A dança das cadeiras da Fórmula 1 para a temporada de 2022
Menu & Busca
A dança das cadeiras da Fórmula 1 para a temporada de 2022

A dança das cadeiras da Fórmula 1 para a temporada de 2022

Home > Notícias > Esporte > A dança das cadeiras da Fórmula 1 para a temporada de 2022

Com a temporada 2021 chegando ao fim, algumas equipes já anunciaram trocas de pilotos

O carro oficial da Fórmula 1 para 2022 (Foto: F1)
O carro oficial da Fórmula 1 para 2022. | Foto: Reprodução/F1.

Quando o Grande Prêmio do Brasil chega, muitos dos telespectadores já sabem que a temporada da Fórmula 1 está chegando ao fim, com apenas 3 corridas acontecendo após Interlagos. E durante esse ano, muitas reviravoltas aconteceram, desde a briga pelo título entre Verstappen e Hamilton, até a despedida de Bottas da Mercedes.

Além disso, a Fórmula 1 divulgou um novo modelo para os carros, que já eram para ser implantados na temporada 2021, mas teve seu adiamento devido à pandemia. A maioria das equipes vão manter seus dois pilotos na próxima temporada, mas algumas mudanças já foram confirmadas, o que pode mexer muito com o grid de largada em 2022.

Confira as principais mudanças para a temporada de 2022 da Fórmula 1

Red Bull — Max Verstappen e Sergio Pérez

A dupla da Red Bull vai se manter na próxima temporada (Foto: Mark Thompson)
A dupla da Red Bull vai se manter na próxima temporada. | Foto: Mark Thompson.

Líder do campeonato até aqui, Max Verstappen deve ser figurinha carimbada como primeiro piloto da Red Bull durante muitos anos, e após um começo de temporada abaixo da média, Pérez conseguiu dar a volta por cima e garantiu sua continuidade na próxima temporada. O holandês pode confirmar seu primeiro título como piloto da Fórmula 1 daqui 2 corridas, caso vença as duas e Hamilton não termine alguma delas.

Apenas um ponto atrás da Mercedes no Campeonato de Construtores, a Red Bull pode voltar a conquistar o título que não vence desde 2013, quando ainda tinha Sebastian Vettel e Mark Webber nos seus carros. O mexicano Sergio Pérez, que venceu a corrida do Azerbaijão, ocupa a quarta posição na classificação, 20 pontos atrás de Valteri Bottas, e ainda pode passar o finlandês nesse final da temporada.

Mercedes — Lewis Hamilton e George Russell

George Russell ocupará o lugar de Bottas na Mercedes na temporada de 2022 da Fórmula 1.
George Russell ocupará o lugar de Bottas na Mercedes na temporada de 2022 da Fórmula 1. | Foto: Reprodução.

O heptacampeão mundial, Sir Lewis Hamilton, renovou com a Mercedes para a próxima temporada, disputando o título com Verstappen. O inglês tem a chance de se isolar como maior campeão de todos os tempos na categoria, mas agora com um novo companheiro. George Russell, atualmente na Williams, já foi testado pela Mercedes quando Hamilton testou positivo para a Covid-19 no ano passado.

Liderando o Torneio de Construtores, a Mercedes busca seu oitavo título consecutivo na categoria neste fim de temporada, ainda com Bottas como segundo piloto. George Russell, de 23 anos, é piloto Mercedes desde 2017, e agora, cinco anos depois, terá a chance de disputar sua primeira temporada na equipe profissional, substituindo Bottas, o piloto inglês é um dos maiores talentos desta nova geração da Fórmula 1.

McLaren — Lando Norris e Daniel Ricciardo

Norris e Ricciardo vão manter a dupla na McLaren (Foto: Joe Portlock)
Norris e Ricciardo vão manter a dupla na McLaren. | Foto: Joe Portlock.

