Melhores formas de conseguir horas complementares
Menu & Busca
Melhores formas de conseguir horas complementares

Melhores formas de conseguir horas complementares

Home > Universidades > Melhores formas de conseguir horas complementares

Ao ingressar na vida universitária, muitos pensamentos vêm em mente: novos amigos, festas, projetos, estágios. Porém, há uma questão que sempre deixa o estudante preocupado, até mais que as provas e o TCC: as horas complementares.

As atividades de horas complementares sempre são realizadas em período oposta ao das aulas e, a maioria fora do ambiente acadêmico. E, por meio dessa matéria, iremos listar algumas maneiras de você consegui-las.

Cursos on-line 

Para quem deseja aprimorar a aprendizagem do que estuda na faculdade, os cursos na internet, além de serem dinâmicos, valem como horas extras. 

Intercâmbio (curso de idiomas)

Nada como conhecer um país novo e suas culturas e ainda fazer um curso de idiomas. Um intercâmbio, além de enriquecer seus conhecimentos, auxilia a cumprir a meta das horas complementares.

Participe de palestras, seminários e feiras

Ver a imagem de origem

É sempre bom assistir e ouvir especialistas para estar antenado às novidades e tendências de mercado. Ótimo jeito de ganhar atividade complementar! 

Exposições culturais e peças teatrais 

Ver a imagem de origem

Algumas faculdades têm aceitado como atividades extras, mediante a apresentação do bilhete de entrada mais um relatório, visitas dos alunos quando forem aos espetáculos e exposições de teatros e museus.

Participações na Atlética ou na Bateria

Esse talvez seja um caso bem específico, pois não são todas as faculdades que contam as participações nas equipes esportivas e bateria como atividades complementares. Mas, se valer, vai com tudo! É um excelente momento para fazer amigos, se divertir, além de garantir umas horinhas.  

É claro que cada universidade tem suas normas, mas, no geral, não foge muito desses temas para completar a carga horária de atividades complementares. 

_______________________________________________
Por Helena Barbosa Geraldes – Fala! Cásper

Tags mais acessadas