GP da Arábia Saudita: Verstappen vence em fim de semana de sustos
Menu & Busca
GP da Arábia Saudita: Verstappen vence em fim de semana de sustos

GP da Arábia Saudita: Verstappen vence em fim de semana de sustos

Home > Notícias > Esporte > GP da Arábia Saudita: Verstappen vence em fim de semana de sustos

No último mês, dia 27, a Fórmula 1 se manteve no Oriente Médio para disputar a segunda corrida deste ano da categoria. O Grande Prêmio, GP da Arábia Saudita, uma prova bastante controversa e polêmica por natureza, teve um agravante ainda maior neste fim de semana: mísseis de rebeldes do Iêmen foram disparados em Jeddah e uma estação de reserva de petróleo foi completamente destruída, estando a poucos quilômetros do Circuito.

Apesar disso, a Fórmula 1 decidiu se manter no local e o evento aconteceu “normalmente”. Pensando na pista, Ferrari e Red Bull chegavam como as grandes favoritas para a corrida, o que realmente se comprovou. Em uma grande disputa entre as duas escuderias, no final quem levou a melhor foi a do atual campeão mundial, que cruzou a linha de chegada em primeiro e venceu a sua primeira prova na temporada.

GP
A disputa entre Max Verstappen e Charles Leclerc. | Foto: Reprodução UOL.

Acidente de Mick e a primeira pole de ‘Checo’ Pérez

A pista em Jeddah está apenas em seu segundo ano na categoria, e rapidamente se tornou uma das mais detestadas pelos fãs da Fórmula 1. O principal motivo disso é a falta de segurança do circuito, por ser de altíssima velocidade, estreito, repleto de curvas cegas e quase nenhuma área de escape. Em resumo, uma receita para o desastre. 

Após Charles Leclerc liderar todos os treinos livres, a Ferrari chegava como principal candidata a pole position na classificação. Porém, no Q1, a surpresa veio no fundo do pelotão. Lewis Hamilton e sua Mercedes não conseguiram ultrapassar a linha de corte da 15ª posição e acabou eliminado logo de cara, ficando com um assustador 16º lugar no Grid de largada.

No Q2, a apreensão dos fãs se tornou realidade, quando Mick Schumacher perdeu o controle de sua Haas e bateu forte lateralmente contra o muro. Seu carro ficou completamente destruído e a transmissão demorou para mostrar o piloto, o que causou ainda mais medo nos espectadores. Graças à segurança dos carros atuais, Mick saiu do carro sem nenhum arranhão, mas não correu no domingo.

Na última sessão da classificação a atenção estava sobre Charles Leclerc e Max Verstappen na briga pela pole, mas quem tomou a primeira posição foi o outro piloto da Red Bull. O mexicano Sergio Pérez, com uma volta voadora, conquistou a primeira pole position de sua carreira, com Charles Leclerc em segundo e Carlos Sainz em terceiro. Fechando o Top 10: Verstappen em 4º, Ocon em 5º, Russell em 6º, Alonso em 7º, Bottas em 8º, Gasly em 9º e Magnussen em 10º.

Gp da Arábia Saudita
Sergio Pérez e Charles Leclerc após a classificação. | Foto: Reprodução milenio.com.

Gp da Arábia Saudita: a corrida em Jeddah

No domingo, os pilotos se alinhavam no Grid para a largada do GP da Arábia Saudita, todos menos Yuki Tsunoda. O piloto não participou da classificação por problemas no motor, e isso se estendeu para a corrida, a qual ele sequer começou. As luzes se apagaram e os pilotos estavam correndo em Jeddah, e para o alívio de todos, a largada foi limpa e sem acidentes. Na frente, Verstappen assumiu a terceira posição de Carlos Sainz.

Logo no início, uma batalha esquentou as primeiras voltas da corrida. Porém, essa foi disputa entre carros da mesma equipe, com Fernando Alonso e Esteban Ocon brigando pela sexta posição. Com direito a fechadas no companheiro contra o muro por parte do francês, foi o espanhol quem levou a melhor após algumas disputas e ficou na frente do parceiro/rival de Alpine.

Quando a corrida começava a dar indícios de “procissão”, um jogo de xadrez entre Ferrari e Red Bull roubou a cena. A scuderia chamou Leclerc para os boxes para tentar ultrapassar Sergio Pérez, e na mesma hora, a Red Bull chamou o mexicano. Porém, enquanto Pérez fazia a sua parada, Leclerc seguiu na pista e assumiu a primeira posição provisória. 

Essa aposta deu resultado, quando na volta seguinte, Nicholas Latifi bateu contra o muro e trouxe o Safety Car para a pista. Com isso, Checo caiu para a quarta posição na relargada. Na 36ª volta, Fernando Alonso, Daniel Ricciardo e Valtteri Bottas abandonaram a prova quase simultaneamente, o que mexeu bastante com a configuração do Grid.

O melhor ficou para as voltas finais. Assim como na semana passada, Charles Leclerc e Max Verstappen protagonizaram uma grande disputa pela liderança, a qual durou até as últimas curvas. Com várias trocas de posição, quem levou a melhor dessa vez foi o piloto holandês, que cruzou a linha de chegada para conquistar a sua primeira vitória em 2022. O pódio foi completado por Leclerc em terceiro e Carlos Sainz em terceiro. Fechando o Top 10: Pérez em 4º, Russell em 5º, Ocon em 6º, Norris em 7º, Gasly em 8º; Magnussen em 9º e Hamilton em 10º.

GP da Arábia Saudita
Celebração do pódio em Jeddah. | Foto: Reprodução.

Charles Leclerc lidera o Campeonato de Pilotos e a Ferrari lidera o Campeonato de Construtores. Estando apenas no segundo Grande Prêmio da temporada, isso ainda não é de grande importância, mas se estas duas corridas são um sinal do que está por vir, a temporada de 2022 dá indícios de que vai entregar tudo aquilo que os fãs sonhavam e esperavam… a Fórmula 1 volta em duas semanas, para disputar o Grande Prêmio da Austrália, em mais uma etapa deste “ano automobilístico” que não poderia ter começado de maneira melhor.

*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala! Universidades. Se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

_________________________________
Por Filipe Saochuck – Fala! PUC

Tags mais acessadas