Mais uma dupla que vai se manter na próxima temporada é Lando Norris e Daniel Ricciardo, na McLaren. O inglês de 21 anos é considerado como o maior talento dessa nova geração da Fórmula 1 e, atualmente, ocupa a 5ª posição na classificação, 15 pontos atrás de Pérez. Terminou praticamente todas as corridas na zona de pontuação, com exceção de Hungria e Bélgica, onde terminou na 13ª e na 14ª posição, respectivamente.

Já Ricciardo, venceu uma corrida durante a temporada, GP de Monza, na Itália, e atualmente ocupa a 8ª posição na classificação. O australiano se destacou no começo da carreira como segundo piloto de Vettel na Red Bull, e agora, vai para seu segundo ano na McLaren. Após a última corrida, a McLaren ocupa a quarta posição na tabela de construtores, 13 pontos atrás da Ferrari, próxima equipe no texto.

Ferrari — Charles Leclerc e Carlos Sainz

Leclerc e Sainz continuam na Ferrari para a próxima temporada da Fórmula 1.
Leclerc e Sainz continuam na Ferrari para a próxima temporada da Fórmula 1. | Foto: Reprodução.

Charles Leclerc, de 24 anos, vai para sua quarta temporada como piloto da Ferrari, antes segundo piloto de Vettel, o monegasco assumiu o protagonismo nessa temporada, quando o alemão deixou a equipe italiano a caminho da Aston Martin. O piloto de Mônaco ocupa atualmente a 6ª posição na classificação, com 7,5 pontos na frente do seu companheiro de equipe.

Já Carlos Sainz, chegou a Ferrari na temporada de 2021, para ser segundo piloto de Leclerc, mas a disputa entre os dois está bem mais equilibrada do que se era esperado no começo do ano. O espanhol de 27 anos foi mantido na equipe italiana, que ocupa a terceira posição na classificação de construtores, para a temporada de 2022, onde a Ferrari quer voltar aos seus anos de glória.

Alpine — Fernando Alonso e Esteban Ocon

Ocon e Alonso fizeram uma boa dupla pela Alpine
Ocon e Alonso fizeram uma boa dupla pela Alpine. | Foto: Reprodução.

A dupla que surpreendeu muita gente durante a temporada 2021, Fernando Alonso e Esteban Ocon permanecem na Alpine para o ano de 2022. O espanhol de 40 anos, que está desde 2001 na categoria, venceu dois títulos, em 2005 e 2006, e é uma lenda da Fórmula 1, agora, já está caminhando rumo à sua aposentadoria, mas com certeza, está marcado na história automobilística.

Já Esteban Ocon, que conquistou sua primeira vitória da carreira no Grande Prêmio da Hungria, está na Fórmula 1 desde 2016, com passagens por equipes como Manor, Force India e Renault (atual Alpine). A equipe encontra-se na 5ª posição no campeonato de construtores, com os mesmos 106 pontos da Alpha Tauri.

Alpha Tauri — Pierre Gasly e Yuki Tsunoda

Gasly e Tsunoda fizeram boas corridas durante a temporada de 2021 da Fórmula 1.
Gasly e Tsunoda fizeram boas corridas durante a temporada de 2021 da Fórmula 1. | Foto: Peter Fox.

Mais uma dupla que permanece para temporada que vem é a da Alpha Tauri, antiga Toro Rosso, equipe companheira da Red Bull. Pierre Gasly conseguiu uma incrível vitória no Grande Prêmio de Monza na última temporada, e nesse ano, conseguiu o pódio no Azerbaijão, e chegou na 4ª posição em outras duas corridas, na Holanda, e no México, no último fim de semana. 

Já Tsunoda, fez sua temporada de estreia na Fórmula 1 esse ano, o japonês de 21 anos teve seu ápice no Grande Prêmio da Hungria, onde conseguiu a 6ª colocação, mas também sofreu com 4 abandonos durante a temporada. Na 6ª colocação entre os construtores, a Alpha Tauri tem os mesmos 106 pontos da Alpine, e ainda pode subir na tabela dependendo das 4 últimas corridas.

