sexta-feira, 17 maio, 24
HomeMercadoMicrosoft promete revolucionar recursos de escritório com inteligência artificial

Microsoft promete revolucionar recursos de escritório com inteligência artificial

A inteligência artificial já mostrou que veio para ficar, e ser útil na vida de todos. Mais do que um recurso extraordinário, como robôs e óculos em outra dimensões, existem várias ferramentas que estão se apropriando dessa tecnologia para a rotina profissional. 

A Microsoft é uma delas. A gigante de tecnologia, que é dona de recursos como Word e Excel, anunciou que os novos aplicativos são integrados com IA. Confira a seguir o que isso representa e quais são as expectativas daqui para a frente!

homem-lendo-artigo-sobre-inteligencia-artificial
Imagem de Andrea Piacquadio por Pexels

O que é a inteligência artificial?

De maneira resumida, pode-se dizer que a inteligência artificial é quando as máquinas são treinadas para pensar como humanos. Ou seja, em vez de serem apenas reativas, elas conseguem realizar alguns comandos por conta própria – mas desde que tenham dados para isso.

Quando o assunto é inteligência artificial, as pessoas costumam lembrar de filmes de ficção científica, onde robôs têm uma vida quase humana e assim por diante. Porém, a tecnologia pode estar mais perto do que muitos imaginam. 

A inteligência artificial é, por exemplo, um chat que conversa com o usuário e responde suas principais dúvidas. É também um aplicativo que reconhece a voz e mostra se o indivíduo está pronunciando bem as palavras de um idioma ou não. É ainda possível gerar alguns conteúdos, a partir de determinados comandos, como: crie uma planilha que tenha cinco colunas e dez linhas, etc. 

O que é o Microsoft 365 Copilot?

No começo de 2023, a Microsoft anunciou o lançamento de uma atualização que será implementada em seus produtos. A novidade começou a ser testada para valer em setembro, porém, ela só estará disponível para o público em geral em novembro.

Chamado de Copilot (copiloto, em português), a tecnologia promete ser um verdadeiro auxiliar de estudantes e profissionais na hora de produzir conteúdos. O objetivo é que os usuários economizem tempo no dia a dia e possam se dedicar a outras tarefas. Vale notar que por ser um auxiliar o copiloto ainda precisará de recursos para funcionar. Ou seja, quanto mais detalhado o usuário explicar o que deseja, melhor será a entrega da ferramenta. 

Segundo a empresa, a próxima atualização do sistema, que já será a 11º, irá contemplar 150 novos recursos, incluindo a inteligência artificial. Por isso, dessa vez, a expectativa é alta, já que os usuários estão experimentando outros recursos com IA, como o ChatGPT. 

O que será possível fazer com o Microsoft 365 Copilot?

O Word, que é o editor da Microsoft, é uma das ferramentas que revolucionou a internet desde a sua chegada. Por ter uma aparência intuitiva e vários recursos, ele permite que pessoas com diversos conhecimentos possam criar textos, salvá-los e imprimi-los sem dificuldade. Sem contar que é um dos formatos mais aceitos, e um dos que mais se converte em todo o mundo. Quem precisa editar algo em PDF, por exemplo, pode converter PDF em Word em poucos segundos. Em outros tipos de arquivos nem sempre é possível. 

Porém, o Word ainda não era capaz de “agir por conta própria”. Agora com o Copilot parece que isso será a nova realidade. Os usuários poderão fornecer dados e solicitar que a ferramenta faça resumos ou, então, criar novos conteúdos a partir do que foi disponibilizado. 

Algo similar deverá ocorrer com o Excel, a planilha mais popular de todo o mundo. Nesse caso, no entanto, o recurso pode auxiliar mais na criação de fórmulas e elaboração de dashboards, algo tão importante para as empresas que usam dados numéricos. 

O assistente virtual promete ainda organizar a área de trabalho, criar playlists personalizadas e muito mais. Ou seja, o copilot irá acompanhar o dia a dia das pessoas, e fornecer novas ideias do que poderá ser criado. 

Como a inteligência artificial está em alta, e veio para ficar, a expectativa é alta para que todos possam começar a usá-la nos escritórios. Enquanto atividades repetitivas serão automatizadas, os profissionais deverão ser cada vez mais estratégicos em suas funções. 

ARTIGOS RECOMENDADOS