Menu & Busca
Relatório do Projeto de “Lei do Veneno” é aprovado na câmara

Relatório do Projeto de “Lei do Veneno” é aprovado na câmara


Por Karolyne Rocha de Oliveira – Fala!Cásper

 

O agronegócio é um dos pilares da economia brasileira. Atualmente, grande porcentagem da produção está nas mãos de grandes latifundiários, o que traz à tona a problemática dos agrotóxicos, presente em boa parcela do que encontramos nas prateleiras dos supermercados. Segundo o G1, o Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo, e utilizamos produtos já proibidos nos Estados Unidos e países da União Europeia.

Os danos a saúde da população são incontáveis: ingerir produtos tóxicos a nossa saúde, como o próprio nome já diz, pode causar problemas neurológicos, motores e psicológicos, além dos problemas ambientais como contaminação do solo e dos lençóis freáticos. Enquanto o mundo diminui o uso destes tóxicos, o Brasil se encontra na contramão: comissão da câmara dos deputados aprovou o relatório do Projeto de Lei 6299/02. O autor do projeto original é o atual ministro da agricultura, Blairo Maggi, que muda o conjunto de leis e flexibiliza o uso de agrotóxicos. Este relatório derruba restrições a produtos que causam anomalias no útero, câncer e mutações. O relatório propõe a mudança de nome dos agrotóxicos para “pesticidas” o que facilitaria o registro de produtos com características cancerígena, além de melhorar a visão social do produto.

A pré-candidata a vice presidência, Sonia Guajajara, é representante da comunidade indígena e chama o relatório de Projeto de Lei do Veneno e chama atenção para o alerta feito pela Organização das Nações Unidas para o governo brasileiro demonstrando preocupação com a possível aprovação, além de dizer que caso ocorra sete convenções internacionais internacionais assinadas pelo Brasil podem ser descumpridas. Além de Sônia Guajajara, Guilherme Boulos, pré candidato à presidência, Bela Gil, apresentadora, Nando Reis, cantor e os atores Thayla Ayala e Mateus Solano demonstraram repúdio ao relatório e estimulam a comoção população contra ele.

Agrotóxicos fazem parte do cotidiano dos brasileiros, chegando até ao leite materno. Estamos sendo envenenados sem percebermos, e grande parte dos problemas de saúde da população são culpa em parte destes tóxicos. A bancada ruralista tenta de todas as maneiras manter esse modelo votando de portas fechadas e em meio a Copa do Mundo, que monopoliza toda a atenção da população. Alimentação saudável é um direito constitucional e o projeto de lei em questão ameaça esse direito, facilitando o nosso envenenamento.

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas