Monitoria: o que é e quais são os benefícios para o universitário
Menu & Busca
Monitoria: o que é e quais são os benefícios para o universitário

Monitoria: o que é e quais são os benefícios para o universitário

Home > Universidades > Monitoria: o que é e quais são os benefícios para o universitário

A universidade é o caminho para seguir uma profissão. No entanto, o ambiente não se resume a estudos e análises específicas de cada área. Sendo assim, pode disponibilizar diversas atividades além das aulas. Palestras, workshops, atividades extracurriculares e monitoria são algumas das opções que o local pode oferecer durante o curso.

Vale ressaltar que nem todas as atividades podem ser realizadas pelos alunos. A monitoria, por exemplo, não depende apenas do universitário, mas principalmente do docente, que escolherá quem o auxiliará em uma disciplina. Pensando nisso, a seguir, saiba como funciona a monitoria e quais são seus benefícios.

monitoria
Entenda como funciona a monitoria e quais são seus benefícios. | Foto: Reprodução.

O que é a atividade de monitoria?

A atividade de monitoria prevê que o aluno tenha um contato maior com a docência. Ou seja, permite que o universitário desenvolva suas habilidades em sala de aula e interaja com colegas de outra turma. Dessa forma, recebe a orientação de um professor e é supervisionado por ele.

O aluno que se candidatar à monitoria ou receber um convite de um professor, poderá experimentar a dinâmica de ministrar aulas e trabalhar com atividades didáticas. Com isso, o responsável poderá montar seu plano de ensino com o monitor e contar com sua ajuda no funcionamento das aulas e atividades.

Como funciona a monitoria?

A monitoria pode variar conforme o curso e a faculdade, contudo, há um objetivo comum: a iniciação acadêmica. Assim, o universitário acompanhará de perto o trabalho do docente e, possivelmente, o auxiliará no desenvolvimento das aulas.

O monitor acaba por ser um mediador entre professor e alunos, mesmo que isso não seja uma regra. Às vezes, estudantes sentem vergonha de perguntar algo ao docente e se dirigem ao monitor, que tende a ser mais próximo da sala uma vez que também tem a vivência como aluno de um curso.

Então, como funciona a monitoria? Um professor escolhe um estudante que confie e acredite que esteja apto para assumir responsabilidades em sala de aula. O monitor, por sua vez, ajuda o docente e os estudantes da turma com trabalhos, explicações, debates e outras atividades da disciplina.

Benefícios para os universitários

Apesar de ser uma tarefa e tanto, a monitoria oferece grandes benefícios para aqueles que aceitam a proposta. Em um primeiro momento, ela permite que o aluno crie vínculos com o professor e interaja mais com os colegas de curso. Além disso, o serviço à comunidade auxilia o docente e os alunos de uma disciplina, tanto com a organização quanto com o planejamento das aulas.

A monitoria também é uma ótima oportunidade para aqueles que almejam a carreira acadêmica ou visam a docência. Dessa maneira, ela é o primeiro contato com a atividade pedagógica e de ensino, proporcionando aprendizagem mútua – para quem administra e para aqueles que estão estudando. Outro atrativo para a realização da monitoria é que, em alguns casos, ela pode ser remunerada. Ou seja, o estudante receberá uma quantia durante o processo.

No entanto, vale destacar que a monitoria exige reponsabilidade e, principalmente, organização. Se você é uma pessoa que não gosta de planejar ou tem dificuldade de se organizar, provavelmente a atividade não será tão proveitosa e poderá causar mais estresse.

_________________________
Por Isabela Cagliari – Redação Fala!

Tags mais acessadas