Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Harry Styles Live on Tour São Paulo

Harry Styles Live on Tour São Paulo

Por Beatriz Cruz – Fala!MACK


Finalmente, a hora chegou. Na última terça feira, 29 de maio, Harry Styles fez o show da sua primeira turnê solo no Espaço das Américas. O show teve suas vendas esgotadas no mesmo dia do início das vendas, em junho do ano passado. Por isso, a casa estava extremamente cheia. Às sete e 40 da manhã, a fila já chegava a Áudio Club e no Villa Country, outras casas de shows perto. As filas eram organizadas por setores: Pista Premium 1, Pista Premium 2, Pista Normal e Mezanino.

Às cinco e meia da tarde, uma hora antes do que estava escrito no ingresso, as portas da casa foram abertas. Os shows, porém, começaram na hora combinada. Às 19:30, Leon Bridges já estava no palco com seu show de abertura. O artista trouxe seu R&B e soul para a plateia, que estava muito animada e dançando conforme as músicas.

Mas, quando o cubo começou a se montar no telão – que foi colocado em cima do palco, não aos lados, como na maioria dos eventos-, a gritaria começou. Harry Styles, finalmente, estava a alguns minutos de entrar no palco.

Ao som de Only Angel, ele começou o show na eletricidade que a música pedia, e o público deixou que aquela energia contagiasse, deixando de lado todas as dores e o cansaço. Em Woman, o primeiro projeto de fãs foi realizado. Uma rosa de papel foi dada para que levantassem na música. Antes de Ever Since New York, ele interagiu com a plateia, agradecendo a presença de todos e até se arriscou em algumas palavras em português “Boa noite São Paulo! Que saudade!”. Depois, continuou o set com Carolina, Stockholm Syndrome, um cover da música Just a little bit of your heart, da cantora Ariana Grande, Medicine e Meet me in the Hallway.

Para cantar Sweet Creature e If I could fly, ele passou no caminho construído entre as duas pistas premium e uma parte da pista comum. Como era o único momento dele ali, as pessoas da pista empurravam muito nessa hora, em uma tentativa de ficar mais perto de Harry.

Ao voltar para o palco principal, cantou Anna, em seguida o hit mais famoso da banda One Direction, que ele faz parte, What Makes you Beautiful, seguida de sua música de estréia na carreira solo, Sign of the Times. Nessa hora, todos da plateia ligaram os flashes de seus celulares. Quando acabou a música, ele agradeceu todos e saiu do palco.

Para o bis, ele voltou cantando From the Dining Table, um cover de The Chain, da banda Fletwood Mac, e terminou sua apresentação com Kiwi.

Sua setlist se baseou nas 10 músicas de seu disco solo, duas músicas que não foram lançadas em estúdio, três músicas da One Direction e dois covers.

Todos foram embora felizes. Porque, após toda a espera, o ambiente antes, durante e após o show era muito bom e cheio de amor, apesar da ansiedade. Era uma das frases do artista usada ao seu favor. Apesar de toda a crise que vive o país, o “Treat People with Kindness” era o que reinava.

0 Comentários

Tags mais acessadas