Home / Universidades / Cásper / O Debate da Cásper sobre Fake News

O Debate da Cásper sobre Fake News

Por Luiza Granero – Fala!MACK

Quinta-feira (2), a Faculdade Cásper Líbero promoveu o evento “As eleições das Fake News – como combater a desinformação com a educação”, que contou com a participação de Rodrigo Ratier, Leonardo Sakamoto e Ivan Paganotti, convidados para ministrar o debate.

O professor de jornalismo da Cásper, Rodrigo, abriu o encontro pontuando os principais tópicos acerca do tema das Fake News. Ele apresentou a importância de se discutir o assunto e disse que trazê-lo à tona podia iluminar um “amplo universo” de outros temas relacionados a ele como a manipulação, o sensacionalismo, a descontextualização e a incompreensão.

 

Também foram exibidos vídeos do Manual do Mundo

E da Monja Cohen explicando o fenômeno das Fake News e apresentando ao público o novo curso online gratuito de combate às notícias falsas intitulado “Vaza, Falsiane!”

A primeira mesa do evento contou com a jornalista Laura Capriglione do Jornalistas Livres, Pedro Machado da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidação do MPF, Vitor Marchetti, professor de Políticas Públicas da UFABC e Pablo Ortellado, professor do curso de Gestão de Políticas Públicas da USP, coordenada pela professora de Jornalismo da Cásper, Michelle Prazeres.

Os profissionais falaram sobre o perigo da intervenção do Estado na propagação e censura de notícias, a diferença entre liberdade de expressão e liberdade de imprensa, as consequências da polarização instaurada no país e a manipulação dos grandes veículos jornalísticos.

“Até o primeiro semestre de 2014 era muito comum ter pessoas que interagiam com páginas feministas e do movimento anticorrupção. Isso hoje não existe mais”, conta o professor Merchetti. “E nesse processo de polarização a gente vê uma tensão pro rebaixamento dos padrões editoriais porque a difusão nas redes sociais se dá por meio de compartilhamento e a gente não compartilha qualquer coisa, a gente compartilha aquela posição pela qual a gente está apaixonado”.

O evento contou com outra apresentação, realizada pelo professor Ivan Paganotti, que discorreu sobre a importância de educar a população para que haja um pensamento crítico sobre as informações que estão sendo consumidas. Ele também levantou questionamentos acerca de quais seriam as opções mais eficientes de combater as notícias falsas e como isso deveria ocorrer.

Posteriormente, a autora do livro “Como sair das bolhas”, Pollyana Ferrari, e Leonardo Sakamoto se reuniram para debater a intolerância nas redes sociais. “As pessoas foram se acostumando a ficar nas suas zonas de conforto e a criar suas ‘auto verdades’ e os desejos falam mais alto do que os fatos”, conta Pollyana. Sakamoto enfatizou com humor a necessidade de diálogo e disse que é preciso ter paciência nos meses de eleição: “existe vida fora da porrada das redes sociais”.

No fim do evento, os participantes responderam perguntas do público e encerraram agradecendo a oportunidade.

Confira também

Confira os famosos que usam VANS

Vans não é só um tênis, é estilo, é lifestyle e principalmente paixão pelo conforto. ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *