Por quais razões ocorrem tantos terremotos no Haiti?
Menu & Busca
Por quais razões ocorrem tantos terremotos no Haiti?

Por quais razões ocorrem tantos terremotos no Haiti?

Home > Notícias > Urbano > Por quais razões ocorrem tantos terremotos no Haiti?

Na manhã de sábado, 14 de agosto, um forte terremoto atingiu o Haiti, deixando pelo menos 724 mortos e mais de 1.800 feridos. Esse foi um dos tantos terremotos que acontecem com frequência no país, que é conhecido por ter fortes tremores. Em 12 de janeiro de 2010, um terremoto de magnitude semelhante devastou Porto Príncipe, capital do Haiti, causando a morte de mais de 200 mil pessoas e mais de 300 mil ficaram feridas.

Terremotos vêm causando devastação no Haiti desde, pelo menos meados do século 18, quando a capital, Porto Príncipe, foi destruída duas vezes em 19 anos.

Terremotos no Haiti são corriqueiros e há uma razão para isso.
Terremotos no Haiti são corriqueiros e há uma razão para isso. | Foto: Repodução/BBC Brasil.

Mas porque ocorrem tantos terremotos como esses no Haiti?

Além de ser uma das nações mais pobres do Ocidente e, portanto, uma das menos preparadas para enfrentar eventos desse tipo, o Haiti possui complexa rede de placas tectônicas e falhas geológicas.

Os terremotos são desencadeados quando as placas tectônicas que formam a superfície da Terra, entram em processo de choque ou acomodação. O Haiti se situa na interseção de duas placas, a norte-americana e a caribenha. Sismos ocorrem quando elas se deslocam entre si, criando fricção. Numerosas falhas entre as placas atravessam ou passam perto da ilha de Hispaniola, que o país partilha com a República Dominicana, e nem todas se comportam da mesma maneira. E foi o súbito deslizamento de uma delas, a falha de Enriquillo-Plantain Garden, que corta a Península de Tiburon, no sudoeste haitiano, que desencadeou o último desastre.

Os sismos são bem devastadores no Haiti, por uma combinação de fatores, que envolvem uma área de grande atividade sísmica, como a alta densidade populacional do país de 11 milhões de habitantes; e edifícios projetados para resistir a furacões, mas que são vulneráveis a tremores do solo.

Uma edificação típica de concreto armado e blocos de concreto é capaz de sobreviver a ventos fortes, mas é vulnerável a danos e desmoronamentos, se o chão treme, práticas de construção mal pensadas também representam um papel.

Apesar do fato de que o Haiti está em uma área de alto risco para terremotos, o último grande terremoto antes da catástrofe de 2010 havia ocorrido 150 anos antes.

______________________________________________________

Por Lívia Ferreira de Almeida – Fala! Mack

Tags mais acessadas