segunda-feira, 17 junho, 24
HomeCultura09 de julho: Dia da Revolução Constitucionalista de 1932

09 de julho: Dia da Revolução Constitucionalista de 1932

No dia 09 de julho é comemorado o Dia da Revolução Constitucionalista de 1932. O conflito é considerado o último levante armado do Brasil e aconteceu devido a insatisfação da elite paulista com o governo provisório de Getúlio Vargas, sendo considerado um dos principais acontecimentos da história da política brasileira.

Em 1995, o deputado Guilherme Gianetti apresentou o Projeto Lei nº 710, que posteriormente originou a Lei Estadual nº 9.497, em março de 1997, e desde então a data do dia 09 de julho é considerada feriado estadual em São Paulo.

DIA DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932
Dia da Revolução Constitucionalista de 1932. | Foto: Montagem/ Reprodução

O que aconteceu na Revolução Constitucionalista de 1932?

Em 1929, o então presidente Washington Luís nomeou Júlio Prestes como seu sucessor, o que não agradou a todos, uma vez que a posse de Prestes acabaria com a alternância de poder entre São Paulo e Minas Gerais. Diante deste cenário político, os estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraíba se uniram a oposição para formar a Aliança Liberal e determinaram que não apoiariam Prestes.

A Aliança Liberal era formada pelo presidente Getúlio Vargas e o vice João Pessoa. Nas eleições de 1930, Júlio Prestes conquistou a maioria dos votos sendo eleito como presidente. A Aliança Liberal, no entanto, não aceitou o resultou e alegou que houve fraude nas urnas.

Poucos meses depois, o vice-presidente de Vargas, João Pessoa, foi morto pelo advogado João Dantas e, por se acreditar que a morte teve motivações políticas, iniciou-se uma indignação no país. Nesse contexto, Vargas, junto à militares, articulou o movimento que ficou conhecido como Revolução de 1930, golpe no qual ele tomou o poder de Washington Luís, dando início ao Governo Provisório.

Com o Governo Provisório, Vargas começou a implementar diversas medidas que não agradaram a elite paulista, como as trocas dos governadores de São Paulo, a elaboração de um novo Código Eleitoral, entre outras.

Em maio de 1932, os jovens Martins, Miraguaia, Dráuzio e Camargo (MMDC) foram mortos em confronto com as forças armadas do governo. As mortes foram o estopim para a indignação paulista e, no dia 09 de julho, os paulista se uniram para derrubar o governo de Vargas por meio de um conflito armado.

No dia 01 de outubro, os paulistas se renderam e o conflito chegou ao fim. Apesar da derrota, a revolta estimulou algumas mudanças no país e trouxe benefícios para São Paulo, como a participação na Assembleia Constituinte de 1933.

Qual a importância da data?

A data comemorativa, que é considerada feriado no estado de São Paulo, é uma forma de relembrar o ocorrido no Dia da Revolução Constitucionalista de 1932, além de refletir sobre acontecimentos da história do nosso país que não devem se repetir.

_____________________________________
Por Giovana Rodrigues – Redação Fala!

ARTIGOS RECOMENDADOS