Demissão de professores em Universidades Privadas revolta estudantes
Menu & Busca
Professores são demitidos de Universidades Privadas e alunos se manifestam contra

Professores são demitidos de Universidades Privadas e alunos se manifestam contra

Home > Universidades > Professores são demitidos de Universidades Privadas e alunos se manifestam contra

A Universidade Cruzeiro do Sul demitiu docentes na última segunda-feira (29), decisão que levou universitários a se manifestaram através das redes sociais. Na semana passada, professores de outras universidades, como a Uninove e a Universidade São Judas, também foram demitidos de seus empregos.

Universidades Privadas
Demissão de professores em universidades privadas revolta estudantes. | Foto: Reprodução

Demissão de professores em universidades privadas revolta estudantes

O Estadão questionou a Universidade Cruzeiro do Sul sobre a demissão dos profissionais de ensino. Em comunicado, a faculdade respondeu que sofre com o aumento da falta de cumprimento da obrigação e evasão, que é resultado da pandemia no emprego e na renda de seus alunos e famílias. A faculdade também afirmou que o agravamento da crise econômica levou a instituição a adotar uma “adaptação de custos”.

Após a notícia de que os professores deixariam a instituição, estudantes da Unicsul entraram nas redes sociais da universidade, afirmando que não receberam nenhum posicionamento da instituição. Os alunos também disseram que, se os professores não forem readmitidos, não pagarão a taxa de rematrícula na universidade, além de fazerem um abaixo-assinado contra a demissão dos docentes, que já alcançou mais de 16 mil assinaturas.

Diversos estudantes do Ensino Superior manifestaram insatisfação perante as decisões das instituições de ensino privado. Alunos da FMU estão se organizando para protestar contra o reajuste semestral da mensalidade e a taxa de rematrícula cobrada pela universidade em meio à pandemia. A ação tem sido feita através do Instagram Me Ajuda FMU.

Alunos da Unip se mobilizaram através de um abaixo-assinado para conseguirem 30% de desconto na mensalidade, além de fazerem um grupo no Facebook para discutirem a melhor forma de dialogar com a universidade para conseguir um desconto enquanto estiverem tendo o ensino remoto.

Alguns estudantes da Fiam/Faam também se organizaram através de um grupo do Facebook, que visa unir alunos de universidades privadas com o objetivo de facilitar a troca de informações e possibilitar uma organização estudantil mais efetiva.

Tags mais acessadas