Moda: saiba como surgiram os amados e inusitados desfiles
Menu & Busca
Moda: saiba como surgiram os amados e inusitados desfiles

Moda: saiba como surgiram os amados e inusitados desfiles

Home > Lifestyle > Moda: saiba como surgiram os amados e inusitados desfiles

Os desfiles de moda, para muitos, pode parecer uma futilidade, entretanto, foram e são portas de entrada para o sucesso de muitos estilistas. O mundo da moda é concorrido, exige muito trabalho foco e dedicação, e os desfiles trazem a oportunidade de muitos criadores mostrarem seus projetos ao público, sendo o grande porta-voz de muitos talentos escondidos atrás de agulhas e tecidos. 

Na década de 1860, o pioneiro da moda Charles Frederick Worth ousou em apresentar seus figurinos em modelos vivos ao invés de manequins. De origem francesa, ao longo das décadas, os novos formatos de desfile se espalharam, de forma sutil para Londres e Nova York. Diferentemente do que estamos acostumados, os desfiles não eram abertos ao público, sendo restritos a um pequeno grupo de compradores, e era proibido fotografar os figurinos.

Apenas após a Segunda Guerra Mundial, os desfiles passaram a ser abertos ao público e a intencionalidade mudou de um evento para compradores para algo publicitário, buscando alcançar um maior número de compradores. Além disso, foi na década de 80 que os desfiles alcançaram uma maior proporção, possuindo uma elaboração de cenários e efeitos de luminosidade.

desfiles
Começo dos desfiles. | Foto: Reprodução.

Desfiles de moda dos últimos anos

Em 1990, Linda Evangelista, Claudia Schiffer, Naomi Campbell, Cindy Crawford, por exemplo, tornaram-se ícones de moda da época. Concomitantemente, o estilista francês Thierry Mugler se destacou pela comemoração de 20 anos de sua marca e o lançamento do Angel, ocorreu no teatro parisiense Ópera Comique. Esse foi o desfile mais caro de toda a história da moda, inúmeras top models e celebridades faziam parte da plateia na passarela. Foram gastos mais de 20 milhões de dólares para o espetáculo. Para concluir o evento, um show com Charles Brown animou a todos presentes.

Pouco tempo depois, sendo revolucionário para a época, Yves Saint Laurent, em 1996, gerou muita polêmica ao permitir a transmissão ao vivo de um desfile. 

moda
Ícones da moda. | Foto: Reprodução.

Houve um momento em que o objetivo dos estilistas era alcançar os compradores, porém sem divulgação, pois temiam que suas peças acabassem plagiadas. Com o tempo, isso mudou e os desfiles trouxeram reconhecimento e visibilidade às peças e aos seus criadores. Participar de um desfile de moda, hoje em dia, é mais do que exibir criações, é um símbolo de status e de prestígio. Até o local de assento dos espectadores é algo elaborado e demarcado para ressaltar a importância do estilista. 

desfiles de moda
Desfiles de moda atualmente. | Foto: Reprodução.

Os desfiles possuem formatos variados, com peças de roupas usáveis, ou podem contar com criações inusitadas (que para alguns, beira o extravagante), representando a essência da coleção e o estilo de seu criador. A passarela de um desfile de moda vai além do que o local onde passam modelos, ou onde criações são apresentadas ao mundo, servem para conectar o espectador com o que ele está assistindo. Assim como as roupas, todo o conjunto, iluminação, trilha sonora e cenário devem ser bem elaborados e impactantes. Alguns criadores optam por passarelas mais simples, pretas ou brancas, sem muitos detalhes; mas há outros que preferem cenários que reforcem a imagem proposta para a coleção, com cores, formatos e inovações. 

____________________________
Por Sofia Rodrigues Valim – Fala! Cásper

Tags mais acessadas