Síndrome de Tourette: entenda a doença que afeta a cantora Billie Eilish
Menu & Busca
Síndrome de Tourette: entenda a doença que afeta a cantora Billie Eilish

Síndrome de Tourette: entenda a doença que afeta a cantora Billie Eilish

Home > Lifestyle > Saúde > Síndrome de Tourette: entenda a doença que afeta a cantora Billie Eilish

A Síndrome de Tourette é caracterizada por tiques motores ou vocais que começam na infância ou na adolescência, podendo ser transitórios ou persistirem na fase adulta. Já faz um tempo que a cantora Billie Eilish confirmou ter a doença.

Durante entrevista ao apresentador David Letterman em seu programa na Netflix, a cantora Billie Eilish foi flagrada tendo um tique diante das câmeras. Na ocasião, a estrela norte-americana falou sobre sua vivência com a chamada síndrome de Tourette.

O distúrbio neuropsiquiátrico é caracterizado por sons ou movimentos involuntários, que surgem na primeira infância ou na adolescência. Os sintomas podem ser transitórios ou persistirem durante a idade adulta.

Embora a causa do transtorno seja desconhecida, pesquisas sugerem que os casos podem estar associados a sintomas obsessivos-compulsivos (TOC), ao distúrbio de atenção com hiperatividade (TDAH) e transtornos de aprendizagem. Os casos podem acontecer em mais de uma pessoa na mesma família, o que indica que fatores genéticos possam estar envolvidos no desenvolvimento.

Não há cura para a síndrome de Tourette, mas os tratamentos disponíveis podem ajudar na redução dos sintomas e dar qualidade de vida aos pacientes.

Sintomas da Síndrome de Tourette

Segundo os neuropsiquiatras, os tiques motores são a manifestação inicial da síndrome. Eles podem incluir piscar, franzir a testa, balançar a cabeça ou outros movimentos musculares, que podem resultar na derrubada de objetos próximos.

Em relação aos tiques vocais, os mais comuns envolvem ruídos não-articulados, como tossir, fungar ou limpar a garganta. Embora menos frequentes, os sintomas que tornaram a Síndrome de Tourette mais conhecida são os que envolvem o uso involuntário de palavras (coprolalia) e a repetição de um som, palavra ou frase dita por outra pessoa (ecolalia). Os tiques da síndrome podem causar constrangimento na vida social dos afetados, contribuindo para crises de ansiedade e estresse.

Na entrevista a David Letterman, Billie Eilish disse que conviver com a síndrome de Tourette é “muito cansativo”. Apesar de ressaltar que ama compartilhar a sua experiência com o distúrbio, a cantora acrescenta que nem sempre as pessoas reagem bem quando presenciam um de seus tiques.

“A forma mais comum de reação das pessoas é rir, porque elas acham que eu estou tentando ser engraçada. Eu sempre fico muito ofendida com isso”, diz ela.

Billie Eilish, Síndrome de Tourette, David Letterman, Billie Eilish Síndrome de Tourette
Billie Eilish falou sobre a Síndrome de Tourette no programa de David Letterman. | Foto: Reprodução/montagem.

Diagnóstico

Não existem exames para confirmar o diagnóstico da Síndrome de Tourette. A avaliação é essencialmente clínica, feita por um neuropediatra ou um psiquiatra especializado. Para a confirmação do diagnóstico, os pacientes devem apresentar pelo menos dois movimentos involuntários e um tique vocal, não necessariamente ao mesmo tempo. Os sintomas devem ocorrer há mais de um ano e começar antes dos 18 anos de idade.

Os especialistas recomendam aos pais que não adiem a consulta ao médico caso percebam que o filho apresenta alguma forma de movimentos involuntários.

Tratamento

Para reduzir os estigmas que cercam a doença, é necessário a conscientização tanto do paciente quanto das pessoas que o cercam sobre o que é a síndrome de Tourette. Quando a frequência e a intensidade dos sintomas começam a interferir na rotina diária do paciente, o tratamento pode combinar a psicoterapia com o uso de medicamentos.

______________________________________________

Por Ludi Evelin Moreira dos Santos – Fala! Universidade Federal do Paraná

Tags mais acessadas