Aston Martin — Sebastian Vettel e Lance Stroll

Seb e Stroll continuam a dupla na temporada de 2022.
Seb e Stroll continuam a dupla na temporada de 2022. | Foto: Reprodução.

A equipe que mudou de nome duas vezes nas duas últimas temporadas, finalmente achou sua dupla ideal. Sebastian Vettel, tetracampeão mundial pela Red Bull, não teve seus melhores anos desde que saiu da equipe, tanto pela Ferrari e agora pela Aston Martin, o alemão atualmente ocupa a 12ª posição no campeonato, com 42 pontos.

Já Lance Stroll, “o filho do dono”, vai para sua quinta temporada na Fórmula 1, passando por Williams e Racing Point (agora Aston Martin), e ocupa a 13ª posição no campeonato, com 26 pontos. A equipe que brilhou como Racing Point, não teve o mesmo sucesso na atual temporada, mas espera voltar com tudo para 2022, com os mesmos pilotos.

Williams — Alexander Albon e e Nicholas Latifi

Latifi e Albon formarão a dupla da Williams na próxima temporada da Fórmula 1.
Latifi e Albon formarão a dupla da Williams na próxima temporada da Fórmula 1. | Foto: Reprodução.

A equipe que teve o sucesso de George Russell nas duas últimas temporadas, perdeu o inglês para a Mercedes de Toto Wolff. Agora, a equipe contratou o tailandês Alex Albon, antigo companheiro de Verstappen na Red Bull, para fazer parte do seu grid. Na sua última temporada pela equipe austríaca, em 2019, Albon terminou na 7ª posição, com 92 pontos.

Já Latifi, vai para sua terceira temporada pela Williams, e vem tendo a melhor temporada da carreira neste ano de 2021. O canadense de 26 anos conseguiu pontuar duas vezes, terminou na 7ª posição na Hungria, e em 9º na Bélgica, no tradicional circuito de Spa-Francorchamps. A equipe inglesa aparece na 8ª posição entre os construtores, com 23 pontos somados entre Russell e Latifi.

Alfa Romeo — Valtteri Bottas

Valtteri Bottas deixou a Mercedes após 5 temporadas.
Valtteri Bottas deixou a Mercedes após 5 temporadas. | Foto: Reprodução.

A única equipe que ainda não tem seus dois pilotos definidos para a temporada 2022 é a Alfa Romeo, que tinha Kimi Raikkonen, campeão mundial em 2007, que decidiu se aposentar da Fórmula 1, e Antonio Giovinazzi, que já foi informado que não terá seu vínculo renovado para o ano que vem.

Na atual temporada, a equipe soma 11 pontos no campeonato de construtores, com 10 deles sendo marcados pelo piloto finlandês. Mas seu primeiro piloto para 2022 já está definido, e é Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes entre 2017 e 2021, que tem 2 vice-campeonatos mundias no currículo, em 2019 e 2020.

Haas – Mick Schumacher e Nikita Mazepin

Mazepin e Schumacher continuam na Haas para a Fórmula 1 2022.
Mazepin e Schumacher continuam na Haas para a Fórmula 1 2022. | Foto: Reprodução.

E por fim, temos a Haas, única equipe que ainda não pontuou na temporada de 2021. E com a permanência de Mick Schumacher, filho do 7 vezes campeão mundial Michael Schumacher, e Nikita Mazepin, a equipe confia nos seus dois jovens pilotos para colher os frutos no futuro, ambos os pilotos tem 22 anos e ainda não provaram o que estão fazendo na principal categoria automobilística do mundo.

Mick, piloto alemão, já mostrou conhecimento pelo volante, e conseguiu umas corridas de destaque na temporada, principalmente no Grande Prêmio de Baku, no Azerbaijão, quando terminou na 13ª posição. Já Mazepin, virou meme nas redes sociais, por conta do grande número de vezes que rodou na pista, e ficou conhecido como MazeSpin, e conseguiu sua melhor colocação, também em Baku, quando terminou na 14ª posição.

____________________________________________________

Por Leonardo Pignatari – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas