Covid-19: Vacina chinesa é segura, comprovam primeiros testes
Menu & Busca
Covid-19: Vacina chinesa é segura, comprovam primeiros testes

Covid-19: Vacina chinesa é segura, comprovam primeiros testes

Home > Lifestyle > Saúde > Covid-19: Vacina chinesa é segura, comprovam primeiros testes

Vacina chinesa contra o Covid-19 comprova ser segura em pessoas saudáveis, além de induzir resposta imunitária contra o vírus

vacina
Vacina chinesa contra Covid-19 é segura e induz resposta imunitária em pessoas saudáveis. FOTO: Reprodução.

Segundo a revista The Lancet Infectious Diseases, a vacina candidata contra o coronavírus feita na China é comprovadamente segura e induz uma resposta imune em pessoas saudáveis. O artigo foi publicado nesta quinta-feira (15).

Os testes foram realizados entre 29 de abril e 30 de julho e contou com mais de 600 voluntários, entre 18 e 80 anos. De acordo com os resultados, foram detectadas respostas dos anticorpos em todos os voluntários 42 dias após a vacinação, uma notícia encorajadora para os investigadores.

Os 42 dias foram o tempo necessário para os voluntários acima de 60 anos, enquanto os mais jovens tiveram seus anticorpos ativos em 28 dias.

O imunizante foi produzido pelos pesquisadores com uma amostra do Covid-19, isolado de um paciente na China. O micro-organismo foi cultivado em laboratório usando linhagens de células e, em seguida, inativado por uma substância química chamada beta-proprionolactona.

A vacina, chamada BBIBP-CorV, demonstrou ser segura e bem tolerada em todas as doses testadas, sem relatos de reações adversas graves. O único efeito colateral reportado pelos vacinados foi dor no local da injeção.

No entanto, este estudo não foi desenvolvido para avaliar a eficácia da vacina; foi desenhada para que os pesquisadores descobrissem qual seria a sua dose certa.

Atualmente, existem 42 potenciais vacinas contra o coronavírus em fase de ensaios clínicos, sendo algumas delas produzidas nos Estados Unidos, Itália e França.

_____________________________________________
Por Domitilla Mariotti – Redação Fala!

Tags mais acessadas