Home / Colunas / Cinema / Resenha: Ana e Vitória

Resenha: Ana e Vitória

Ana e Vitória é um filme carismático, assim como a dupla protagonista, gostoso de assistir e que se propõe a aproximar ainda mais os fãs desta curiosa história da carreira das meninas de um jeito que você nunca viu.

Tudo começa quando Vitória (Vitória Falcão), recém chegada a Araguaína (TO), após ter iniciado a faculdade de Direito, posteriormente a de Teatro e ter desistido de ambas, passava por um momento de incertezas e sem saber para onde seguir com a vida, foi a uma festa em que Ana tocou algumas músicas em um curto show. Ana (Ana Clara Caetano) por sua vez, após descer do palco, ainda bastante insegura de sua arte, entra em uma roda de amigos, que coincidentemente agrupava Vitória. As duas se reconhecem ali, dividindo suas angústias e se aproximam.

Dias depois, marcam de se encontrar para gravar uma música, despidas de qualquer intenção e sem grandes pretensões. Nesta ocasião, sem que elas percebessem a dupla se formava. Ao mesmo tempo tão parecidas e tão diferentes, Ana e Vitória seguiam amigas, compondo, cantando, dividindo conselhos e protagonizando diferentes histórias de amor, paixões e ficadas. Cenas estas, que permeadas por músicas da dupla, algumas inéditas e outras já conhecidas do público, remetem ao espectador a ideia de que aqueles fatos inspiraram as composições.

Tempos depois, a música gravada chega às mãos do empresário Felipe Simas (Bruce Gomlevsky), no Rio de Janeiro, que fica impressionado com a qualidade e originalidade do som e convida as meninas para se encontrarem pessoalmente.
Já no Rio, o empresário encaixa a dupla, ainda cheias de incerteza, em um programa de rádio e ali, esta linda história de sucesso começa a acontecer, ao qual ninguém sabe onde vai parar.

Críticas:

  • Um filme sensível e sutil, que retrata com naturalidade os momentos de incerteza dos jovens, insegurança, descoberta da sexualidade, novas experiências, conflitos e amor.
  • Uma obra despida de preconceitos, extremamente apropriado para o momento social em que vivemos de aceitação e respeito entre as diferenças e semelhanças.
  • Muito bem dirigido, o filme retrata a realidade desta geração apresentando a tecnologia permeando os relacionamentos, mostrando a liberdade entre os casais e diferentes formas de amar.  

Ficha Técnica:

Título: Ana e Vitória.
Gênero: Comédia Romântica Musical.
Elenco: Ana Caetano, Vitória Falcão, Thati Lopes, Érika Mader, Bruce Gomlevsky, Clarissa Müller, Gabriela Nunes, Bryan Ruffo, Caíque Nogueira, Victor Lamoglia e Hamilton Dias.
Part. Especiais: Mariana Nolasco, Nina Fernandes, Jade Baraldo, Bárbara Dias, Mike Tulio, Guto Oliveira e Gabriel Gonti.
Roteiro e direção: Matheus Souza.
Produção executiva: Felipe Simas.
Trilha sonora original: Anavitória.
Produção musical: Tiago Iorc e Rafael Langoni.
Duração: 115 minutos.
Produção: F/SIMAS.
Distribuição: Galeria Distribuidora.

Assista ao Trailler:

Confira também

Unicórnios: onde começou essa moda?

Os Unicórnios dominaram tudo, deixando para trás os flamingos e os abacaxis. Hoje em dia ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *