver e relembrar os clássicos do museu.

Pode se dizer que o museu se dá como uma linha do tempo da história do futebol brasileiro. Sendo assim, apresenta elementos da arte e cultura e como eles interagem com o futebol em suas épocas, expondo a trajetória de cantores e escritores famosos, como Pixinguinha e Rachel de Queiroz.  

O museu apresenta uma enorme e tecnológica sala que mostra a história das Copas por meio de diversas telas que “se conversam” e conversam com o público, apresentando gols inesquecíveis, passes marcantes, e principalmente os grandes títulos. Mas não deixa de fora os episódios brasileiros fora do futebol acontecidos nas épocas das Copas, como manifestações políticas dos “cara-pintadas”, morte de Ayrton Senna e Mamonas Assassinas.

Há também salas que registram os grandes recordes e curiosidades do futebol, como “maior artilheiro” (Pelé, 1.282 gols), “maior goleada do futebol brasileiro” (Botafogo 24 x 0 Mangueira). A exposição também exibe objetos reais valiosos, como camisetas, bolas e chuteiras utilizadas por jogadores. Ao final, é possível tirar uma foto em 360 graus com vista para o estádio do Pacaembu para registrar a visita.   

As salas contam com recursos para acessibilidade física de pessoas deficientes (escadas rolantes, elevadores, cadeiras de rodas) e também acessibilidade comunicacional devido a grande presença de estrangeiros. Escolas também podem aproveitar o passeio com excursões nas quais o museu disponibiliza guias para melhor entendimento dos estudantes. Para quem quiser garantir uma lembrança da visita, o museu tem uma loja de produtos oficiais localizado na entrada.  

Os ingressos são de R$12,00 a inteira e R$6,00 a meia-entrada. As portas do museu são abertas de terça-feira a domingo das 9h às 18h, exceto quando há jogo no estádio do Pacaembu. A programação fica disponível no site .  

[/read]

Confira também:

– Futebol e sua ligação com os movimentos sociais

0 Comentários

Tags mais acessadas