terça-feira, 23 julho, 24
HomeCulturaHoje é o Dia Nacional dos Surdos: entenda por quê

Hoje é o Dia Nacional dos Surdos: entenda por quê

Neste dia 26 de setembro é comemorado o Dia Nacional dos Surdos, data que promove conscientização sobre os direitos e a luta diária dos surdos pela inclusão social.

O mês ainda é conhecido como ‘Setembro Azul’, uma forma de promover debates e reflexões sobre o assunto. A seguir, entenda por que a data foi escolhida.

Dia Nacional dos Surdos
Entenda a importância do Dia Nacional dos Surdos. | Foto: Montagem/Pexels.

Por que se comemora o Dia Nacional dos Surdos?

O dia 26 de setembro foi escolhido como Dia Nacional dos Surdos porque foi nesta mesma data que primeira escola de surdos do país foi criada, o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES). A escola foi construída em 1857, no Rio de Janeiro e, atualmente, ainda está em funcionamento e tem cerca de 600 alunos. A data comemorativa foi oficializada em 2008 a partir do decreto n°11.796.

O mês de setembro é ainda importante para comunidade surda por diversas outras conquistas, como Dia Mundial da Língua de Sinais, que é comemorado no dia 10. A data foi definida para relembrar o Congresso de Milão, que aconteceu em 1880. Essa foi a primeira conferência nacional com profissionais surdos, mas a língua de sinais foi proibida. Na época, foi alegado que uso da língua de sinais seria um retrocesso e que os surdos deveriam usar a leitura labial.

A escolha da cor azul como símbolo remete a época da 2ª Guerra Mundial, quando as pessoas com deficiência eram identificadas com uma faixa azul e eram executadas. Assim, a cor representa resistência e se tornou um símbolo da comunidade surda em 1999, durante o XIII Congresso Mundial da Federação Mundial de Surdos, que ocorreu na Austrália.

A realidade dos surdos no Brasil

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 10,7 milhões de pessoas são surdas no Brasil, o que representa cerca de 5% da população. A deficiência atinge 54% dos homens e 46% das mulheres.

A maior parte dos surdos desenvolveu a deficiência ao longo do tempo. Apenas 9% já nasceram surdos e 57% dos indivíduos que tem a deficiência tem mais de 60 anos. Para 2050, a estimativa é que 900 milhões de pessoas desenvolvam surdez no mundo.

No Brasil, os números de escolaridade dos surdos são baixos. De acordo com uma pesquisa desenvolvida pelo Instituto Locomotiva e a Semana da Acessibilidade Surda em 2019, em média 7% dos surdos concluíram o ensino superior, 15%, o ensino médio, 46%, o fundamental, e 32% não tem grau de escolaridade.

Tendo em vista a realidade do surdo no Brasil, o Dia Nacional dos Surdos é uma data de extrema importância para promover debates e reflexões sobre a inclusão e direitos dessa comunidade.

_______________________________________
Por Giovana Rodrigues – Redação Fala!

ARTIGOS RECOMENDADOS