As taxas de suicídio têm aumentado durante a pandemia de coronavírus?
Menu & Busca
As taxas de suicídio têm aumentado durante a pandemia de coronavírus?

As taxas de suicídio têm aumentado durante a pandemia de coronavírus?

Home > Lifestyle > Saúde > As taxas de suicídio têm aumentado durante a pandemia de coronavírus?

Com o mundo inteiro no foco de uma só doença, o assunto suicídio não fica para trás e também não deixa de ser menos importante. O isolamento social e a interrupção das atividades comerciais e cotidianas em estados e municípios podem sim ser fatores aliados para cometer o suicídio. Os efeitos da quarentena são inegáveis, estamos em um paradoxo obscuro de forma que em muitos aumentam os sentimentos de incredulidade e instabilidade. 

suicídio aumenta com coronavírus
A depressão pode levar uma pessoa a cometer suicídio. | Foto: Reprodução.

Casos de suicídio

Nos 4 primeiros meses de 2020, o número de suicídio é quase o triplo da média anual do Brasil em Altamira, cidade do Pará. A média do Brasil é de 6 suicídios por 100 mil habitantes, segundo o DataSus. Em Altamira, até do dia 27 de abril, não morreu ninguém de Covid-19, mas 15 pessoas se suicidaram, 9 delas eram jovens entre 11 e 19 anos, segundo o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. E, durante o ano todo de 2019, foram 15 suicídios em Altamira.  

Em vista disso, percebemos o impacto de maneira importante e diretamente à juventude, principalmente para aqueles que sofrem de psicopatologias ou complicações da saúde mental, que é o caso da depressão e dos transtornos de personalidade, que são particularmente sensíveis às mudanças no habitat social e nas rotinas. 

Fora do Brasil também há registros de suicídios e, dessa vez, foram pessoas que tiraram suas vidas para não enfrentar a Covid-19. Clima de medo, pânico e insegurança vêm sendo grandes fatores. Na Itália, um homem de 65 anos, hospitalizado por broncopneumonia, ainda aguardando o resultado do teste, jogou-se da janela do hospital onde estava sendo tratado. Tentativa de suicídio também, em Milão, em que um americano que sofria de sintomas pulmonares cortou sua própria garganta.  

Há relatos similares com profissionais de saúde ainda na Itália. Duas enfermeiras no Hospital San Geraldo Di Monza, o estresse, o cansaço devastaram-nas e levaram-nas a tirarem suas próprias vidas. 

O isolamento da quarentena impulsiona o número de suicídios?

Ainda não há gráficos oficializados sobre o aumento do suicídio neste período de pandemia, e isso não significa que esse aumento não possa vir a existir. Mas é notável que toda situação em que estamos vivendo seja um grande incitamento para aqueles que já pensavam em cometer o suicídio antes do isolamento social, também para aqueles que sofrem de suas psicopatologias e estão sem suas sessões de terapia. 

Mesmo com tudo que foi mencionado, ainda é possível salvar as pessoas sem estar junto. O diálogo segue sendo um grande salva-vidas, a forma de mostrar-se estar por perto mesmo através de mensagens é de grande importância para o outro, é como dar esperança de dias melhores.

E você, que passa por isso, faça sua comida preferida, tire um cochilo, ligue para alguém que goste, converse com quem sabe de você e entende quem você é, converse com quem te ama, mas não passe por isso sozinho. Diálogo cura.  

suicídio
Conversar sobre o que sente pode prevenir o suicídio. | Foto: Reprodução.

__________________________________
Por Camilli Moreira – Fala! UFPE

Tags mais acessadas