Sal rosa ou sal branco: qual escolher?
Menu & Busca
Sal rosa ou sal branco: qual escolher?

Sal rosa ou sal branco: qual escolher?

Home > Lifestyle > Saúde > Sal rosa ou sal branco: qual escolher?

A Organização Mundial da Saúde – OMS – recomenda o consumo de, no máximo, 5 gramas de sal branco por dia. Muitos nutricionistas afirmam que o consumo de sal rosa também deve seguir essas proporções, ou seja, a quantidade de sódio não é muito diferente de uma versão para a outra. Mas, mesmo assim, outras características são encontradas.

Sal rosa ou sal branco: qual escolher?
Sal rosa ou sal branco: qual escolher?

O sal branco e o sal rosa são compostos, principalmente, por cloreto de sódio. Entretanto, o último tem mais potássio, estrôncio, cálcio, entre outros. Confira na tabela as quantidades referentes a um grama de cada tipo de sal:

Minerais Sal rosa Sal branco
Cálcio (mg)1.60,4
Potássio (mg)2.80,9
Magnésio (mg)1.060,0139
Ferro (mg)0,03690,0101
Sódio (mg)368381
Tabela de comparação entre os dois tipos de sal

Além disso, o sal rosa, também conhecido como sal do Himalaia, deve ser extraído da mina de sal Khewra, localizada perto do Himalaia, em solos paquistaneses. Deve prevalecer um processo manual e livre de aditivos químicos. Hoje, é possível encontrar versões que não seguem este padrão de qualidade. Por isso, fique sempre atento ao preço, ao rótulo e também em onde o produto está sendo comercializado.

Publicidade

Em questão de custo-benefício, não há evidências de que o sal do Himalaia seja tão benéfico à saúde pela baixa quantidade de minerais que contém. Os nutrientes extras são encontrados em valores muito pequenos: seria necessário ingerir mais de um quilo de sal rosa para obter a quantidade diária recomendada de algum elemento.

Benefícios como melhora da qualidade do sono, regulação de açúcar no sangue, aumento de libido, equilíbrio do pH do organismo, entre outros, são advindos principalmente do cloreto de sódio, um elemento do sal rosa. Outros alimentos mais baratos e fáceis de encontrar poderão desempenhar funções similares.

O excesso de sódio não vem só do sal: fique atento!

Produtos industrializados como salgadinhos, molhos prontos, refrigerantes, sucos, enlatados e embutidos contêm uma quantidade muito alta de sódio. Muitas vezes, não é o sal da comida que eleva as taxas no sangue, mas sim outros alimentos não naturais e fast-foods.

Publicidade

O sal é um elemento extremamente necessário para um organismo saudável, somente o excesso é prejudicial. Ele é importante para regular a distribuição da água no organismo, como também a pressão sanguínea.

Referências:Comparison of salty taste and time intensity of sea and land salts from around de world” – Journal of Sensory Studies; Healthline ; Organização Mundial da Saúde – OMS.

Tags mais acessadas