sexta-feira, 1 março, 24
HomeSaúdeComo surgiu o setembro amarelo e para que serve a campanha

Como surgiu o setembro amarelo e para que serve a campanha

O mês de setembro, conhecido como “Setembro Amarelo“, é dedicado à prevenção do suicídio, valorização à vida e conscientização sobre problemas psicossociais.

No Brasil, a campanha começou a fazer parte do nosso calendário em 2015 e foi criada pelo Centro de Valorização à Vida (CVV), a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e o Conselho Federal de Medicina (CFM). No dia 10 de setembro, é comemorado o dia mundial de prevenção do suicídio.

Tendo em vista a importância da data, entenda seu surgimento e para que serve a campanha.

Setembro Amarelo - como surgiu e importância
O Setembro Amarelo é uma campanha dedicada à prevenção do suicídio. | Foto: Montagem/ Reprodução

Como a campanha surgiu?

O Setembro Amarelo surgiu nos Estados Unidos, quando um adolescente de 17 anos, Mike Emme, cometeu suicídio no ano de 1994. O jovem tinha um Mustang 68 amarelo e enfrentava transtornos psicossociais. Em homenagem a Mike e a fim de conscientizar outras pessoas, alguns amigos e seus pais decidiram entregar cartões amarrados com uma fita amarela que traziam mensagens de apoio e conscientização.

O ato influenciou o movimento que hoje carrega a fita amarela como símbolo, o Setembro Amarelo.

Para que serve o Setembro Amarelo?

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos, uma pessoa se suicida no mundo e, a cada 3 segundos, uma pessoa tenta tirar sua própria vida. A instituição ainda aponta que o suicídio é a segunda principal causa de mortes entre os jovens de 15 a 29 anos.

Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) mostra que os principais motivadores do suicídio são o desemprego, a violência e a mídia.

Levando em consideração a gravidade do problema do suicídio e de transtornos mentais, como a ansiedade e a depressão, criar medidas que visem conscientizar a população sobre a morte autoprovocada é urgente. Assim, nesta época do mundo, a campanha do Setembro Amarelo se compromete em trazer informação e alertar a população sobre este problema de saúde pública, trazendo, inclusive, indicações de centros de apoio, como o caso de Centro de Valorização à Vida (CVV).

O CVV – como pedir ajuda?

O CVV – Centro de Valorização à Vida é uma instituição sem fins lucrativos criada em 1962, em São Paulo, com o objetivo de ofertar suporte emocional gratuito e agir no combate à prevenção do suicídio.

Os serviços são gratuitos e contam com uma rede de profissionais que se voluntariam para ajudar na causa. Qualquer pessoa que precisar de ajuda, pode conversar pelo chat, ligar para o número 188, mandar e-mail ou procurar um endereço próximo para conversar pessoalmente. O serviço é ofertado 24 horas, inclusive nos feriados, e garante total sigilo.

No site oficial da instituição, também são oferecidos conteúdos sobre o tema, como textos informativos, vídeos e folhetos.

Se você está passando por problemas emocionais ou pensando em cometer suicídio, acesse o site oficial do CVV e não deixe de pedir ajuda.

__________________________________________
Por Giovana Rodrigues – Redação Fala!

ARTIGOS RECOMENDADOS