Greve Correios: Funcionários fazem paralisação por tempo inderteminado
Menu & Busca
Correios entram em greve por tempo indeterminado

Correios entram em greve por tempo indeterminado

Home > Notícias > Urbano > Correios entram em greve por tempo indeterminado

Os funcionários dos Correios anunciaram uma greve de tempo indeterminado, iniciada as 22h de ontem (10). A paralisação é um protesto contra a proposta de reajuste salarial de 0,8% dos Correios, valor menor que os 3,1% somados em 12 meses de inflação pelo INPC. Todos os serviços dos correios serão afetados. 

DIA NACIONAL DE GREVE NA EDUCAÇÃO: CONFIRA TUDO SOBRE O ATO DESTA QUARTA-FEIRA

correio
Greve Correios

GREVE DE ÔNIBUS EM SP: RODÍZIO SUSPENSO E METRÔ REFORÇADO

Greve Correios por tempo indeterminado: Entenda

O comunicado da greve se deu após assembleias do Sindicato que foram realizadas pelo Brasil onde, em São Paulo, 5 mil trabalhadores compareceram e apoiaram a greve.

Cerca de 80% das agências vão aderir à greve. Foram 36 sindicatos que em conjunto e com decisão unânime decidiram pela paralisação”

Disse Douglas Cristóvão de Melo, diretor da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores dos Correios, a Revista Veja

Outros termos quais os trabalhadores dos correios desaprovam também são a exclusão do vale cultura, a redução do adicional de férias de 70% para 33% e o aumento da mensalidade do convênio médico e da co-participação em tratamentos de saúde, além da exclusão de parentes dos planos de saúde.

Desde Julho os funcionários tentam firmar um acordo coletivo com a estatal Correios, mas os dois elementos não entraram em convergências

A GREVE DOS CAMINHONEIROS SEGUNDO UM CAMINHONEIRO

Correio sofre prejuízo na ordem de R$ 3 bilhões

Durante as reuniões, a empresa apresentou sua real situação econômica e propostas para o acordo dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado na ordem R$ 3 bilhões. As federações, no entanto, expuseram propostas que superam até mesmo o faturamento anual da empresa”

Informou a estatal em nota, contrapondo seus funcionários

O acumulo de dívidas feitas pelos Correios começou a ser um assunto alarmante em 2013. Entre as principais causas dos gastos estão a extensão de benefícios a aposentados que, assim como quem é funcionário ativo também tem direito a plano de saúde para si e seus parentes.

OS MELHORES MEMES DA GREVE DOS CAMINHONEIROS

Além disso, os Correios sofrem com grandes problemas de logística, perdendo encomendas, tendo de indenizar seus clientes. Em 2016, o prejuízo foi de R$ 201,7 milhões somente com perdas de encomendas.

Com esse deficit em constante crescimento, os Correios não têm recursos para investir na própria infraestrutura e acabam também não entrando em acordo com seus funcionários, o que ocasionou a greve dos Correios.

0 Comentários

Tags mais acessadas