Congresso derruba vetos de Bolsonaro e garante recursos para para cultura, como festas, cursos e feiras
Menu & Busca
Congresso derruba vetos de Bolsonaro e garante recursos para para cultura, como festas, cursos e feiras

Congresso derruba vetos de Bolsonaro e garante recursos para para cultura, como festas, cursos e feiras

Home > Eduzz > Congresso derruba vetos de Bolsonaro e garante recursos para para cultura, como festas, cursos e feiras

O Congresso Nacional derrubou nesta terça-feira, 05 de julho, vetos do Presidente Jair Bolsonaro (Partido Liberal) à Lei Aldir Blanc 2 e à Lei Paulo Gustavo. As leis foram criadas com o objetivo de estimular atividades culturais, como festas, cursos e feiras a nível municipal e estadual.

No Plenário, diversos artistas, empresários, produtores e secretários da cultura compareceram e fizeram parte da derrubada de vetos de Bolsonaro.

A votação aconteceu por meio de uma acordo entre os líderes partidários e o governo. Com a decisão da derrubada de vetos, as leis passam a valer e contam com um repasse inicial de R$ 6,8 bilhões. Conheça a proposta de cada uma das leis.

congresso - bolsonaro- cursos  online - eduzz
Congresso conseguiu aprovar Lei Paulo Gustavo e Lei Aldir Blanc 2, vetadas por Bolsonaro. | Foto: Montagem/ Jefferson Rudy/ Agência Senado

Leis passam a valer após derrubada de vetos de Bolsonaro

Lei Aldir Blanc 2

A Lei Aldir Blanc 2 foi eleita com o objetivo de homenagear Aldir Blanc Mendes, compositor que foi vítima de covid-19 e morreu em maio de 2020.

O texto propõe 17 ações e atividades que podem ser financiadas com o orçamento. Como exemplo, podemos citar as exposições, festas populares, prêmios, cursos, bolsas de estudo, intercâmbio cultural, entre outras.

Além disso, o orçamento pode ser usado para a compra de obras de arte, reformas em museus, manutenção de companhias etc.

Lei Paulo Gustavo

A Lei Paulo Gustavo homenageia o humorista que morreu vítima de covid-19 em maio de 2021.

O texto propõe que R$ 3,86 bilhões sejam direcionados a estados e municípios a fim de incentivar atividades e produtos culturais.

Esse valor ainda deve ser dividido entre o setor audiovisual e outros setores da cultura. A proposta é que R$ 2,797 bilhões sejam destinados ao incentivo do audiovisual. Assim, o valor restante, R$ 1,065 bilhões, deve ser direcionado e dividido entre os outros setores da cultura.

A ideia da criação de leis como essas é tentar amenizar as impactos socioeconômicos trazidos pela pandemia da Covid-19. Estimular atividades culturais como exposições, cursos e festas é uma das intervenções que podem ajudar a trazer bem-estar social e econômico para o país.

Não é à toa que, diante da instabilidade econômica brasileira vista durante a pandemia e Governo Bolsonaro, muitos brasileiros buscaram por cursos digitais para adquirir conhecimento e ganhar dinheiro.

Os cursos online durante pandemia e Governo Bolsonaro

Com a inflação, a diminuição de empregos formais e a queda na renda média do brasileiro, muitos cidadãos precisaram buscar outras alternativas para lidar com as dificuldades do novo cenário do Brasil.

Uma dessas alternativas foram os cursos online, que permitiram que os brasileiro pudessem ter a acesso à novos conhecimentos sem precisar deixar o isolamento social e preço mais acessíveis, se comparados aos cursos presenciais.

Um estudo da Udemey, uma das plataformas digitais que oferta cursos, mostra que houve um aumento de 161% na demanda de cursos digitais no Brasil durante o primeiro ano de pandemia e Governo Bolsonaro.

Eduardo Bolsonaro, deputado Federal e filho de Jair Bolsonaro, por exemplo, também apostou na tendência ao lançar seus cursos ‘Prepara Brasil’ e ‘Guia Definitivo para a Posse de Armas’. O material é focado no eleitorado, tendo como objetivo influenciar na sua tentativa de reeleição ao cargo de deputado e do pai, no cargo da presidência.

No entanto, a grande maioria dos cursos não são focados em política e sim na profissionalização. Como exemplo, podemos citar cursos de confeitaria, costura, marketing digital, entre outros.

Com eles, é possível se tornar um profissional mais completo para competir no mercado.

As Plataformas de cursos digitais

Tendo em vista esse cenário de significativo aumento da demanda por cursos online, os empreendedores digitais precisaram investir e ofertar gamas de opções para estas demandas.

Cada vez mais plataformas digitais surgem para hospedar os mais diversos tipos de cursos. Como exemplo de plataformas desse setor, podemos citar a Hortmart, Monetizze e Eduzz.

Conheça a Eduzz

A Eduzz é uma plataforma digital voltada para hospedagem de cursos. Neste caso, vale lembrar que ela serve como espécie de meio de divulgação, ou seja, qualquer pessoa pode hospedar seu próprio curso na plataforma.

A empresa surgiu em 2014 e conta com diversas opções de cursos para atender a demanda de todos os gostos. A premissa da empresa é que todo conhecimento é válido e sempre tem alguém que deseja adquirí-lo. Por isso, todos os tipos de conteúdos são bem-vindos na Eduzz. Assim, como todos os perfis de pessoas podem encontrar o curso profissionalizante ideal por lá para se destacar no mercado.

Tags mais acessadas