Enem 2020: Candidatos pedem que o exame seja adiado imediatamente
Menu & Busca
Enem 2020: Candidatos pedem que o exame seja adiado imediatamente

Enem 2020: Candidatos pedem que o exame seja adiado imediatamente

Home > Universidades > Enem 2020: Candidatos pedem que o exame seja adiado imediatamente

Internautas que irão participar do Enem 2020 e alguns especialistas pedem que o exame seja adiado novamente. O pedido é devido ao aumento de casos de Covid-19 no País e a falta de preparo de vários candidatos que não tiveram acesso a um ensino de qualidade no ano passado.

Participantes pedem que o Enem 2020 seja adiado novamente.
Participantes pedem que o Enem 2020 seja adiado novamente. | Foto: Reprodução.

Na Justiça Federal, a pauta sobre adiar o Enem 2020 já foi debatida e, segundo a juíza Marisa Claudia Gonçalvez Cucioa, a decisão está nas mãos das autoridades de cada cidade, que levará em conta a quantidade de novos casos e mortes pelo novo coronavírus.

Em Manaus, a Justiça autorizou que o Enem 2020 seja adiado na cidade. Nas últimas semanas, o governo do Amazonas decretou estado de calamidade para o estado e a capital em mais 180 dias.

Participantes pedem que o Enem 2020 seja adiado

O assunto “Adia Enem 2020” passou a semana inteira em alta nas redes sociais. Internautas que irão participar do exame, pedem para que ele seja adiado, pois consideram um rico a sua saúde e a dos demais. Além disso, afirmam que muitos candidatos não conseguiram se preparar para as provas durante o ano anterior. Muitos alunos não tiveram condições de prosseguirem com os estudos on-line durante a pandemia.

A Justiça Federal já afirmou que a decisão de alterar a data do exame novamente não está em suas mãos, mas, sim, nas das autoridades de cidades e munícipios. Em Manaus, o governo conseguiu a autorização para adiar o Enem 2020, pois a cidade enfrenta um aumento nos números de casos e internações por Covid-19.

Além da capital do Amazonas, o Distrito Federal entrou com um pedido para que o Enem 2020 seja aplicado futuramente na região.

Em São Paulo, a DPU (Defensoria Pública da União) entrou com um pedido para que o Enem 2020 fosse adiado. A Justiça Federal de São Paulo, porém, negou a ação, afirmando que as provas serão realizadas dia 17 e 24 de janeiro sem alterações.

Segundo a Justiça de São Paulo, a decisão acarretaria consequências financeiras, por conta da logística criada, além de comprometer a “formação acadêmica” dos alunos.

Nas redes sociais, contudo, as decisões tomadas por alguns estados e cidades não agradaram os candidatos e especialistas.

Em 2020, participantes do exame pediram que as provas fossem adiadas. A resposta dada pelo Inep foi por meio de uma votação, que dava a oportunidade de os candidatos escolherem datas para o fim do ano ou em maio de 2020. A maioria, como foi divulgado, optou pela prova em 2021, porém, o adiamento foi para janeiro, e não maio, como foi pedido por estudantes.

A decisão não agradou os participantes, que, desde então, pedem pelo adiamento do Enem 2020.

Nesta quinta-feira (14), o jornal Estado de S. Paulo, divulgou uma matéria em que aplicadores do Exame Nacional afirmam que o plano de aplicação de provas prevê 32 pessoas por sala, que possuem capacidade para 40 alunos. O número está acima do prometido pelo Inep, que garantiu que apenas 50% da capacidade das salas seriam utilizadas.

O Enem 2020 está marcado para ocorrer nos dias 17 e 24 de janeiro em sua forma impressa e dia 31 de janeiro e 07 de fevereiro de maneira on-line.

________________________________________________
Por Luiza Nascimento – Redação Fala!

Tags mais acessadas